YouTube Analytics: o que é e como analisar seu desempenho!

Youtube Analytics: Imagem de um notebook com a tela aberta no YouTube e o logo do Youtube na frente

O próprio YouTube disponibiliza a ferramenta mais valiosa para você analisar o desempenho dos seus vídeos. Sim, estamos falando do YouTube Analytics, uma função para quem é obcecado por dados e relatórios.

O quê? Você não é obcecado por dados e relatórios? 👀

Então, é melhor a gente começar por aí: não há como conhecer o seu público sem entender o comportamento dele na prática!

Quanto tempo de um vídeo o usuário assiste no seu canal? Como ele chegou até o seu vídeo? São perguntas como essas que você precisa saber para melhorar a performance do seu conteúdo.

Aprenda, neste post, como usar o YouTube Analytics e, de quebra, crie a cultura de trabalhar com dados e relatórios de agora em diante. Continue e leitura!

Entenda as métricas do relatório

Para melhorar a performance dos seus vídeos você precisa transformar seus objetivos em números, caso contrário sua meta ficará vazia.

E, se você sempre foi péssimo em matemática na escola e não gosta nem de ouvir falar de planilhas, também não tem motivos para se preocupar. O YouTube vai deixar tudo mastigadinho pra você. Quer ver?

Imagine que você precisa saber quantas pessoas acessaram o seu canal do YouTube nos últimos 3 meses para ter ideia da aceitação do conteúdo e comparar com os próximos períodos. 

Isso é possível, se souber como usar o YouTube Analytics, e o primeiro passo é entender todas as categorias e métricas do relatório. 

Essas métricas estão distribuídas entre 4 guias na página principal da plataforma: “visão geral”, “alcance”, envolvimento” e “público”.

Confira cada uma delas! YouTube Analytics: Imagem de página principal do YouTube Analytics mostrando, em destaque, as quatro guias: Visão geral, