Guia completo sobre marketing para restaurantes que você deve conhecer!

Marketing para restaurantes: imagem de quatro pratos com comida e vários copos sob a mesa e as mãos das pessoas pegando os lanches e comidas

Das duas uma: você leu no título marketing para restaurantes e ficou se perguntando “será que o meu realmente precisa de um?” ou, então, teve aquele sentimento de, finalmente, encontrar o que precisava para poder gerir seu negócio like a boss. 😎

Bem, se você teve a primeira reação, imagine a seguinte situação: depois de muito caminhar por uma rua qualquer, você sente a fome apertar.

Ao redor, existem três restaurantes, dois deles são completamente desconhecidos, o outro volta e meia aparece no seu feed do Instagram, com fotos altamente apetitosas. Provavelmente você optaria por entrar nesse, não é mesmo?

Pois é! Ao desenvolver estratégias de marketing assertivas para o seu negócio, você fará com que ele também seja escolhido em meio a tantos outros.

Agora, se você teve a segunda reação, talvez já tenha chegado aqui com o objetivo de encontrar dicas valiosas para aplicar no seu negócio e não dar mole para a concorrência. Acertamos?

Então, você chegou ao lugar certo! Independente da sua reação continue a ler este post, nele você encontrará a receita certa para que seu restaurante atraia muitos clientes!

Importância do marketing para restaurantes

Só de ler aquela pequena história, na introdução, já deu para perceber o quanto o marketing digital para pequenas empresas é importante, concorda?

Ele faz a marca se tornar conhecida e cria aproximação com os consumidores. Com a aplicação de práticas recomendadas, você cria oportunidades de mostrar o que a sua empresa vende e quais valores ela segue.

É por meio das estratégias de marketing que você consegue fazer o posicionamento da marca, para não apenas atrair um público que se identifica com o  seu negócio, mas também fidelizá-los.

Práticas e plano de ação de marketing para restaurantes

Ok, até aqui você entendeu que o seu restaurante precisa ter estrategias de marketing eficientes. Mas, não pense que é só jogar fotos nas redes sociais e esperar para atrair novos clientes, como num passe de mágica. 🔮

Nada disso!

Assim como na famosa citação de Shakespeare: “há muito mais coisas entre o céu e a terra do que sonha nossa vã filosofia”, as ações de marketing também são cheias de detalhes e precisam ser muito bem-feitas para que você tenha resultados.

Mas calma, estamos aqui para ajudar. Descubra a seguir o que colocar no seu plano de ação!

Comece com uma análise de mercado

Um dos primeiros passos é entender o cenário no qual sua empresa atua é a análise de merca.

Isso significa analisar a concorrência e, também, descobrir forças, fraquezas, ameaças e oportunidades existentes nos meios interno e externo.

Se você conhece um pouco desse tema, já deve ter entendido que estamos falando da matriz SWOT. Assim, você precisará:

  • avaliar a qualidade dos seus fornecedores;
  • identificar como seus principais concorrentes investem em marketing, quais são os seus canais de comunicação: eles aparecem na primeira página do Google, usam as redes sociais?;
  • descobrir como é a receptividade do público deles;
  • entender se você ou os concorrentes têm reclamações de clientes postadas online, como no site Reclame Aqui;
  • perceber qual tipo de comida é oferecida pelo seu restaurante e identificar o diferencial dela: caseira, saudável, brasileira, fast food, entre outras.

Ter noção desses fatores dará muitas pistas sobre seu público e ajudará você a entender melhor por onde começar.

Por exemplo, caso haja muitas reclamações, esses feedbacks já indicam no que você precisará investir para melhorar. Ou, se os seus principais concorrente estão no Google, você já sabe que precisará investir em estratégias de SEO local para ranquear o seu negócio também.

Descubra as necessidades dos consumidores

Essa tática importante é entender quais as maiores necessidades dos seus consumidores. Para isso, é essencial entender a persona do negócio, que consiste na representação semi fictícia do seu cliente ideal.

Caso o restaurante ainda não tem uma persona, procure identificar:

  • idade;
  • profissão;
  • média salarial;
  • estilo de vida;
  • hobbies;
  • objetivos de vida;
  • maiores problemas;
  • redes sociais preferidas;
  • critérios usados para decidir uma compra;
  • comidas preferidas;
  • média de gasto em uma refeição.

Além disso, mantenha uma relação próxima com seus clientes. Isso ajuda no contato e facilita no momento em que os consumidores forem responder pesquisas ou dar feedbacks, por exemplo.

Caso você já tenha site e perfis nas redes sociais, você poderá coletar esses dados do seu público pelas ferramentas Google Analytics e Facebook Insights.

Defina os objetivos e indicadores de performance

Os indicadores de performance, também conhecidos como KPI’são os números que realmente atestam a saúde do seu negócio.

E eles estão diretamente relacionados aos objetivos de marketing do seu restaurante. Vamos supor que os objetivos do seu negócio seja fidelizar clientes e, com isso, aumentar o faturamento.

Então, você deverá delimitar bem os indicadores de performance antes de mergulhar nas ações de marketing para o seu restaurante.

