Pesquisar

O que é UGC e como usá-lo nas redes sociais?

O que é UGC e como usá-lo nas redes sociais?
Avatar de mLabs

Por

Publicado em

Aprenda sobre o que é UGC e os benefícios de contar com essa estratégia nas suas redes sociais para engajamento e aumento de vendas! 

Já são mais de 86% das empresas que utilizam conteúdos UGC como uma parte de sua estratégia de marketing, segundo publicação da revista Forbes. 

Se você faz parte do grupo que não tem familiaridade com o termo “UGC”, aqui está uma oportunidade de ouro para as suas estratégias de social media

O User-Generated Content (UGC) ou “conteúdo gerado pelo usuário”, na tradução para o português, é uma publicação feita pelo próprio consumidor sobre uma marca, um produto ou um serviço específico. 

Esse tipo de conteúdo mostra o que o usuário pensa sobre a marca e influencia diretamente as decisões de outras pessoas. Em outras palavras, é uma ótima prova social para atrair novos clientes. 

Por isso, é importante saber o que é UGC e a melhor forma de usá-lo. Vem com a gente para entender tudo!   

O que é UGC?   

É considerado User-Generated Content (UGC) todo conteúdo (texto, fotos, vídeos, áudio, nota ou comentário) sobre marcas publicado pelos usuários de forma espontânea nos canais digitais.  

Dá para imaginar que esse tipo de conteúdo ficou popular com os blogs e redes sociais, né?   

A partir deles, a ordem foi alterada: os usuários passaram a também produzirem conteúdos, não apenas consumirem.   

Na relação com as marcas, os consumidores deixaram de ser passivos e ganharam voz. Hoje, eles podem contar suas experiências e ajudar a construir a reputação das empresas.  

Por isso, elas devem abrir os olhos para o UGC, e desenvolver estratégias para usar esse tipo de conteúdo nas suas redes sociais.   

Para que serve o UGC?  

Como falamos, o UGC é uma prova social e funciona como gatilho mental para a tomada de decisão.  

No seu inconsciente, o consumidor pensa: “se outras pessoas conhecem a marca e estão satisfeitas, eu posso confiar nela!”.   

Afinal, pessoas confiam mais em pessoas do que em marcas para tomar decisões de consumo. Veja abaixo o índice de confiança para se informar sobre marcas e serviços: 

O-que-e-UGC-1: neste gráfico estão representadas as maiores influências sobre a decisão das pessoas. Destaque para "amigos e família" e "sites de avaliação" que lideram com 93 e 91%, respectivamente
Fonte: Kantar Dimension 2020    

Segundo o índice, as maiores influências sobre as decisões das pessoas são “amigos e família” e “sites de avaliação”, liderando com 93% e 91% de confiança, respectivamente. 

Isso mostra que, se a proximidade é o que atrai os consumidores, a presença digital das marcas não pode se resumir a criar posts e anúncios de tráfego pago, é preciso cultivar uma comunidade que promova confiança e credibilidade. 

Uma pesquisa revelou que 77,3% das pessoas usam as redes sociais para pesquisar marcas e produtos antes de tomar uma decisão de compra. Veja os dados completo no post do CEO e fundador da mLabs, Rafael Kiso, no Instagram: 

No final, se você faz o gerenciamento as redes sociais de uma marca que quer construir uma presença digital sólida, é hora de investir no conteúdo gerado pelos próprios usuários.  

Quais as vantagens de utilizar o UGC nas redes sociais?   

Que as redes sociais são canais de relacionamento, você já sabe, né?   

Então, ao monitorar e compartilhar o UGC, você consegue tornar a marca mais humana e presente. Confira agora as principais vantagens do UGC!  

Ajuda a traçar o perfil da persona   

Conteúdos UGC dizem muito sobre os interesses, dores e dúvidas do público

Você pode ver o que as pessoas estão compartilhando, quais produtos estão usando, quais situações estão enfrentando e muito mais informações.  

Ao captar esses dados, você pode traçar um perfil mais preciso da persona e entender como pode se comunicar melhor com ela.  

Gera Insights para novos conteúdos   

Captar o que as pessoas estão falando sobre uma marca também gera insights para novos conteúdos.  

Um elogio, uma crítica ou uma dúvida que aparecem no UGC podem trazer ideias de posts que se comuniquem com a audiência, já que o insight partiu de lá.   

Tem baixo investimento   

UGC é espontâneo. Você não precisa e não precisa pagar para o usuário falar sobre a marca. Essa mídia, com alto poder de influência e conversão, não custa nada.   

E sabe quanto custa compartilhar essa publicação nas suas redes sociais? Isso mesmo! O total de zero reais!   

Impulsiona o SEO   

E as vantagens não são só para as redes sociais não! Quanto mais gente fala bem da marca e gera links para os seus conteúdos, mais ela se consolida como uma autoridade em termos de SEO

Aos olhos do Google, isso é sinal de que a marca é confiável, tem boa reputação e merece uma boa posição nos resultados das buscas.   

Aproxima o cliente da marca   

Você já foi notado por alguém que você admira — desde o crush até pessoas famosas? Pois é, a sensação é incrível!  

Usar o UGC promove a valorização dos consumidores. A pessoa se sente amada e próxima da empresa.   

Os outros usuários ao verem essa atitude, também percebem que a marca escuta e considera as pessoas. Assim, o UGC ajuda a aproximar marcas e consumidores.   

Fortalece a personalidade e autenticidade da marca   

As pessoas percebem quando alguma coisa é autêntica, de fato.  

Por isso, o UGC é um conteúdo poderoso, mostrando como os consumidores gostaram de alguma experiência com o produto ou serviço. Não é o marketing da empresa falando.   

Por isso, é uma forma de mostrar a personalidade, os valores e os benefícios pelos olhos de outras pessoas.   

Aumenta o número de vendas   

O UGC influencia as decisões de consumo. A experiência que um consumidor compartilha pode colocar a marca no radar de outras pessoas ou, mais adiante na jornada de compra, fazê-las escolherem entre uma marca ou outra.   

A relação entre o bom aproveitamento do conteúdo UGC e o aumento das vendas é especialmente forte no caso de marcas que querem alcançar um público mais jovem.  

A maioria dos consumidores (80%) compraria um produto em uma loja online se seu site apresentasse fotos e vídeos de clientes reais. E as gerações Z (86%) e Y (81%) são particularmente influenciadas pelo UGC em suas decisões de compra.  

É o que mostra uma pesquisa da Stacla (2021), mencionada em publicação do Rafael Kiso no Instagram: 

O conteúdo UGC das redes sociais pode ser usado de várias maneiras em lojas virtuais.  

É possível, por exemplo, incluir fotos e vídeos de clientes utilizando os produtos para dar aos visitantes uma ideia mais realista de como eles funcionam na vida real. 

Ao aproveitar o conteúdo gerado pelo usuário, você está se conectando diretamente com o público e aumentando as chances de conversão. 

Onde usar o conteúdo gerado pelo usuário? 

Vamos apresentar maneiras de incorporar o conteúdo UGC nas estratégias de vendas, atendimento e marketing da própria empresa. 

Redes sociais 

É claro que o principal lugar para usar UGC de forma estratégica é exatamente nos canais que proporcionaram o protagonismo dos consumidores: as redes sociais.  

Nessas mídias, as marcas podem transformar depoimentos, fotos, vídeos e comentários sobre ela em estratégias de marketing nas redes sociais

Confira duas formas comuns de como isso é feito na prática. 

  • Repostagem: compartilhe o conteúdo UGC nas próprias páginas de redes sociais da marca para destacar o envolvimento e a satisfação dos clientes; 
  • Estudo de caso: destaque histórias inspiradoras de clientes que utilizaram o produto ou serviço e tiveram experiências positivas. Isso pode ser feito por meio de posts dedicados, séries de stories ou até mesmo vídeos curtos no feed. 

