Marketing médico: guia completo para ter presença online relevante!

Marketing médico: imagem de uma médica de jaleco, segurando um tablete

Com pacientes cada vez mais conectados e exigentes, é impossível ter a mesma relação que se tinha com eles há alguns anos.

Hoje, com uma busca rápida no Google é possível ter acesso a uma série de informações que vão desde sintomas a possíveis causadores de doenças.

Com fácil acesso à Internet, o consumidor quer mais do que a cura da doença, ele quer informação — o que abre um espaço enorme para trabalhar estratégias e implementar ações de marketing médico.

Agora, você da área da saúde já parou para pensar o quanto está preparado para testar novas maneiras de se comunicar para atrair e fidelizar pacientes?

Se a sua resposta é não, chegou a hora de saber mais sobre o marketing médico e as suas possibilidades para aumentar a sua visibilidade e o seu relacionamento com o público.

O que é marketing médico e qual a sua importância?

Apesar de ter sido atrelado à propaganda durante muito tempo, o marketing médico vai muito além disso, ele possui um conceito abrangente que alcança todas as fases de divulgação, atendimento e fidelização do público.

Isso significa que ele está presente em pequenas ações, desde anúncios no Google para atrair o público até a pesquisa de satisfação encaminhada no pós-atendimento, depois que o paciente já saiu do consultório.

Em resumo, todo detalhe faz uma grande diferença para conquistar a atenção dos pacientes atuais e futuros – que ainda não conhecem a sua clínica, mas procuram por informações na Internet.

Para iniciar no marketing médico é preciso planejar e estruturar estratégias de marketing assertivas que consigam responder às principais dúvidas e educar os pacientes com conteúdos relevantes, passando credibilidade para a sua marca.

Lembre-se que tudo interfere na percepção que o paciente tem sobre você, desde a sua identidade visual, as suas publicações nas redes sociais, o atendimento da secretária e a experiência que ele teve no consultório – tudo faz parte do famoso branding que está presente nos mínimos detalhes.

Regulações, normas e limitações do marketing para a medicina

Para garantir que o marketing médico não divulgue informações mal intencionadas apenas para atrair mais pacientes, o Conselho Federal de Medicina (CFM) definiu algumas determinações que aumentam a segurança para os pacientes e estabelecem limites para os profissionais da área.

Entre as principais estão:

  • a proibição do uso de fotos de pacientes, ainda que com autorização, em anúncios online e offline;
  • o cuidado com a vinculação do investimento na aquisição de aparelhos, à cura de doenças ou sucesso dos tratamentos;
  • a limitação da divulgação de, no máximo, duas especialidades nos materiais de anúncio;
  • o impedimento da divulgação de especialidades não reconhecidas pelo CFM;
  • a obrigatoriedade de conter o nome do médico, sua especialidade, CRM e Registro de Qualificação de Especialista (RQE) em todos os materiais impressos;
  • o veto do uso de expressões como “resultado garantido”, “o mais eficiente”, “o único capaz de” e similares nos anúncios;
  • a proibição da divulgação de preços, tanto de procedimentos quanto formas de pagamento, assim como a concessão de descontos para se promover;
  • a proibição da prestação de qualquer tipo de consultoria via redes sociais ou blogs, podendo apenas divulgar conteúdo de cunho informativo.

É importante tomar cuidado com essas e outras determinações para garantir que as estratégias de marketing médico sejam desenvolvidas para impulsionar os resultados e não para gerar problemas.

Estratégias de Marketing Médico para atrair e fidelizar pacientes

Agora que você já sabe o que é o marketing médico e o que não pode ser feito por determinação do Conselho Federal de Medicina, chegou o momento de descobrir como, de fato, se tornar mais interessante que a concorrência.

Defina os principais objetivos

O primeiro passo para uma estratégia de marketing efetiva é descobrir e delimitar quais são os seus principais objetivos.

Em alguns casos, o foco pode ser atrair o maior número de pacientes, em outros tornar-se uma autoridade na sua especialidade. Perceba que os caminhos para alcançar esses objetivos são bem diferentes.

No primeiro caso, a prioridade é aumentar a visibilidade do consultório. No último, é preciso pensar em como gerar conteúdo de valor para o público-alvo.

Viu só como a escolha do objetivo afetará todo o seu planejamento estratégico? Por isso, é importante defini-lo logo no início, ok?

Conheça bem o seu público-alvo

Você conhece os seus pacientes? A melhor maneira de construir uma estratégia assertiva de marketing eficiente é desenhando o perfil do paciente ideal que você quer atrair para o seu consultório.

No marketing, a criação desse perfil ideal tem um nome, se chama buyer persona. E é realmente uma espécie de personagem que você cria com o objetivo de personificar os seus clientes ideais.

É a partir da buyer persona que você conseguirá implementar ações para encontrar futuros pacientes nos mais diversos canais e oferecer soluções reais para os seus problemas, antes mesmo que eles comecem a buscar por isso.

Para criar a sua persona você pode fazer uma pesquisa com os seus pacientes atuais, ou caso você já tenha site e perfis nas redes sociais, você poderá coletar esses dados do seu público pelas ferramentas Google Analytics e Facebook Insights.

