Pesquisar

Guia completo de como produzir um planejamento de redes sociais [2023] 

Guia completo de como produzir um planejamento de redes sociais [2023] 
Avatar de Rafael Kiso

Por

Publicado em

O planejamento de redes sociais é a primeira etapa para a construção de um bom conteúdo. Ou melhor, é uma PREMISSA para se criar bons conteúdos.  

Sem entender quem é o seu público, como ele se comporta, quais canais usa, o que ele leva em conta para decidir comprar seu produto ou serviço é praticamente impossível criar conteúdos que funcionem pra ele.  

Justamente por isso, não utilizar o máximo de inteligência nessa etapa pode comprometer a estratégia como um todo.  

Neste artigo vou te guiar pelas cinco principais etapas da produção de um planejamento estratégico para redes sociais com base em dados e em minha experiência de 20 anos com planejamento de marketing.  

O que é planejamento de redes sociais? 

O planejamento de redes sociais é a estruturação de informações e estratégias para chegar a um ou mais objetivos.  

Entre essas informações estão: jornada de compra, persona, objetivos, editorias, formatos, canais, frequência e ferramentas. 

Como fazer um planejamento de redes sociais? 

Agora que você já sabe o que é o planejamento de redes sociais e sua importância, é hora de entender e traçar alguns pontos que irão te guiar nesse processo. 

Dividi as etapas do planejamento em 5 passos, com foco em te ajudar a tornar seu conteúdo mais estratégico. 

1 – Construa e analise suas personas 

Um dos mais importantes elementos do planejamento é a persona. Trata-se de um personagem fictício que representa o cliente ideal da marca.  

Aqui na mLabs, por exemplo, possuímos nossa própria persona. Um gerente de marketing seria um bom alvo para nós, concorda? Afinal, ele tem contato com a gestão de redes sociais e é um tomador de decisões.   

Mas para elaborar a documentação completa, somente o cargo não é suficiente, compreender seus hábitos e perfil psicológico também é bastante valioso.   

Para traçar o perfil da persona com maior precisão, você pode utilizar algumas ferramentas: 

Mapa de empatia 

O mapa da empatia é uma ferramenta no formato Canvas que, por meio de perguntas, te guia para a definição do que o cliente ideal sente, escuta, vê, fala, faz e quais são suas dores e objetivos.  

Abaixo, trouxemos o mapa de forma completa com as perguntas que devem ser feitas em cada quadrante: 

planejamento-de-redes-sociais-1

Also Asked 

A ferramenta Also Asked é baseada nas perguntas feitas no Google e te dá uma árvore de questões relacionadas a sua marca, produto ou serviço.  

Com ela, você é capaz de ir mais a fundo no que a sua persona está buscando, suas dúvidas e preocupações.  

A plataforma oferece três pesquisas gratuitas e conta com planos com preços a partir de $15 dólares/mês. 

planejamento-de-redes-sociais-2

2 – Entenda a jornada de compra do produto/serviço 

Depois de traçar e analisar sua persona, é necessário entender a jornada de compra do produto/serviço.  

Ou seja: como um cliente potencial tem contato com a marca e produto, como ele passa a considerar a compra, quais objeções precisa vencer, quais fatores influenciam sua decisão de compra e, claro, como ele converte em cliente.  

Indo além disso, é preciso entender também o que torna a experiência desse cliente positiva ao ponto dele se tornar um promotor da marca? 

Para isso, vamos utilizar a Jornada Unbound Marketing, metodologia que aplicamos na mLabs. 

Jornada Unbound Marketing 

o Unbound Marketing é uma metodologia que mistura Inbound e Outbound para conseguir melhores resultados.  

Nessa metodologia, seguimos a teoria ZMOT e tem um modelo de táticas que leva o cliente em uma jornada de compra.  

Além disso, também é fundamental considerar o storytelling e técnicas de neuromarketing para criar conteúdo de qualidade. Vamos explicar sobre as cinco etapas da Jornada Unbound, vem comigo 

Descoberta 

A etapa de descoberta da Jornada Unbound busca gerar alcance nos canais utilizados pela marca para que mais pessoas a conheça. 

