Pesquisar

Entenda o que é, o que faz, quanto ganha e como se tornar um Social Media!

Entenda o que é, o que faz, quanto ganha e como se tornar um Social Media!
Avatar de Redator mLabs

Por

Publicado em

Você sabia que quase 60% da população global usa pelo menos uma rede social?  

Com um gasto médio de 2 horas e 27 minutos nas redes sociais todos os dias, as marcas encontraram nesse espaço online uma oportunidade de engajar-se com possíveis clientes e aumentar seu alcance. 

Por essa razão, têm investido de forma constante no relacionamento com os clientes e estratégias de marketing digital para ganhar visibilidade e credibilidade. A partir desse cenário, surge a profissão social media.  

Entretanto, muitas pessoas ainda não entendem o que faz um social media e como se tornar um profissional da área, queridinha de muitos! Saiba de uma vez por todas: o que é, o que faz, quanto ganha e como se tornar um social media!

O que é social media? 

Mídias sociais nada mais são que os meios por onde as marcas realizam a comunicação, compartilham conteúdo e interagem com seu público. Mas, redes sociais, blogs e sites não fazem isso sozinhos. Eles são apenas plataformas. Repositórios de conteúdos com funcionalidades que permitem a interação. Digamos que, sozinhas, elas não promovem nada. 

Justamente por isso, o profissional que ativa esses canais é chamado de social media. É ele quem planeja, cria, posta, interage, analisa e faz tudo acontecer.  

O que faz um social media? 

Apesar de muitos já saberem o que é um social media, ainda existem muitas dúvidas a respeito sobre o que faz um social media. Como ele pode desempenhar diferentes papéis, reunimos algumas das principais áreas de atuação dentro desse mundo complexo das redes sociais. 

Planejamento de editorias 

Como o nome já diz, o foco do planejamento de editorias é a análise do mercado e das tendências a fim de desenvolver estratégias de comunicação com ações específicas para atender às necessidades de cada público em cada rede social. 

Criação de conteúdo  

Essa é a área mais conhecida (e uma das mais queridinhas) dentro do que faz um social media: a criação dos conteúdos.  

É aqui que todo o planejamento é transformado em copy, artes e legendas que transmitirão a estratégia da marca a fim de cumprir os objetivos esperados.  

Interação e monitoramento  

Além de transmitir informações ao público, é essencial entender como essa mensagem está sendo recebida pelo público. Também é função do social media manter uma conversa com os seguidores das redes para mostrar que a opinião deles é de extrema importância para a marca. 

Gestão de comunidades  

O importante aqui é a construção de relacionamentos significativos com leads e clientes a fim de fortalecer a comunidade digital em torno dos objetivos da marca.  

Caso a marca tenha diferentes redes sociais, é importante entender os públicos de cada espaço e de uma maneira generalizada para propor ações criativas que promovam a interação e os vínculos dessa comunidade. 

Relatórios e análises  

Nenhuma estratégia é eficaz se não for possível analisar o retorno que está sendo obtido. Assim, o monitoramento, análise e compilação de dados em relatórios é o que comprovará a eficiência da operação ou dará dados suficientes, e embasados, para realizar ações corretivas. 

30-DIAS-GRATIS-MLABS: BANNER

Qual é o salário de um Social Media? 

Sim, nós sabemos que esse é um dos principais motivos pelos quais você começou a pesquisar o que é social media.  

Não dá para responder essa dúvida de milhões de forma tão simples, mas vamos tentar te ajudar!  

CLT 

Se você sonha em ser contratado por uma empresa ou agência para se dedicar a fundo em alguns poucos clientes, o salário médio que você encontrará é de R$2.000 no Brasil.  

Segundo o Glassdoor, site em que funcionários atuais e antigos avaliam empresas anonimamente, essa é a média nacional – que pode mudar dependendo da empresa e localização. 

Em São Paulo, por exemplo, a média sobe para R$ 2.500 enquanto em Vitória, a média cai para R$ 1.918. 

Freelancer  

Você quer ter liberdade para escolher os clientes que deseja trabalhar e quanto cobrar de cada um deles? Então é hora de entender o mercado para entender como a concorrência está cobrando. 

É claro que o preço que um Social Media cobra pode sofrer variações por fatores como: 

  • experiência; 
  • escopo do projeto; 
  • quantidade de horas alocadas para o desenvolvimento; 
  • terceirizações. 

Mas, de acordo com um estudo que realizamos com mais de 2.000 profissionais em 2022, um Social Media com experiência nível Júnior cobra 60% menos que um profissional de nível Pleno e 67% menos que um profissional nível Sênior.  