Estude a concorrência e o mercado

O que a sua concorrência está fazendo? É importante que você esteja por dentro dos melhores métodos adotados pelos seus concorrentes.

Saiba como eles estão se comunicando com os pacientes e que tipo de diferenciais oferecem. Isso ajudará você a entender como se posicionar para não ficar para trás e, principalmente, para se diferenciar.

Com base na análise dos concorrentes, você conseguirá ter uma ideia dos canais, metodologias e, até mesmo, do investimento necessário para se destacar no mercado.

Além disso, pode servir como um termômetro de efetividade sobre as ações adotadas, indicando se você está fazendo boas escolhas.

Tenha um site e um blog atualizados

Não ter um site ou ter um site desatualizado é um grande risco de perder pacientes. Como assim?

Para muitos pacientes, não encontrar o profissional online é um mau sinal, como já mencionamos no início do texto, as pessoas estão cada vez mais conectadas, e é com base nas buscas online e como você se apresenta na Internet que elas saberão quem você é.

Por isso, manter o seu site atualizado amplia a sua reputação profissional. Você precisa ser encontrado facilmente pelos consumidores, com uma página bonita, atrativa e atualizada. E, também com conteúdos relevantes sobre a sua especialidade.

A melhor forma de fazer isso é por meio de um site com uma identidade visual alinhada, informações de contato, descrições dos serviços, procedimentos que você realiza e um blog atualizado periodicamente.

O site da Dra. Paula Woo é um bom exemplo da estrutura One-Page e da organização estratégica das informações para o visitante. Observe a primeira seção do site:

Marketing médico: imagem do site da Dra. Paula Woo

Desse modo, você conseguirá ser localizado com mais facilidade por qualquer paciente que busque por um médico da sua especialidade, e – com boas estratégias de Marketing de Conteúdo e SEO – poderá ainda aparecer entre as primeiras páginas de busca do Google para os assuntos do interesse do seu público. Incrível, não é?

Construa autoridade no mercado

A autoridade não é algo que você mesmo declara ou elege. Ela é uma construção minuciosa que mostra o quanto você está preparado e o quanto domina sua área de atuação, por isso o seu público poderá deverá confiar no seu trabalho.

Então, invista seu conhecimento de causa para criar conteúdo de valor para o seu público, tirando um pouco o foco das consultas e procedimentos.

Compartilhe informações úteis no seu blog, nas redes sociais, no e-mail marketing, dê dicas, gere Insights e eduque a sua audiência.

Essas ações, se bem desenvolvidas, farão com que você se torne autoridade na área, mas lembre-se que tudo isso leva tempo e dedicação.

Marque presença nas redes sociais

Divulgar seu consultório é muito importante. Isso é o que fará com que as pessoas saibam que ele existe. Logo, é imprescindível apostar em todas as ferramentas de divulgação disponíveis, especialmente nas redes sociais.

Alternativas não faltam, mas é preciso saber como escolher a rede social certa, onde o seu público está. Existem algumas opções mais assertivas para o nicho da saúde, como:

  • Facebook – ideal para patrocinar publicações, expandir seu alcance e automatizar o atendimento;
  • Instagram – perfeito para aumentar o engajamento por meio de fotos e vídeos, e divulgar informações com uma comunicação mais informal;
  • LinkedIn – indicado para estabelecer networking com parceiros, fornecedores e colegas, além de comunicar profissionalismo e autoridade;
  • YouTube – ótimo meio para educar o público, estreitar relacionamento e criar oportunidades para atrair novos pacientes;
  • WhatsApp – usado para realizar atendimentos para tarefas auxiliares, como agendamentos, lembretes de consultas, tirar dúvidas permitidas pelo CFM.

Veja, neste post, 6 dicas de marketing médico para as redes sociais e aprenda como criar uma estratégia assertiva em cada um desses canais.

Mas para colocar tudo isso em prática e ter resultados com suas ações é preciso planejar uma estratégia para as redes sociais e isso envolve tempo, conhecimento e dedicação.

Para isso, recomendamos que você use uma boa ferramenta de gestão de redes sociais para aumentar o potencial estratégico da marca com mais facilidade.

Essas ferramentas disponibilizam Insights importantes para tomadas de decisão das futuras ações, assim permitindo que você ganhe tempo para cuidar de outros assuntos relacionados ao seu nicho.

Existem, por exemplo, dias da semana e horários em que os posts têm mais interação do público. E, tipos de conteúdo e hashtags que geram mais engajamento nas redes sociais. Sabia disso?

Esse tipo de informação valiosíssima é fornecido por essas ferramentas para facilitar a sua gestão do marketing nas redes sociais.

A partir daí, você poderá desenvolver estratégias embasadas em dados para criar um senso de comunidade e estreitar o relacionamento com os pacientes, compartilhar informações úteis para ampliar o conhecimento dos usuários e divulgar pesquisas importantes para difundir o conhecimento de colegas de profissão, estudantes e aspirantes à medicina.