O mais importante é que as marcas não precisam mudar uma vírgula do conteúdo gerado pelo usuário!  

O UGC nas redes sociais é autêntico porque reflete as experiências reais dos clientes. 

Reviews em páginas de produtos e serviços 

Sabia que as avaliações de clientes, também conhecidas como reviews, são uma forma valiosa de conteúdo UGC? 

Isso mesmo! Quando um cliente deixa sua opinião sobre um produto ou serviço, ele está contribuindo com um conteúdo genuíno que pode ser muito útil para outros consumidores. 

Essas avaliações podem ser encontradas em diversos lugares, como nas redes sociais, em sites de avaliações terceiros, como Reclame Aqui e Google Meu Negócio, e até mesmo em seções específicas de avaliações dentro do próprio site da marca

Assim, quando o visitante estiver navegando no site da marca e quiser saber mais sobre um produto específico, pode encontrar opiniões de outros clientes bem ali, na mesma página! 

Essas avaliações fornecem uma visão real e imparcial do produto ou serviço, o que pode ser o que faltava para um cliente adicionar mais um item no carrinho. 

FAQ  

Já teve aquela dúvida sobre um produto ou serviço e foi correndo até a seção de Perguntas Frequentes (FAQ) em busca de respostas? É bem comum, né? 

Agora, imagina se, além das respostas padrão, você também encontrasse experiências reais de outros clientes como você! 

É isso que os conteúdos UGC podem proporcionar na seção FAQ do site de uma marca ou dentro das próprias redes sociais. 

As respostas podem incluir tanto as explicações no formato padrão, que são ótimas para tirar dúvidas, quanto depoimentos de outros clientes que passaram pela mesma situação. 

Isso dá uma visão confiável para leads e visitantes sobre o que outras pessoas acham do produto ou serviço da marca. 

Boas práticas ao usar o conteúdo gerado ao usuário 

O UGC já está nas redes sociais, mesmo que você não tenha nenhum planejamento para isso.   

Os consumidores já estão lá falando sobre a marca! Então, cabe a você aproveitar o que eles estão publicando para atingir seus objetivos de social media.   

Veja agora como fazer isso!  

Incentive a publicação de conteúdo sobre a marca   

Você já teve uma experiência tão especial que quis gritar para o mundo sobre ela?  

Pois é, a principal forma de estimular o UGC é criar uma experiência incrível com a marca!   

Isso vai fazer o usuário criar posts espontâneos para contar a história. Nos eventos em que a mLabs participa, por exemplo, a experiência é pensada para gerar compartilhamento: 

Mas você também pode incentivar o UGC de várias formas. A marca pode oferecer benefícios exclusivos — um desconto na loja, por exemplo —, criar uma campanha em torno de uma hashtag ou pedir para que o usuário compartilhe os relatos. 

Um restaurante, por exemplo, pode mandar bilhetes com mensagens carinhosas junto com o pedido de delivery para estimular esse compartilhamento!  

Monitore as menções à marca   

A Internet é um terreno vasto, e estar sempre com os olhos abertos pode ser beeem importante. 

Uma maneira de auxiliar no monitoramento é incentivar as pessoas a usarem uma hashtag. Assim você pode encontrar os posts sobre a marca.   

Mas o recomendado é contar com uma ferramenta de monitoramento de menções para rastrear tudo o que é dito nas redes sociais.   

Assim, pode-se evitar que um comentário ruim se torne uma bola de neve ou uma avalanche!   