A partir do estudo, concluímos que o Social Media cobra, variando pelo nível e experiência, de R$500 e R$3.000 para o planejamento estratégico, criação, publicação e análise de um volume de 12 posts/mês.  

Ficou curioso para saber mais? Acesse todos os resultados baixando o estudo completo!  

Como se tornar um social media? 

Para aqueles que amam as redes sociais, essa profissão pode ser um verdadeiro sonho. Mas, para conseguir exercer com qualidade essa função, é necessário muito estudo e dedicação. 

Invista em uma formação 

Profissionais que trabalham com redes sociais geralmente são formados em Publicidade e Propaganda, Marketing, Jornalismo, Letras, Relações Públicas e até mesmo em carreiras consideradas mais corporativas, como administração de empresas.  

Independente da formação, o fato é que os aspirantes à carreira precisam investir na conquista das habilidades necessárias para isso. 

 Não é só “amar as redes sociais”, é ser um heavy userde todas as redes importantes. Isso inclui conhecer funcionalidades avançadas, ter boas referências de social nesses canais e, por que não, ser um grande “fuçador”. O objetivo é entender como atuar em cada rede social considerando suas particularidades e estilo. 

Depois disso, é importante ter habilidades analíticas, facilidade com dados e métricas, muita criatividade, paciência (sim, isso é básico para uma boa gestão de crise) e – sempre! – vontade de aprender. Tendo isso, já temos meio caminho andado. 

Entretanto, também é importante buscar aprimorar os conhecimentos com cursos livres e atualizações, até mesmo  uma formação, especialização, mestrado ou doutorado voltado à área. 

No artigo “19 melhores cursos de Social Media para aperfeiçoar seu conhecimento” separamos alguns dos principais cursos gratuitos e pagos no mercado para te ajudar a entender o que faz um social media. 

Faça networking  

Ame ou odeie, o networking é necessário para quem quer se tornar um social media.  

Além de fazer com que você seja visto como uma referência, ele te ajudará a garantir mais oportunidades de crescimento e ser convidado para novos projetos

Desde a gravação de um podcast até participar da equipe de redes sociais de um grande evento, tudo é possível para quem está disposto a se socializar. 

Crie um portfólio  

Uma ferramenta valiosa para o sucesso da sua carreira, o portfólio te ajudará a apresentar um pouco da sua história profissional para possíveis clientes.  

Nessa vitrine é possível mostrar habilidades, qualificações, paixões e formação por meio de trabalhos feitos para outros clientes.  

Não se esqueça de manter esse espaço atualizado para garantir que os interessados em te contratar vejam sua evolução profissional. 

Mantenha-se atualizado 

Não é só seu portfólio que precisa estar atualizado para garantir mais trabalhos. Para garantir uma carreira de sucesso, é imprescindível lembrar do ensinamento do ET Bilu: “busquem conhecimento!”. 

Algumas das áreas relevantes para quem quer atuar como social media são:  

Ferramentas e softwares utilizados pelo social media 

Usuários ativos em redes sociais geram um grande volume de informações em tempo real. Para otimizar processos e atividades realizadas pelos profissionais de social media, existem diversas ferramentas disponíveis no mercado. 

É possível encontrar aplicações que atendam cada uma das áreas de trabalho e suas especialidades, como curadoria de conteúdo, análise de concorrência, apoio na criação de conteúdo visual, monitoramento de métricas e agendamento de publicações. 

Confira algumas das ferramentas mais utilizadas por quem faz social media atualmente. 

Ferramentas nativas das redes sociais 

Instagram for Business e Facebook Ads são apenas algumas das ferramentas disponibilizadas pelas próprias redes sociais que podem ser úteis para o social media.  

Várias dessas plataformas também possuem sistemas de certificação oficial para o profissional de social media. Essas certificações são, cada vez mais, solicitadas no mercado de trabalho, tanto para trabalhos formais quanto para a seleção de freelancers para projetos específicos. 

Facebook, Google Adwords e Analytics são os melhores exemplos de certificações mais disseminadas e solicitadas no mercado de trabalho. Por isso, vale a pena dar uma olhada em como funciona todo o processo de preparação e retirada de certificações como essas. 

As plataformas oferecem, inclusive, cursos online e, muitas vezes, gratuitos para que os usuários se preparem para utilizar de forma efetiva todas as funcionalidades disponíveis. Nada melhor do que aprender direto da fonte, né? 

Ferramentas de gestão 

Se gerir uma rede social já é trabalhoso, imagine cuidar de várias redes de vários clientes?!  