Nesta etapa o principal foco é gerar identificação por parte do público e, para isso, normalmente utilizamos canais que tem mais chances de alcançar um grande número de pessoas que nunca teve um contato antes com o negócio, por exemplo: Reels, TikTok, Shorts e blog posts. 

Consideração 

Já na etapa de consideração existe a necessidade de gerar encantamento para que a persona entenda que a marca, produto ou serviço, é o que ela precisa para solucionar seu problema ou desejo.  

As editorias que podem ser trabalhadas nesse momento da jornada, são focadas nos seguintes formatos: Feed, YouTube e Stories.  

Conversão 

Para trabalhar a conversão, é necessário deixar claro e validar os atributos que farão com que a persona perceba valor e confie na qualidade no produto/serviço divulgado. 

A comprovação social, depoimentos e trabalho com influenciadores é um ótimo meio de convencer o público da qualidade do que a marca entrega.  

Experiência Própria 

A experiência própria está muito conectada ao pós-venda e tem papel importante para que a persona, que nesse momento já se tornou cliente, continue se envolvendo com a marca.  

Nessa etapa é importante estabelecer educação sobre a marca, gerar senso de comunidade e exclusividade. 

Experiência compartilhada 

Na experiência compartilhada, o seu cliente se torna um promotor, indicando seu produto/serviço, gerando conteúdo e promovendo sua marca por meio dos canais digitais.  

Dessa forma, essa etapa gera um novo estímulo em sua rede de contatos, tornando toda a jornada uma espécie de bumerangue. Ou seja, ao chegar no fim da jornada de compra, o cliente se torna um dos propulsores para que o seu negócio alcance mais gente e o processo todo se repita.  

planejamento-de-redes-sociais-3

3- Defina os objetivos de acordo com as etapas da jornada 

Como já falamos anteriormente, a jornada de compra é essencial para dar o norte que o planejamento precisa.  

Essa ferramenta é como se fosse um mapa e ao construí-la, você é capaz de se guiar para criar conteúdo mais estratégico.  

E parte dessa construção é a definição dos objetivos do seu conteúdo de acordo com as etapas da jornada.  

  • Etapa de descoberta: gerar identificação  
  • Etapa de consideração: gerar encantamento 
  • Etapa de conversão: convencer o consumidor 
  • Etapa de experiência própria: educar sobre a marca/produto 
  • Etapa de experiência compartilhada: inspirar os consumidores 

Ao ter o objetivo de cada etapa em mente, aprofunde-se neles de acordo com o contexto de marca e pontue de forma detalhada os objetivos que façam sentido para o seu planejamento.  

4- Defina as editorias, formatos de conteúdo e frequência 

Depois de reunir todas as informações relevantes da sua persona, é o momento de definir as editorias levando em conta as linhas editoriais e formatos de conteúdo.  

Além disso, considerar também a frequência e os canais de distribuição. Bora lá? 

Linhas Editoriais (3H’s) 

Independente da estratégia que você usar para definir suas editorias, é importante considerar a lei de Pareto 80-20: abordar 80% do tempo sobre o que você sabe e 20% sobre o que você vende

Além de seguir essa regra, na mLabs usamos a estratégia dos 3H`s (Help, Hub e Hero) para definir o tema das nossas publicações nas redes. 

Vamos explicar cada uma delas pra você aplicar no seu planejamento! 

Help 

O conteúdo do tipo HELP é classificado como aquele do tipo ‘’buscador”. Ou seja, é destinado a quem busca por uma informação, ajuda ou mesmo solução para um determinado problema.  

Esses conteúdos são criados para pessoas que estão com um problema e, às vezes, nem sequer sabe de sua existência. Por isso, é uma editoria focada para etapa de descoberta da jornada de compra.  

Hub 

O conteúdo tipo HUB é aquele que possui uma maior relevância, são as postagens que trazem uma certa identificação, novidade e reforço de marca. 

O objetivo aqui é intensificar a experiência da persona com a marca, tirando ela do topo do funil e levando ao meio.  

Alguns pontos devem ser levados em consideração para criar conteúdo do tipo hub, como a busca pelo engajamento, interação e proximidade.  

Hero 

O significado da palavra HERO em inglês é Herói, você já está imaginando o poder desse conteúdo, não é?  

