6 dicas de marketing digital para médicos e consultórios

Marketing digital para médicos: imagem de uma mulher usando um jaleco e mexendo no celular

Até chegar no consultório, o paciente passa por uma jornada digital que, na maioria das vezes, inclui a consulta com um concorrente questionável, o “Dr. Google”.

Segundo uma pesquisa realizada pelo próprio Google, os brasileiros lideram o ranking de aumento das pesquisas por temas de saúde no buscador.

O índice de brasileiros que recorrem ao Google como primeira fonte de informação em casos de problemas de saúde é de 26% e já chega próximo aos que procuram imediatamente por um médico que é 35%.

Esses internautas quando se deparam com o nome de um especialista, querem checar o site, as redes sociais e até o currículo do profissional.

Isso tem um porquê!

É a partir do conjunto de informações disponíveis sobre o médico na Internet que o usuário forma a primeira impressão do profissional e decide marcar a consulta.

Tudo isso tem a ver com marketing médico!

Continue com a gente e descubra como melhorar a sua visibilidade e conquistar mais pacientes com estratégias certeiras de marketing digital para médicos. 😉

1 – Consulte as regras do CFM (Conselho Federal de Medicina)

O primeiro passo para aproveitar o máximo do marketing digital sem infringir a lei é conhecer as orientações do Conselho Federal de Medicina (CFM) sobre propaganda na área médica.

A resolução CFM n.1974/11, atualizada em 2015, do Manual de publicidade médica proíbe:

  • garantir, prometer ou insinuar bons resultados de tratamento sem comprovação científica, tanto nas entrevistas à imprensa quanto nas redes sociais;
  • expor o paciente para divulgar técnica, método ou resultado, assim como não é permitido publicar fotos dos pacientes antes e depois de tratamentos ou cirurgias;
  • usar termos e linguagem sensacionalista e de autopromoção;
  • anunciar especialidade que o médico não tem;
  • anunciar equipamentos para mostrar superioridade a concorrência;
  • ter o nome do médico envolvido em propaganda enganosa;
  • publicar informações que vão causar alarde na sociedade;
  • fazer qualquer tipo de consulta, diagnóstico ou prescrição de medicamentos à distância.

👉 Fique atento! A Lei de Liberdade Econômica, sancionada em 2019, não invalida as regras de publicidade e propaganda médicas no Brasil, como informou o CFM, em nota.

2 – Cuide do seu site como se fosse um paciente

Atua na área médica e não tem um site atualizado e ativo? O caso é grave, doutor!

Quase como um paciente, o site precisa receber atenção. Ao ter uma página profissional na Internet você consegue ampliar a reputação profissional, para muitos pacientes, não encontrar o profissional online é mau sinal. As informações que os colegas e o público sabem sobre você é com base nas buscas online e como você se apresenta na Internet.

Além de divulgar informações sobre a sua área. O site é um canal excelente para publicar artigos e novidades da sua área, eventos abertos ao público, endereço da sua clínica, horário de funcionamento e convênios atendidos.

Ele é o seu cartão de visitas! Como tal, precisa ser facilmente navegável e apresentar conteúdo informativo, dados atualizados e, principalmente, abrir em qualquer tela.

Já que no Brasil, 83% dos usuários usam o celular para pesquisar informações sobre um estabelecimento.

Tão ruim quanto não ter presença online é ter um site com má aparência e muitas páginas, pois, se os usuários precisam clicar em tudo para finalmente encontrar o que buscam, desistem facilmente.

Uma dica é criar um site on page (uma única página para mostrar todo o seu conteúdo) e panejar estrategicamente na distribuição das informações. Assim, você aumenta as chances de reter os usuários no seu site, já que apenas 0,7% deles visitam todas as páginas.

Outra dica é entender a intenção de busca do seu público. Procure saber quais temas as pessoas mais procuram dentro da sua especialidade, e com base nisto, crie um conteúdo assertivo. O Google Trends pode te ajudar a descobrir!

Também é importante cadastrar-se em plataformas de busca de médicos, que além de torná-lo visível, permitem avaliações de pacientes.

3 – Aplique estratégias de SEO local e seja encontrado com mais facilidade

Sobretudo na área da saúde, as pesquisas no Google são feitas localmente, portanto é imprescindível usar estratégias de SEO local, do contrário, o seu nome não vai aparecer entre os resultados.

Se alguém do seu bairro ou cidade pesquisar pela sua especialidade ou termos relacionados a ela, vai encontrar seu nome no buscador?

Se a sua resposta for não. A melhor maneira de começar a otimizar a sua presença online com geolocalização é preenchendo uma ficha no Google Meu Negócio.

O Google Meu Negócio é uma ferramenta gratuita que permite que você seja encontrado no Google com mais facilidade. Além de incluir seu consultório nos resultados, permite comentários de usuários, dados para contato e horário de funcionamento.