Alguns exemplos são o Lifetime Value, que mede quanto tempo um cliente fica no seu estabelecimento e quanto ele gasta em média, e o ROI que pode ser aplicado nas redes sociais ou do marketing em geral para medir o seu retorno sobre os investimentos.

Faça parte do mundo online

Conhecer as oportunidades do mercado digital é importante para escolher os melhores canais, estratégias e ferramentas de marketing digital.

Na pesquisa sobre “Perspectivas para o Mercado Digital 2020”, que realizamos em parceria com a Social Media Week SP, você descobrirá quais canais, metodologias, estratégias e tecnologias os profissionais de marketing pretendem apostar as suas fichas.

Clique aqui e tenha acesso à esses dados para enxergar de forma mais clara quais são as tendências e apostas que vão direcionar o planejamento estratégico do seu negócio no mundo online.

Além das tendências e apostas do mercado digital, existem algumas práticas que são indicadas para qualquer empresa que começa a se aventurar no universo online e que você não pode ficar fora. Veja quias são elas:

Tenha um site funcional e responsivo

Indicamos, no mínimo, que seu restaurante tenha um site funcional que possa ser encontrado no Google e usado nas estratégias de redes social.

Invista em um site amigável, de boa navegação e responsivo para outros aplicativos. Para começar, observar sites de restaurantes conceituados no mercado é uma das melhores formas de buscar inspiração para o seu próprio site.

O design utilizado pela concorrência, as fotos e todos os outros detalhes podem te dar a ideia que faltava para criar o espaço online do seu negócio.

Confira, algumas informações importantes que não podem faltar no seu site:

  • cardápio online disponível;
  • horário de funcionamento
  • endereço e localização via Google Maps;
  • fotos caprichadas dos seus pratos.

Escolha as redes sociais certas para restaurantes

Estude quais são as redes sociais mais relevantes para o seu público. Existem várias — Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter, Pinterest e outras —, mas você precisa refletir antes de entrar em todas elas:

  • Quais são usadas pelos seus clientes e potenciais clientes?
  • Quais têm mais afinidade com o nicho de bares e restaurantes?
  • Para quais você realmente vai conseguir se dedicar?

Sugerimos que você olhe com atenção para o Facebook, que é a rede mais popular, e o Instagram, que valoriza conteúdos visuais e gera bastante engajamento.

Veja o nosso post específico sobre redes sociais para restaurantes e confira dicas precisas de como atuar de maneira assertiva nesses canais, lá você encontrará informações como:

Acerte o alvo com a geolocalização

A geolocalização, também chamada de geomarketing, é uma técnica que usa os dados de localização a favor do seu negócio, para assim, segmentar melhor o público. Com ferramentas inteligentes, é possível investir em boas estratégias e encontrar potenciais clientes.

Quer um exemplo?

Crie anúncios geolocalizados no Facebook e Instagram e os direcione para impactar pessoas que moram ou trabalham perto do seu restaurante e que curtam marcas de serviços de alimentação do seu nicho (saudável, fast food, caseiro). Isso deixará as suas campanhas mais eficientes em termos de conversão. 😉

Veja o exemplo deste anúncio patrocinado pelo restaurante Galeto Grill no Instagram.

Marketing para Restaurante Case O Galeto Grill

Invista em estratégias de SEO local

O SEO local é um conjunto de ações cujo foco é atrair um determinado grupo de pessoas localizadas em um espaço geográfico específico. Com palavras-chave estratégicas, é possível posicionar as páginas do site e atrair um público segmentado.

É uma forma de fazer marketing local, pois você engaja apenas pessoas que tenham mais probabilidade de ir ao seu restaurante, de fato. Isso deixa a prática fica mais efetiva e econômica.

Mas como fazer isso?

Cadastre o seu restaurante no Google Meu Negócio! 

Por mais que qualidade e o preço da comida importem, a proximidade é fator fundamental para a escolha um restaurante para almoçar. E, nesse momento, ter o seu restaurante no Google Meu Negócio fará toda a diferença.

Veja, por exemplo, o que acontece quando uma pessoa faz uma busca por “restaurante em São Paulo”. O Google disponibiliza uma lista das restaurantes pré-selecionados com um mapa da cidade indicando onde elas se localizam.

E, isso acontece também quando o usuário procurar por outros termos como “restaurantes orientais perto de mim” ou “restaurantes vegetarianos em São Paulo”.

Para que o seu restaurante apareça na resposta é preciso cadastrá-la no Google Meu Negócio e seguir algumas boas práticas na plataforma, como conseguir avaliações de clientes, ter uma ficha completa, para que o Google a identifique como potencial e a exiba nas primeiras posições.

marketing para restaurantes: imagem do google meu negócio com um mapa da cidade de são paulo e uma lista de restaurantes sugeridos

Proporcione boas experiências

A experiência do consumidor é constituída pelas suas percepções ao longo do caminho do consumo. Poxa, mLabs, traduz aí!

Claro! Pense no seguinte, qual marca vem à sua cabeça se você tivesse que recomendar uma única a seus amigos e familiares? Agora, tente se lembrar de todas as vezes em que você interagiu com ela, seja para descobrir informações e tirar dúvidas, seja para resolver problemas ou comprar.

