O que faz um social media? Veja como se tornar um profissional de redes sociais

computador - social media trabalhando

Empregamos cada vez mais o nosso tempo na internet. Estamos nas redes sociais e consumimos um grande volume de informações.

As empresas já entenderam que essa é uma nova realidade e que é preciso marcar presença no espaço digital. Por essa razão, têm investido de forma constante no relacionamento com os clientes e estratégias de marketing digital para ganhar visibilidade e credibilidade.

A partir desse cenário, surge a profissão social media. Relativamente nova no mercado nacional, muitas pessoas ainda desconhecem esse termo e não fazem ideia de qual função é exercida por esses profissionais.

Saiba mais sobre esse cargo e conheça algumas dicas para ser um social media de sucesso!

O que é social media?

Mídias sociais nada mais são que os meios por onde as marcas realizam a comunicação, compartilham conteúdo e interagem com seu público. Mas, redes sociais, blogs e sites não fazem isso sozinhos. Eles são apenas plataformas. Repositórios de conteúdos com funcionalidades que permitem a interação. Digamos que, sozinhas, elas não promovem nada.

Justamente por isso, o profissional que ativa esses canais é chamado de social media. É ele quem planeja, cria, posta, interage, analisa e faz tudo acontecer. Chamá-lo de mídia não é dar louros a quem não tem. Eles são, realmente, os meios necessários para ligar pessoas às marcas.

O que faz um social media?

Por ser uma profissão nova no mercado, e por mais que esteja em evidência, muitas pessoas ainda não sabem qual o trabalho de um social media, ou possuem ideias equivocadas sobre o assunto.

O social media é responsável por atualizar, monitorar e gerar conteúdo para as páginas oficiais de uma marca ou empresa nas redes sociais. Entre os desafios desses profissionais, o de estarem sempre conectados com as novas tendências do mercado e as novidades que surgem nas redes sociais.

Essa atualização constante é primordial para que eles consigam produzir conteúdos relevantes, que sejam interessantes ao público e que gerem engajamento.

Planejamento estratégico e análise de resultados são também funções atribuídas ao social media.

Até aqui, você já deve ter percebido que ser social media não é simplesmente ficar navegando no Fabebook ou Instagram o dia todo, certo?

Afinal, como se tornar um social media?

Para aqueles que amam as redes sociais, essa profissão pode ser um verdadeiro sonho, mas, para conseguir exercer com qualidade a função é necessário muito estudo e dedicação.

Profissionais que trabalham com redes sociais geralmente são formados em Publicidade e Propaganda, Marketing, Jornalismo, Letras, Relações Públicas e até mesmo em carreiras consideradas mais corporativas, como administração de empresas. Independente da formação, o fato é que os aspirantes à carreira precisam investir na conquista das habilidades necessárias para isso.

Como dissemos acima, é preciso, em primeiro lugar “amar as redes sociais”. E não estamos falando, apenas, de amor. É preciso ser um heavy user mesmo. E, de preferência, de todas as redes sociais importantes. Isso inclui conhecer funcionalidades avançadas, ter boas referências de social nesses canais e, porquê não, ser um grande “fuçador”. O objetivo é entender como atuar em cada rede social considerando suas particularidades e estilo.

Depois disso, é importante ter habilidades analíticas, facilidade com dados e métricas, muita criatividade, paciência (sim, isso é básico para uma boa gestão de crise) e – sempre! – vontade de aprender. Tendo isso, já temos meio caminho andado.

Ser um bom comunicador e ter a capacidade de se adaptar rapidamente às mudanças e novidades constantes desse mercado, também são características de um bom social media.

Nos dias de hoje, existem inúmeros cursos disponíveis sobre essa profissão. Desde cursos livres, atualizações, passando por formação, especialização, mestrado e doutorado voltados à área.

Alguns conhecimentos importantes para um bom social média são:

Marketing Digital 

Marketing de Conteúdo

Inbound Marketing

Ads (Facebook, LinkedIn, Instagram, Twitter e Youtube)

– Google Analytics

Além desses pontos-chave, é importante buscar conhecimentos específicos em métricas, mídias sociais, monitoramento e relacionamento com o consumidor.

Especialidades da profissão social media

Na carreira de social media o profissional poderá atuar em diferentes áreas. Existem esferas que destacam diferentes habilidades, como análise e planejamento, capacidade imaginativa, pensamento analítico ou mesmo habilidades de liderança.

Dentre as principais ocupações na profissão social media estão: planner, conteudista, profissional de monitoramento e gestor de mídias sociais.

Planejamento

É o profissional responsável por analisar o mercado, reconhecer tendências e desenvolver estratégias de comunicação, conteúdo e ações publicitárias eficientes nas redes sociais adaptadas a cada uma das plataformas.

Conteúdo

Será o encarregado da produção de conteúdo institucional ou promocional da marca. É ele que colocará em prática todas as estratégias desenvolvidas pelo planner. Seu trabalho é peça-chave para que as ações cumpram seus objetivos. Se o conteúdo for responsabilidade de apenas uma pessoa, ela deve ter skills de redator e designer. Mas, o ideal é que um time cuide dessa parte.

Monitoramento

Nenhuma estratégia é eficaz se não for possível analisar o retorno que está sendo obtido. O profissional social media de monitoramento é o responsável por mensurar, analisar e compilar todas essas informações para comprovar a eficiência da operação ou ter dados suficientes, e embasados, para realizar ações corretivas.

