As redes sociais fazem parte do cotidiano de muita gente. É quase impossível andar por aí sem ter uma pessoa pelo seu caminho com o celular nas mãos acessando as redes sociais, com os alunos e pais de alunos não é diferente.

Sendo assim, por que não utilizar essas plataformas como aliadas para melhorar a comunicação, estreitar relacionamento e criar uma comunidade escolar?

Para descobrir como fazer essa transição do off para o online, inserindo a redes sociais nas estratégias de marketing da instituição e ainda, quais benefícios essa inclusão pode trazer para ambas as partes, continue lendo este post.

Nós listamos algumas dicas incríveis que vão nortear esse processo e ajudar você a conquistar a atenção dos seus alunos online. Confira!

Realize um planejamento adequado

Um planejamento de redes sociais eficiente é o primeiro passo para colher bons resultados. Antes de qualquer coisa, você precisa saber como os pais e os alunos estão usando a Internet:

  • quais redes sociais eles mais utilizam;
  • de que tipo de grupo participam;
  • que tipo de conteúdo eles consomem;
  • em quais dias e horários eles estão online.

É dessa maneira que você consegue definir estratégias de marketing para as redes sociais que realmente vão chamar a atenção do seu público e que gerar engajamento. Se você pular essa etapa, as suas ações vão acontecer às cegas, ou seja, você vai investir em marketing digital e não obter o resultado desejado.

Também é importante mapear quais são os conteúdos que você vai criar. Além disso, procure ter uma participação consistente nas redes sociais, defina um calendário de postagem com um cronograma definido e siga esse padrão.

Escolha as redes sociais certas

Existem diversas redes sociais ativas nos dias de hoje. Por isso, é comum que você fique com dúvidas sobre qual plataforma deve investir ou em qual delas o seu público está.

Para descobrir essas respostas, você precisará ter em mente quais são as características e particularidades das principais redes sociais.

Saiba que a escolha de uma delas também vai depender muito do seu objetivo de marketing. Se você quer criar uma campanha de matrícula para prospectar novos alunos, o Facebook e o Instagram são ferramentas ideais.

Se o seu foco é no relacionamento direto com os pais, o ideal é utilizar o WhatsApp para facilitar esse contato,  tornando-o mais rápido e ágil.

Para entender melhor o que cada rede social pode fazer por você, pesquise brevemente sobre o fluxo de usuários nessas plataformas e o porquê das pessoas optarem por uma ou outra. Por exemplo:

  • o grande lance de ter uma FanPage o Facebook é para atingir o gigantesco número de pessoas na plataforma, além da possibilidade de criar um conteúdo relevante, de boa qualidade, mesmo que a escola não tenha um blog e de criar anúncios na rede, ampliando ainda mais o alcance;
  • o Instagram tem o foco em conteúdos visuais, que funcionam muito bem para captar a atenção dos jovens e aproximar a escola do seu público, além do alto potencial de engajamento dos Stories para as marcas;
  • se você quer gerar muito conteúdo, captar a atenção dos alunos e ainda monetizar em cima disso, o YouTube pode ser uma boa opção, nele você consegue criar conteúdo didáticos e informativos sem se preocupar com o tempo de exibição;
  • já para fortalecer o posicionamento da escola, o Twitter é a ferramenta certa, pois serve exatamente como palco para expressar opiniões e estreitar relacionamento com o público mais jovem;
  • o WhatsApp, como já mencionamos, é o rei do contato direto, estreita os relacionamentos entre a escola, família e alunos e torna ainda mais prática a comunicação entre todos os envolvidos no processo ensino-aprendizagem.

Crie uma estratégia que comporte as principais plataforma, que realmente fazem mais sentido para a instituição e seja consistente nela. Manter uma frequência de postagens nas redes sociais tem que ser uma das partes essenciais na sua estratégia.