É por isso que as ferramentas de gestão são as queridinhas de muitos social medias. Com elas, é possível organizar o planejamento mensal de publicações, agendar e acompanhar os posts nas redes sociais, além de analisar os resultados. 

Uma das principais ferramentas da América Latina é a mLabs, com mais de 140 mil marcas assinantes, nós ajudamos a fazer tudo isso e muito mais com o melhor custo-benefício do mercado.  

Se você quer saber sobre a nossa ferramenta, acesse nosso site ou faça um teste grátis de 14 dias para entender como essa plataforma é essencial para a gestão de redes sociais. 

Ferramentas de criação e design 

As etapas de criação e design são as queridinhas de muitos social medias, que estão empolgados em usar sua criatividade para criar posts memoráveis. Mas essa também é uma etapa trabalhosa, que pode contar com o apoio de ferramentas como Canva e Photoshop para a criação dos conteúdos visuais. 

Ferramentas de análise de mercado 

É impossível oferecer um conteúdo diferenciado no mercado sem saber o que seus concorrentes estão fazendo. Por isso, é essencial utilizar ferramentas de análise de mercado na rotina como social media para garantir conteúdos de valor e de destaque no mercado.  

Alguns exemplos desse tipo de ferramenta são: 

Ferramentas de inteligência artificial  

Sim, a inteligência artificial chegou nas redes sociais – e pode te ajudar a otimizar processos, automatizar burocracias e economizar em mídias pagas. Um exemplo é o Pareto, focado na automação de marketing. 

Também vale citar os chatbots, como o ChatGPT, que podem ajudar com ideias de conteúdos, correções e aprimoramento de textos. 

Ferramentas de geração de relatórios 

Os relatórios são uma etapa essencial para o sucesso de uma rede social – e para o trabalho do social media. Apenas ao saber quais ações estão funcionando, ou não, que é possível fazer adaptações a fim de maximizar resultados e alcançar o maior número possível de pessoas. 

Algumas das plataformas que oferecem esses resultados são o Facebook Ads, o Google Analytics e a queridinha dos social medias: a DashGoo by mLabs!

Com a DashGoo, por exemplo, é possível ter: 

  • relatórios personalizados: mescle as fontes de dados que desejar, insira análises de texto entre gráficos e automatize o envio dos relatórios; 
  • indicadores de performance de anúncios: gere dashboards de performance extraindo dados do Facebook Ads, Google Ads e mais; 
  • dashboards para clientes: além do envio dos relatórios por e-mail (ou via link), seu cliente terá acesso a um ambiente personalizado para acompanhamento dos dados em tempo real. 

Mercado de atuação do social media 

Após concluir essa etapa, chega o momento do social media ingressar no mercado de trabalho. 

Na era da informação, esse campo está, cada vez mais, em ascensão. É possível encontrar desde startups e pequenas empresas, até empresas de grande porte envolvidas no processo de planejamento, concepção e monitoramento das redes sociais. Algumas corporações já contam com um setor interno especializado e exclusivo para atender a essas demandas. 

Mas o mercado de trabalho não se resume em instituições corporativas. Muito pelo contrário! O profissional da área também pode trabalhar em agências de publicidade, agências digitais ou até mesmo atuar como freelancer. 

É importante destacar que, apesar deste ser um mercado de trabalho em ascensão, é, também, um segmento muito concorrido e subdividido em diferentes níveis hierárquicos (conselheiro, head, CEO, diretor, gerente, coordenador, assistente, analista, supervisor, estagiário e outros). 

Por isso é importante se manter atualizado para garantir uma comunicação eficiente entre a marca e os consumidores a fim de conquistar um relacionamento sólido e benéfico para ambos. 

Potencialize resultados e obtenha mais produtividade com a mLabs! 

Se você já começou a trabalhar com redes sociais e quer profissionalizar o seu trabalho, ou se ainda está procurando opções para se aprofundar sobre o assunto, não deixe de conhecer a mLabs

Nossa plataforma organiza e simplifica a gestão de conteúdos, enquanto a DashGoo by mLabs permite a extração de informações para otimizar processos, aumentar a produtividade e resultados. 

Agora, se você está começando na área ou está em busca de aperfeiçoar o seu conhecimento, não deixe de conferir conteúdos completos sobre a área no nosso blog. Além disso, sempre trazemos as últimas novidades nas nossas redes sociais, como Instagram e YouTube, para ajudar nossos seguidores a trabalhar com mais eficiência e dominar as mídias!  

Agende posts com a mLabs e
economize horas de trabalho!

VOCÊ ACABA DE GANHAR 30 dias grátis

Gerencie todas as mídias sociais

por 30 dias grátis