Só por ter surgido na sua mente, é sinal de que você teve experiências positivas, em diversos momentos. E aqui fica uma reflexão: essas percepções se iniciam muito antes de o consumidor colocar os pés dentro do seu restaurante.

Quando ele digita uma palavra no Google ou quando chega à sua rede social, a experiência já teve início. Caberia aqui um enorme texto para falar sobre esse assunto. Porém, vamos sintetizar, dando algumas sugestões:

  • aposte em boas fotos e descrições dos pratos, assim, você já desperta desejos gastronômicos nas pessoas, antes mesmo de elas saírem de casa;
  • preste um bom atendimento a todos, não importa a informação solicitada. Dê atenção às dúvidas e não deixe ninguém sair de sua página ou perfil se sentindo perdido ou frustrado, está bem?

A ideia de promover essas experiências positivas é garantir uma satisfação tão alta dos clientes atuais, a ponto de eles praticarem o marketing de indicação, sugerindo o restaurante a muitas pessoas.

Invista em estratégias de Inbound Marketing para restaurantes

O Inbound marketing é uma prática que tem a finalidade de atrair, converter e fidelizar clientes.🧲 É diferente do marketing tradicional, que é feito de forma intrusiva, interrompe a atenção e não dá muitas alternativas para que o consumidor opte por não continuar vendo a publicidade.

Por não ser invasivo, o Inbound marketing costuma ser mais bem-aceito e tende a alimentar uma relação mais duradoura. Contudo, isso não significa ausência de estratégias. É possível investir em ações para que o usuário entre em contato com marca.

Para isso, faça uso do funil de vendas. Ele representa a trajetória feita pelo comprador, desde antes de sua compreensão sobre um problema, passando pelos momentos em que toma conhecimento da empresa que pode solucioná-lo, faz a aquisição do produto ou serviço e chega à fidelização.

Uma das premissas é criar conteúdos que façam a persona avançar as etapas até o final. Veja a seguir alguns exemplos!

Topo de funil

Refere-se a ações de atração e abrange pessoas que ainda não conhecem a marca. Garantir a presença online, com site e redes sociais, é uma forma de começar. Em blogs, é possível desenvolver estratégias de Marketing de Conteúdo e criar posts que não falem diretamente sobre o produto vendido.

Por exemplo, uma cantina italiana pode publicar artigos com curiosidades sobre a Itália.

Meio de funil

São as ações de consideração. As pessoas já ouviram falar do restaurante. Possivelmente, viram propagandas ou leram posts, o que fez despertar o interesse em conhecer o estabelecimento. Uma ideia é criar posts no Instagram com dicas para uma refeição gostosa no final de semana, com receitas que remetam aos pratos vendidos no restaurante.

Fundo de funil

Trata-se das ações de decisão. As pessoas estão bastante propensas a consumir no restaurante, mas ainda precisam de um pequeno empurrão. Enviar um cupom de desconto para os seguidores do Facebook ou mandar aquela mensagem estratégica por WhatsApp perto da hora do almoço são boas opções.

Monitore e analise os resultados

Medir os resultados é primordial para entender o que deve ser mudado, e não pode ser esquecido. É a partir dessa ação que se tem uma visão mais ampla sobre o negócio, criando condições de investir em práticas certeiras para conseguir mais conversões.

Para isso, é importante definir, antes, o que será mensurado. Confira alguns exemplos de métricas que podem devem ser acompanhadas:

  • descobrir o número de visitantes na página principal do site e nas páginas dos produtos;
  • medir a taxa de abertura e de leitura de e-mail marketing;
  • identificar o número de solicitações de delivery;
  • medir as impressões nos posts das redes sociais;
  • quantificar número de comentários e de reações nas redes sociais;
  • descobrir o ticket médio do restaurante;
  • mensurar faturamento mensal;
  • analisar a receptividade dos anúncios do Instagram;
  • entender o índice de satisfação dos clientes.

A partir dessa análise você entenderá se a sua estratégia está no caminho certo e terá Insights importantes para futuras ações, como os melhores dias e horários para postar, os formatos que performam melhor ou a linguagem que mais comunica.

As próprias redes sociais disponibilizam relatórios sobre a atuação da sua marca na plataforma. Mas é recomendado usar uma boa ferramenta de gestão de redes sociais que consolide os resultados em um lugar só e ofereça um panorama completo sobre a sua estratégia.

Enfim, como você viu, é plenamente possível e recomendado investir em um marketing para restaurantes. Além de o ser mercado bastante competitivo, o um consumidor está cada vez mais exigente, então é fundamental saber engajar e entregar conteúdos relevantes.

Falando nisso, planejar é essencial. Então, confira, o nosso Kit Campanha de Redes Sociais por Nicho de Mercado e conheça as ferramentas e  os  recursos que te ajudarão a planejar e executar as melhores campanhas para seus clientes!

Imagem de um banner publicitário com a frase: kit campanha de redes sociais por nicho de mercado.

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 120 mil marcas!

Posts relacionados