Ele vem com essa proposta de causar impacto e gerar confiança. Por isso, precisa ser inspirador, exclusivo, emocionante e cativante!  

São os conteúdos como: depoimentos, fotos de clientes usando produtos, cases da marca, explicações exclusicas para clientes de como funciona o produto/serviço, soluções que oferece e vídeos demonstrativos de alto impacto.  

Formatos de conteúdos 

Chegou a hora de definir quais formatos você irá trazer para o planejamento.  

A nossa dica é diversificar e sempre fazer testes para descobrir o que performa melhor com o público da marca.  

Texto 

Os formatos em textos são normalmente muito utilizados para legendas, artigos ou tweets.  

Produzir um conteúdo estratégico somente com palavras é um desafio para muitos, mas vale ter em mente que: a mensagem precisa estar clara, a linguagem tem que obedecer aos atributos de marca, é necessário sempre ter um objetivo claro para o texto e utilizar CTA (chamadas para ação).  

Vídeos curtos 

Os vídeos curtos são a nova tendência da comunicação digital. Esse formato poderoso vem liderando os rankings de engajamento nas mídias sociais.  

É o que a pesquisa da Social Insider 2022 afirma, seus dados revelam que os vídeos curtos no Reels do Instagram tem o dobro do engajamento em relação aos outros formatos. 

 planejamento-de-redes-sociais-4: dados

E não pense que esse formato está sendo popular somente entre os jovens, a realidade é bem diferente.  

Outra pesquisa realizada pela GWI, afirma que os vídeos curtos já são os mais assistidos em todas as gerações. Ou seja, todo mundo está consumindo esse formato!

planejamento-de-redes-sociais-5: dados

Infográfico 

O infográfico é um ótimo formato para informar e educar!  

Com esse tipo de conteúdo é possível explorar uma comunicação de forma mais objetiva, por isso, normalmente é utilizado para demonstrações sobre dados e listas.  

O importante aqui é ser criativo e trazer informações que agreguem valor e chame atenção da sua persona. Claro, levando em conta os seus objetivos.  

Na mLabs, sempre exploramos conteúdo em infográfico e sempre nos dá bons resultados.  

Stories 

O Instagram Stories se tornou, ao longo dos anos, uma das ferramentas preferidas pelas marcas no marketing digital.  

Bom, não é por acaso: os Stories também são os queridinhos dos usuários no Instagram! E os números demonstram o seu poder: 

  • 55% dos entrevistados pela Opinion Box em 2023, afirmam que visualizam Stories várias vezes ao dia; 
  • a taxa média de conclusão (quantidade de pessoas que assistem aos Stories inteiros) aumentam a cada ano e apresentou taxas de 73% em 2018 para 87% em 2020; 
  • 70% dos brasileiros que usam o Instagram afirmam que o recurso é um ótimo lugar para conhecer produtos e serviços. 

No Instagram é possível criar com ferramentas que permitem diversidade e criações dinâmicas, como por exemplo: boomerang, layout, superzoom, filtros, hyperlapse, stikers, menções, textos, emojis, hashtags, enquetes, perguntas, sua vez, gifs e etc.  

As ferramentas dos stories se destacam muito pela conexão que gera com o público. E falando em conexão, o story é, principalmente, um formato que gera HUMANIZAÇÃO de marca, então aposte em fotos e vídeos de pessoas reais, que fortaleçam o posicionamento.  

Podcast  

Um dos maiores formatos da atualidade, o Podcast foi adotado por muitos creators de 2020 para cá. 

Mas o que o público está pensando sobre isso? De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instagram, 40% dos seguidores da geração z querem ouvir podcasts de seus creators favoritos em 2023.   

O interesse do público por esse formato é real e implementar essa demanda no planejamento é, sem dúvidas, uma tacada de mestre.  

Falando nisso, nós da mLabs criamos o nosso Podcast: “Papo Social Media”, que está disponível no Spotify e YouTube. Nele, eu e Barbara Duarte – Coordenadora de Social Media da mLabs – batemos um papo sobre os assuntos que envolvem esse universo das mídias sociais. Se quiser dar uma conferida nos episódios disponíveis, só clicar aqui!  