Disponibilize materiais didáticos

As redes sociais também podem devem ser utilizadas para disponibilizar materiais que são importantes para a rotina das classes. Existem diversas ferramentas que permitem o compartilhamento de apostilas ou apresentações, como Google Docs ou Dropbox, por exemplo, utilize-as a seu favor e compartilhe o link nas redes.

Além disso, como você viu, o próprio YouTube pode ser um bom ambiente para reforçar o conteúdo de aula, fazer revisões e tirar as principais dúvidas dos alunos ou até mesmo oferecer conteúdos que sirvam como recursos didáticos para as discussões em aula. Experimente algo inovador e veja como os alunos reagem a isso.

Tire as dúvidas dos alunos

Quando as redes sociais começarem a gerar engajamento, é comum que a instituição seja citada em comentários ou posts, então é preciso se atentar a esse tipo de interação.

Mesmo que isso não aconteça no perfil da escola, você pode ajudar a sanar dúvidas que tenham a ver com o que você domina, essa simples ação ajuda n fortalecimento e reconhecimento da marca, além de fazer com que as pessoas a enxerguem como autoridade no mercado.

Outro fator importante é que pais e alunos vão passar a entrar em contato com a escola, então não deixe de respondê-los e faça isso o quanto antes. Dar retorno nas redes sociais é uma forma de demonstrar que você se importa com a opinião e com o interesse do seu público.

Medie grupos de estudos na escola e redes sociais

Redes sociais como o Facebook permitem a criação de grupos com interesses em comum. Você pode utilizar isso para começar um grupo de estudos online, onde cada usuário pode interagir ao compartilhar conteúdos e dúvidas relevantes.

Para isso, deixe um responsável encarregado da moderação do grupo, defina regras e certifique-se de que elas sejam seguidas. Esse deve ser um espaço bastante democrático e ético que ainda pode servir para incentivar os alunos a produzir e compartilhar conteúdo.

Os grupos do Facebook também servem como uma comunidade em torno da marca. O ideal é que eles sejam compostos por fãs engajados que desejam participar das ações e conhecer todas as novidades da instituição. Desta forma, você poderá trocar ideias, mostrar novidades, tirar dúvidas, pedir opiniões fortalecendo laços e fidelizando alunos.

Ofereça conteúdos extras

A verdade é que sempre existem conteúdos que podem ser agregados ao aprendizado diário e que geram ainda mais valor para a educação, então faça disso um diferencial na sua escola. Compartilhe filmes, vídeos, e-books, músicas, podcasts e outros materiais educativos que possam ser interessantes para os alunos.

Além disso, extrapole o óbvio: crie os conteúdos. Faça enquetes sobre conteúdos importantes ou sobre a preferência dos estudantes, você pode usar os Stickers do Instagram Stories para promover essa interação.

Compartilhe diariamente os bastidores do que acontece na escola, como a sala dos professores, a organização de um evento e assim por diante. Aposte em lives com debates ou provocações sobre temas relevantes do momento, além de conversas com professores.

Entre os inúmeros benefícios de usar das redes sociais nas estratégias de marketing da escola está a possibilidade de criar aproximação e conexão com os alunos, aprender sobre o que eles gostam e transformar a escola em uma parceira de aprendizagem. Isso demonstra o quanto a instituição é capaz de falar a mesma língua que os jovens e as crianças.

Assim, divulgando todos os projetos e a metodologia desenvolvida de uma maneira leve e descontraída. O que também facilita a interação dos pais com a instituição de ensino. Aos poucos, você conseguirá criar uma comunidade escolar online.

Gostou de descobrir mais sobre a relação entre escola e redes sociais? Agora, que tal aprender a se tornar irresistível no mundo digital e conquistar a interação dos seus alunos? Confira 5 formas de utilizar gatilho mental nas redes sociais!

Testar a mLabs

Quer mais conteúdo como esse?

Inscreva-se na nossa Newsletter!

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.