Dá para subir fotos pelo app e criar eventos, e qualquer alteração que você faça é atualizada na Busca e no Mapas.

Além de tudo, você descobre quantas pessoas acharam seu consultório e se conectaram a ele, assim dá para acompanhar de perto o seu desempenho.

Veja este exemplo, em que aparecem os perfis com informações completas e atualizadas no GMN.

marketing para médicos: imagem de uma busca realizada no Google Meu Negócio

4 – Transmita conhecimento médico com Marketing de Conteúdo

Marketing de conteúdo é uma estratégia que busca atrair, engajar, converter e fidelizar clientes. Ótimo para melhorar sua classificação no Google e direcionar tráfego para o seu site.

Como hoje em dia é comum que as pessoas busquem informações de saúde no Dr. Google, estar presente no buscador com informações úteis para o público-alvo é fundamental para você se destacar e conquistar credibilidade no mercado.

Dicas de saúde, informações sobre procedimentos médicos e qualidade de vida são exemplos de conteúdos que você pode criar.

Além de direcionar tráfego, o marketing de conteúdo tem outros benefícios:

  • ajuda a criar lealdade e confiança no seu nome;
  • torna seu nome reconhecido;
  • educa o potencial paciente;
  • gera mais pacientes e melhora as conversões.

O legal é que você pode criar conteúdo em diversos formatos, como artigos em blog, e-mail marketing, ebooks, posts nas redes sociais, infográficos, podcasts, webinars e vídeos. Basta usar a criatividade!

5 – Use as redes sociais para potencializar o marketing digital para médicos

Estar presente nas redes sociais com perfil profissional é essencial para desenvolver várias estratégias de marketing que envolvem a área médica, como:

  • criar um senso de comunidade e estreitar o relacionamento com os pacientes;
  • compartilhar informações úteis para ampliar o conhecimento dos usuários, assim estimulando que eles se previnam e se envolvam ativamente com a própria saúde;
  • divulgar pesquisas importantes para difundir o conhecimento de colegas de profissão, estudantes e aspirantes à medicina e até os jornalistas, que estão sempre em busca de novas pautas.

Comece com o planejamento das redes sociais

Sabemos que no início, planejar uma estratégia de redes sociais poderá demandar tempo e esforço, afinal nem todos os profissionais possuem conhecimento técnico sobre esses canais.

Mas com a ajuda de uma boa ferramenta de gestão de redes sociais você conseguirá aumentar o potencial estratégico da sua marca com mais facilidade.

Isso porque essas ferramentas fornecem Insights valiosos para tomadas de decisão das futuras ações, assim permitindo que você ganhe tempo para cuidar de outros assuntos relacionados à sua área.

Você sabia que há dias da semana e horários em que os posts têm mais interação do público? E que há, também, formatos de conteúdo e hashtags que operam melhor nas redes sociais?

Essas e outras informações como o monitoramento dos principais concorrentes, agendamento de posts, calendário de publicação facilitam a gestão do negócio.

Confira, agora, as principais características das redes socais indicadas para o seu nicho e como elas podem ser úteis na sua estratégia de marketing digital na saúde?

Crie uma página no Facebook

Segundo pesquisa recente do site We Are Social, 130 milhões das contas ativas no Facebook são brasileiras!

A plataforma abrange todas as idades, etnias e níveis econômicos. Até os pacientes mais idosos estão lá, viu?

Além disso, o Facebook comporta conteúdo em inúmeros formatos, texto, audiovisual, Lives, Stories, bate-papo, Grupos e anúncios que deixam sua FanPage completa e interativa.

Veja o exemplo do médico, especialista em coluna, Dr. Antenor Mazzuia na rede social. Ele usa a sua página profissional para publicar vídeos e e-books gratuitos. Inclusive, ele até configurou as opções do chat para personalizar o atendimento, dá uma olhada!

marketing para médicos: imagem da FanPage do médico Dr. Antenor Mazzuia

Tenha um perfil comercial no Instagram

Com quase 70 milhões de brasileiros inscritos, o Instagram foca muito no visual, portanto, posts sobre a rotina no consultório, suas atividades profissionais diárias e qualquer imagem capturada visualmente têm chances de atrair seguidores.

Lembrando de tomar cuidado para não expor os pacientes de maneira indevida conforme orientações do Conselho Federal de Medicina.

Os Stories e as Lives são recursos que fazem bastante sucesso com o público da rede social, eles permitem que os seguidores acompanhem a sua rotina e entendam mais sobre assuntos da área.

O post seguinte mostra como o doutor em neurologia Sérgio Takeshi aproveita a visibilidade do seu perfil do Instagram para fazer Lives e explicar melhor as opções de tratamento que ele oferece.

marketing para médicos: imagem de um post no Instagram divulgando uma live sobre toxina botulínica no músculo epástico

Use o LinkedIn para promover suas ações

O LinkedIn é um canal focado mais no “business” do que no social. É importante que você esteja presente nesta rede para se conectar com colegas e com a imprensa, além de poder apresentar o seu portfólio.