Liderança

O encarregado de liderar uma equipe de social media é conhecido como gerente ou gestor de mídias sociais, e sua responsabilidade é demandar as atividades e avaliar o planejado e conteúdo desenvolvido, assim como os dados coletados durante o processo de monitoramento, sempre buscando o melhor resultado.

Além das áreas destacadas aqui, existem muitas outras possíveis para quem trabalha nesse ramo. Análise de redes, gestão de conteúdo, relacionamento/SAC, community manager e especialista em inteligência de mercado são algumas delas!

Ferramentas e softwares utilizados pelo social media

Usuários ativos em redes sociais geram um grande volume de informações em tempo real. Para otimizar processos e atividades realizadas pelos profissionais de social media, existem diversas ferramentas disponíveis no mercado.

É possível encontrar aplicações que atendam cada uma das áreas de trabalho e suas especialidades, como curadoria de conteúdo, análise de concorrência, apoio na criação de conteúdo visual, monitoramento de métricas e agendamento de publicações.

Aqui estão algumas das ferramentas mais utilizadas atualmente:

  • Flipboard, Storify, Pearltrees – para curadoria de conteúdo;
  • SEMrush, Alexa, Google Advanced Search Operators, Keyword Competitor – para análise de concorrência;
  • Canva, Unsplash, IM Free – para apoio para criação de conteúdo visual;
  • Facebook Ads, Google Analytics, RD Station, HubSpot – para monitoramento de métricas;
  • mLabs – para agendamento, análise de resultados e acompanhamento de posts nas redes sociais.

Muitas ferramentas contam com todo um arsenal de funcionalidades. Para escolher a melhor opção, é preciso entender suas reais necessidade e quais fazem sentido dentro do seu projeto. De nada adianta, por exemplo, querer as ferramentais complexas e caras, se você não tiver orçamento para isso. O mesmo acontece para quem tem uma atuação pontual e limitada, mas quer investir nas ferramentas mais completas do mercado.

O melhor caminho na hora de escolher quais ferramentas você vai usar, é testar cada uma delas (a maioria têm versões de teste). Também é importante analisar custo-benefício, entender se elas realmente atendem às suas necessidades, avaliar o atendimento e SAC de cada ferramenta e fazer uma escolha racional.

Ferramentas nativas das redes sociais

Também é importante lembrar que, em alguns casos, as próprias redes sociais possuem ferramentas úteis para o social media. O Instagram for business e o Facebook Ads são alguns exemplos.

Outra dica é que várias dessas plataformas também possuem sistemas de certificação oficial para o profissional de social media. Essas certificações são, cada vez mais, solicitadas no mercado de trabalho, tanto para trabalhos formais quanto para a seleção de freelancers para projetos específicos.

Facebook, Google Adwords e Analytics são os melhores exemplos de certificações mais disseminadas e solicitadas no mercado de trabalho, por isso, vale a pena dar uma olhada em como funciona todo o processo de preparação e retirada de certificações como essas.

As plataformas oferecem, inclusive, cursos online e, muitas vezes, gratuitos para que os usuários se preparem para utilizar de forma efetiva todas as funcionalidades disponíveis. Nada melhor do que aprender direto da fonte, né?

Aproveite os recursos disponíveis e obtenha algumas das certificações importantes para o social media!

Mercado de atuação do social media

Após concluir essa etapa, chega o momento do social media ingressar no mercado de trabalho.

Na era da informação, esse campo está, cada vez mais, em ascensão. É possível encontrar desde startups e pequenas empresas, até empresas de grande porte envolvidas no processo de planejamento, concepção e monitoramento das redes sociais. Algumas corporações já contam com um setor interno especializado e exclusivo para atender a essas demandas.

Mas o mercado de trabalho não se resume em instituições corporativas. Muito pelo contrário! O profissional da área também pode trabalhar em agências de publicidade, agências digitais ou até mesmo atuar como freelancer.

É importante destacar que, apesar desse ser um mercado de trabalho em ascensão, é, também, um segmento muito concorrido e subdividido em diferentes níveis hierárquicos (conselheiro, head, CEO, diretor, gerente, coordenador, assistente, analista, supervisor, estagiário e outros).

Por isso, não se acomode! Mantenha-se sempre atualizado!

Seu trabalho é essencial para facilitar a comunicação entre clientes e empresa, construir relacionamentos mais sólidos com a marca, disponibilizar conteúdos relevantes, criar estratégias promocionais criativas e aumentar a credibilidade e visibilidade da empresa na web. Sim, é muita responsabilidade!

Invista na sua carreira e conte com a mLabs!

Se você já começou a trabalhar com redes sociais e quer profissionalizar o seu trabalho, ou se ainda está procurando opções para se aprofundar sobre o assunto, não deixe de conhecer a mLabs.

Nossa plataforma organiza e simplifica o processo de aprovação do seu conteúdo. Temos certeza que podemos te ajudar a otimizar seus processos, aumentar a produtividade da equipe, ajudando a alcançar seus objetivos e metas.

Esse conteúdo foi útil para você? Então deixe um comentário com a sua opinião ou experiência a respeito da profissão social media!

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 30 mil marcas brasileiras!