5 – Garanta a frequência ideal  

A frequência é um dos fatores mais importantes quando se fala em conversão pelas redes sociais. Isso porque ela é determinante para a lembrança de marca pelo cliente potencial e consequentemente para o resultado.  

Em um estudo do Facebook IQ, para intenção de compra, um limite de frequência semanal de 2 por semana para a mesma pessoa capturou 95% do potencial total de lift da marca. 

Em todas as aulas ou palestras que eu dou, sempre digo que a melhor frequência orgânica de postagem no Instagram é a frequência que você pode manter consistentemente. 

Pensando nisso, a determinação da frequência de postagens do perfil, precisa ser feita de acordo com a capacidade que a marca possui de produção e investimento, atrelado com a constância.  

Além disso, é importante lembrar que a frequência não é determinada somente pelas postagens diferentes em uma mesma rede social, mas pelo impacto que você pode gerar de diferentes formas. 

Para definir a frequência, pense em como atingir o seu público em diferentes formatos e mídias sociais, levando em conta as plataformas disponíveis que fazem sentido com o seu público. 

Bônus: O que faz um conteúdo ser bom?  

Para produzir um bom conteúdo, considere estar antenado no comportamento de uso das redes sociais, pois é dessa forma que você conseguirá ser cada vez mais estratégico e ir de encontro com o que as pessoas estão buscando ver nesses canais.  

Existem alguns atributos que irão fazer toda a diferença de acordo com as tendências do mercado para 2023.  Veja só: 

  • Autenticidade: criar diálogos é uma forma de ser mais autêntico no conteúdo. 
  • Produção mais simplista (Low Fidelity): criar artes mais simples sem necessidade de ser tão profissional aproxima o público, pois o faz ser um material simples e direto ao ponto podendo transmitir a mensagem de forma mais eficaz do que um conteúdo mais complexo e elaborado. Mas é claro que depende do contexto.  
  • Não forçar a tomada de decisão: priorizar o que o seu público quer consumir nas mídias sociais e trazer conexão, identificação e emoção para o conteúdo para inspirar e transformar. 
  • Recomendação confiável: ter a participação de especialistas, estimular que clientes opinem sobre seu produto ou serviço. 
  • Desenvolver cultura de UGC: estimular a cultura onde o cliente compartilha as experiências com sua marca. 

Quais ferramentas utilizar para executar o planejamento de redes sociais?  

Chegou até aqui e agora está pensando: “como produzir tudo isso?”.  

As ferramentas podem muitas vezes quebrar um galho na hora de criar conteúdo, organizar e até mesmo fazer a gestão. Vamos dar algumas dicas incríveis que vão facilitar a sua vida.  

O canva é uma plataforma de design muito fácil, intuitiva e prática. Ela é perfeita para a construção de posts para redes sociais, fornecendo diversos formatos, templates prontos e elementos visuais animados.  

A ferramenta está disponível na versão pró e gratuita. 

O Trello transforma a gestão de projetos em quadros visuais e flexíveis composto por “cards”, com todos os prazos, tarefas e responsáveis. 

Totalmente personalizável e em português, a ferramenta é gratuita, mas possui a versão pró que oferece alguns benefícios a mais, como a integração com outras plataformas, anexos maiores e suporte 

Nós também somos uma grande plataforma que não está aqui apenas para te ensinar a fazer o planejamento, como também para te ajudar na execução de todas as etapas do que você criou por aí! 

Aqui na mLabs nós temos diversas funções que te ajudam a:  

  • Programar postagens para diversas mídias; 
  • Gerenciar interações do feed do Facebook e Instagram 
  • Acompanhar e gerar relatórios personalizáveis para redes sociais; 
  • Impulsionar posts para Facebook e Instagram; 
  • Workflow para etapas de criações e gestão de tarefas; 
  • E muito mais! 

Além das funções disponíveis em desktop, também estamos em versão APP em que você pode agendar posts e acompanhar o calendário! Demais né?  

Bom, se quiser conhecer um pouquinho mais da gente e testar a plataforma por 14 dias gratuitos para já botar o planejamento pra acontecer, é só criar uma conta

Agende posts com a mLabs e
economize horas de trabalho!

VOCÊ ACABA DE GANHAR 30 dias grátis

Gerencie todas as mídias sociais

por 30 dias grátis