Uma dica é criar publicações são voltadas para a sua promoção como profissional: artigos científicos, pesquisas, trabalhos publicados, editoriais etc.

Neste outro exemplo, o médico Chao Lung Wen escolheu o LinkedIn para divulgar artigos, eventos e webinars. Assim, fortalecendo a sua imagem profissional perante os colegas da área.

Marketing digital para médicos: imagem do perfil do LinkedIn do médico Chao Lung Wen divulgando um Webinar sobre prevenção ao Covid-19

Crie um canal no YouTube para sua área

Tem um jeito mais rápido de criar relacionamento com o público quando não se está presente, a não ser por vídeo?

Ter um canal no YouTube ajudará você a educar o público, além de criar oportunidades para atrair novos pacientes!  Faça vídeos relacionados à sua especialidade, converse com o público sobre curiosidades da profissão e dê dicas de prevenção de doenças.

Aproveite que os canais de referência na saúde são muito acessados e inspire-se para criar conteúdo de qualidade, que realmente ajude as pessoas de alguma forma.

Olha só como a ginecologista Laura Lúcia leva a sério seu canal no YouTube, postando vídeos frequentes sobre assuntos relacionados à sua área.

Marketing digital para médicos: imagem do canal do youtube da médica ginecologista Laura Lúcia

Invista no WhatsApp Business

Com o WhatsApp para empresa é fácil fazer agendamentos, fornecer orçamentos e instruções para a primeira consulta. Além de ser possível adicionar diversas informações sobre o seu negócio.

Quanto mais detalhes você passar aos seus pacientes, mais credibilidade terá, além de melhorar a comunicação.

Você também pode facilitar a vida do paciente colocando link direto para o Google Maps com o local do consultório, por exemplo.

O objetivo não é ficar à disposição dos pacientes 24/7, mas, dosando bem o uso, dá para responder às dúvidas pontuais e sugerir algo que não requeira visita ao consultório.

Veja outras informações que podem ser inseridas no WhatsApp Business:

  • horário de funcionamento;
  • endereço do site/redes sociais/e-mail;
  • especialidade;
  • descrição;
  • endereço físico.

Cadastre seu consultório no Google Meu Negócio

O Google modificou a exibição de resultados de pesquisas sobre doenças, lesões e tratamentos de saúde. Atualmente, a preferência é dada aos profissionais mais próximos à localização física do usuário.

Um perfil completo e com avaliações positivas ajuda a melhorar o seu posicionamento no rank. Portanto, fique atento aos critérios que as pessoas consideram importantes ao avaliarem.

Veja quantas informações esse consultório de cardiologia acrescentou na ficha do Google Meu Negócio:

marketing para médicos: imagem de uma ficha cadastrada no Google Meu Negócio com foto da fachada do consultório, imagem do Google Maps mostrando o trajeto para chegar no consultório e informações adicionais

6 – Invista em anúncios no Google e atraia mais pacientes

Anúncios no Google Ads não têm contra-indicação, desde que as regras de publicidade médica sejam respeitadas.

Diferentemente do SEO, do qual já falamos, essa é uma alternativa paga, mas traz resultados diretos e, muitas vezes, mais rápidos – principalmente pela possibilidade de segmentação.

Você pode selecionar exatamente os usuários que deseja impactar com seu anúncio, filtrando por buscas como “clínica de dermatologia”, “dermatologista por convênio em SP”, “teste dermatológico” etc.

Entre outras opções ainda mais personalizadas, você pode incluir ou excluir pessoas com base em dados demográficos, interesses e/ou comportamentos.

A conta no Google Adwords é gratuita, você só paga pelo anúncio e o valor do investimento varia conforme a quantidade de pessoas para quem o anúncio será exibido e o volume de buscas para o termo escolhido.

Para destacar seu anúncio em meio à concorrência, é preciso ter o público-alvo definido, site com informações completas, criativo do anúncio atraente e, claro, um bom investimento.

Bônus

Para colocar em prática todo o conhecimento que você aprendeu aqui e estruturar suas campanhas nas redes sociais com ferramentas e estratégias que trazem resultados, baixe o nosso Kit Campanha de Redes Sociais para área da Saúde.

Nele você encontrará todo material necessário para instruir as suas ações de marketing digital, desde calendário de datas especiais, aula de Marketing Local, até seleção de públicos sugeridos, tutorial do Gerenciador de Negócios em vídeo ensinando a anunciar no Insta e no Face e muito mais!

Imagem de um banner publicitário com a frase: kit campanha de redes sociais para área da saúde.

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 120 mil marcas!

Posts relacionados