Invista em SEO e seja encontrado com mais facilidade

Já falamos sobre as pesquisas no Google relacionadas às possíveis doenças, certo? Pois então, muitas vezes, elas são realizadas localmente e, ao investir em estratégias de SEO local, você tem mais chances de aparecer entre os resultados.

Se alguém da sua cidade pesquisar pela sua especialidade ou termos relacionados a ela, vai encontrar seu nome no buscador?

Ter um perfil no Google Meu Negócio permite que o seu paciente te encontre com mais facilidade e não é só isso, além de incluir o consultório nos resultados de busca, a ferramenta ainda permite inserir comentários de usuários, dados para contato e horário de funcionamento.

Após realizar o cadastro e preencher a ficha completa, você ainda poderá descobrir quantas pessoas acharam seu consultório e se conectaram a ele, assim, podendo acompanhar de perto o seu desempenho.

Olha só este exemplo de busca para o termo endocrinologista em São Paulo no GMN.

Marketing médico: imagem da página do Google Meu Negócio

Ao se cadastrar na ferramenta gratuita do Google e cumprir uma séria de boas práticas – como ter um perfil completo, conquistar avaliações de usuários, entre outras – você aparecerá em destaque nos resultados.

Faça anúncios e atraia mais pacientes

Os anúncios também são fundamentais para aumentar o alcance nas redes sociais e conquistar mais reconhecimento e visibilidade, já que as publicações orgânicas são limitadas pelos algoritmos das redes sociais.

Algumas ferramentas como Gerenciador de Anúncios do Facebook e Google Ads ajudam bastante na gestão e veiculação de anúncios, sendo ótimas para escalar um negócio.

Outra grande vantagem dos anúncios, é a segmentação. Você pode selecionar exatamente o perfil que deseja, filtrando por buscas como “cardiologista na minha cidade”.

Aqui estão os principais tipos de segmentação de público no Facebook:

  • faixa etária;
  • classe social;
  • gênero;
  • localização: por país, estado, município, cidade, distrito e código postal;
  • idioma;
  • interesses: relacionados a outros tópicos que podem ser de interesse de alguém em busca de uma dieta com musculação, bem-estar mental e beleza.

Entre outras opções ainda mais personalizadas, como o direcionamento detalhado em que você pode incluir ou excluir pessoas com base em dados demográficos, interesses e/ou comportamentos.

Por exemplo, você pode se basear pelos anúncios em que elas clicam, páginas curtidas, dispositivo móvel, velocidade de conexão, entre outros. Assim, aumentando as suas chances de encontrar um público mais qualificado!

Invista em Inbound Marketing para médicos

E, se você pudesse fazer mais consultas sem necessariamente precisar fazer publicidade? Com boas ações de Inbound Marketing isso é possível.

Se trata de um conjunto de estratégias de criação e distribuição de conteúdo, feito especificamente para o seu público, para que ele encontre você em vez de você precisar procurá-lo.

Nada de interromper o dia a dia das pessoas com anúncios, nada de forçar uma compra logo no início, aqui a metodologia é outra. Na base da confiança, o Inbound Marketing consegue:

  • aumentar visibilidade;
  • construir autoridade;
  • fechar mais negócios;
  • fidelizar clientes;
  • otimizar recursos do marketing.

Para isso, não basta ter um site que fala apenas sobre a sua infraestrutura e referências profissionais, é preciso ir além e ajudar o seu público com informações relevantes, como uma orientação sobre como identificar o momento de consultar o médico, como melhorar sua saúde em geral e dicas de prevenção para evitar doenças.

Dessa forma, em vez de investir em publicidade para mostrar os serviços do seu consultório, o público vai entrar em contato com você por ter referências e credibilidade no seu trabalho. Assim, você estabelece uma relação de confiança antes mesmo de atender diretamente o seu paciente.

Realize testes e monitore seu desempenho

Ações de marketing digital para médicos devem ser cíclicas. Então, a primeira coisa que você deve abolir é aquela cultura de só investir quando o número de pacientes diminui.

Com posts nas redes sociais e anúncios sendo veiculados constantemente, é possível implementar uma metodologia de trabalho para monitorar e corrigir as possíveis falhas para que as próximas ações sejam sempre melhores.

Testes de performance e monitoramento do desempenho das ações são obrigatórias. Medir tudo que você faz e ter Insights baseados em relatórios personalizados é o caminho para ações mais assertivas.

Só assim, é possível descobrir os melhores dias e horários para postar, os tipos de formato de conteúdo que fazem mais sucesso (vídeos, fotos, lives etc), os termos e hashtags mais utilizados e muito mais.

E é aí que entra o seu diferencial para outros profissionais da área: com estratégias, ferramentas e os recursos embasados em dados você terá melhores resultados nas suas campanhas de marketing médico.

Para isso, baixe o nosso Kit Campanha de Redes Sociais para área da Saúde, nele você encontrará todo material necessário para realizar as suas ações de marketing digital, desde calendário de datas especiais, aula de Marketing Local, tutorial do Gerenciador de Negócios em vídeo ensinando a anunciar no Insta e no Face e muito mais!

Imagem de um banner publicitário com a frase: kit campanha de redes sociais para área da saúde.

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 120 mil marcas!

Posts relacionados