Interaja com os usuários que criaram conteúdos   

Nada mais inconveniente do que mandar uma mensagem para o seu crush e levar aquele vácuo, né? 🤡  

O mesmo vale para o UGC. Se os usuários publicarem e marcarem o perfil da marca nas redes sociais, eles vão gostar de receber pelo menos um like ou uma resposta

O-que-e-UGC-2: Na imagem está representada uma interação de marca pelo Twitter. Nela um usuário comemora a compra de um ventilador e cita o nome do Magazine Luiza, que responde celebrando a chegada de refresco ao calor do cliente. 

Responda às dúvidas dos usuários no seu perfil   

No UGC, surgem muitas dúvidas dos usuários. Aproveite para captar algumas perguntas e responder no seu perfil para que outros usuários vejam.   

Você pode, por exemplo, criar uma sequência de Stories e colocar em destaque no Instagram.   

Se você já usa o TikTok, pode selecionar uma pergunta que apareceu nos comentários e criar um post só para respondê-la. Veja um exemplo: 

@chipotle Replying to @Janiiiii❤️‍🔥🌊 ♬ Quiz thinking time, science style.(929624) - ShoyuSound

Compartilhe as publicações no seu perfil   

Essa é a ação mais comum, mas não menos importante, ao aproveitar o UGC nas redes sociais.   

Quando um usuário publica uma foto do produto em uso ou um feedback positivo depois do uso, vale a pena compartilhar nos seus perfis.   

Republicando as avaliações ou os depoimentos, você valoriza a iniciativa do usuário e compartilha uma prova social para os outros seguidores confiarem na marca.  

Reavalie estratégia com base em conteúdos negativos 

Nem tudo é festa. Além dos elogios, as marcas também podem acabar recebendo comentários ou conteúdos negativos dos usuários.  

Pode ser uma crítica, uma reclamação ou até mesmo um mal-entendido.  

Mas o que importa é como a marca reage a isso. É crucial entender que ignorar conteúdos negativos não resolve o problema. Pelo contrário, pode até piorar as coisas.  

Então, o que as marcas devem fazer? Elas precisam reavaliar suas estratégias.  

Isso significa identificar o conteúdo negativo, entender o que está sendo dito e pensar em como lidar com a crítica da melhor maneira possível. 

Às vezes, basta responder diretamente ao usuário. Outras vezes, pode ser necessário ajustar a estratégia de comunicação ou até o produto ou serviço da marca. 

Veja, por exemplo, as reações a um anúncio da Apple.  

O-que-e-UGC-3: no print está um tweet de um usuário falando sobre a incoerência da Apple em relação a não encaminhar mais o carregador junto ao celular na caixa de compra para promover economia de carbono, mas a pessoa terá que comprar o carregador depois, o que implicaria em uma nova caixa enviada. 

Com essas informações, você pode redesenhar estratégias e corrigir rotas no planejamento de marketing. Tudo para gerar uma experiência melhor com os usuários.   

Peça permissão aos usuários 

Sempre que você usar o conteúdo UGC em anúncios ou campanhas fora das redes sociais, é ideal solicitar a permissão do usuário que gerou o conteúdo. 

É simplesmente uma questão de cortesia e respeito pelos criadores originais. 

Você só precisa enviar uma mensagem privada para o usuário na própria rede. É rápido, é fácil e mostra que você se importa com o que os usuários têm a dizer.  

Claro, isso não precisa valer para todos os casos. Se você quer apenas compartilhar o story de um cliente que mencionou o @ da marca, não precisa pedir essa permissão.  

Afinal, se o usuário mencionou a marca na postagem, ele abriu espaço para que você apertasse o botão de compartilhar no seu próprio perfil. 

No entanto, caso um dos seguidores seja pego de surpresa com a sua foto e o seu nome aparecendo em um anúncio do YouTube, ele pode se sentir mega constrangido

Então, da próxima vez que você quiser usar o UGC, entenda como esse conteúdo será aproveitado pela marca para saber se é preciso, primeiro, pedir permissão. 

Onde se inspirar? Veja como as marcas estão usando o UGC!  

Você não precisa começar do zero. Desde que as redes sociais foram canais de investimento de marcas, temos exemplos de conteúdo UGC que podem servir de inspiração para novas estratégias. 

Abaixo, separamos alguns exemplos recentes de marcas que acertaram em cheio. Confira! 

mLabs 

No Instagram da mLabs, um dos destaques dos stories é o “Quem aprova”, com posts de usuários que curtem o nosso trabalho.  

A mLabs permite que os usuários gerenciem várias contas de redes sociais em uma única plataforma, incluindo Facebook, Instagram, X, LinkedIn, YouTube e Google Meu Negócio. 

A seguir, veja um dos stories que está no destaque “Quem aprova” em nosso Insta. 

O-que-e-UGC-4: neste print está um stories do Instagram que faz parte de um destaque na página de Instagram da mLabs. É um compartilhamento de um cliente elogiando o calendário e a organização da plataforma.

Por que isso é tão importante? Cada story é uma maneira de mostrarmos mais da nossa plataforma para novos usuários.  

Sempre que você compartilha o quanto gostam da mLabs, isso passa uma baita credibilidade para quem está conhecendo a gente pela primeira vez. 

GoPro 

A GoPro é reconhecida como uma líder na fabricação de câmeras de ação destinadas a capturar aventuras extraordinárias em alta qualidade.  

Mas o sucesso da GoPro vai além da excelência em equipamentos. A empresa demonstra a habilidade em utilizar o conteúdo gerado pelo usuário. 

Um bom exemplo dessa estratégia é o Million Dollar Challenge, concurso de videoclipes promovido pela GoPro que atrai participantes do mundo todo

Como o nome sugere, o concurso oferece nada menos que o prêmio em dinheiro de um milhão de dólares para os melhores vídeos gravados com uma câmera GoPro! 

Para concorrer, os usuários devem capturar imagens utilizando a câmera GoPro mais recente, como a HERO11 Black ou Mini (na edição de 2023 da premiação), e submeter seu vídeo à empresa, sem qualquer edição. 

Um concurso como esse fortalece a relação entre a GoPro e seus clientes, e agrega à marca uma imagem de autenticidade e confiança no mercado. 

Apple 

A campanha #ShotOniPhone da Apple é outro caso interessante de uma estratégia de marketing bem-sucedida que utiliza conteúdo UGC. 

Lançada pela primeira vez em 2014, a campanha incentivou os usuários do iPhone a tirar fotos com seus dispositivos e compartilhá-las nas redes sociais usando a hashtag #ShotOniPhone.  

A ideia era mostrar a qualidade da câmera do iPhone através das lentes dos próprios usuários, em vez de depender de imagens produzidas profissionalmente. 

A Apple selecionou as melhores fotos enviadas pelos usuários e as exibiu em campanhas oficiais da marca e publicações nas suas redes sociais. 

É uma forma inteligente de destacar a qualidade da câmera do iPhone e dar aos clientes a oportunidade de ter suas fotos exibidas em uma escala global. 

A campanha #ShotOniPhone foi um grande sucesso e continua até hoje, com a Apple realizando o concurso para selecionar as melhores fotos tiradas por usuários do iPhone.  

A campanha também evoluiu ao longo do tempo para incluir vídeos e até mesmo curtas-metragens, ampliando ainda mais o impacto do conteúdo gerado pelo usuário. 

Chegamos ao final do nosso guia! Vimos que entender o que é UGC é um fator diferencial para uma boa estratégia de marketing digital, mas lembre-se: se a marca decidir usar o conteúdo com os dados dos usuários, o ideal é solicitar uma permissão com antecedência. 

Você ainda não sabe como utilizar os influenciadores digitais em estratégias de marketing? Baixe o e-book gratuito da mLabs e aprenda a fazer isso do zero! 

Agende posts com a mLabs e economize horas de trabalho!

Gerencie todas as mídias sociais por 30 dias grátis

redes-sociais-banner

VOCÊ ACABA DE GANHAR 30 dias grátis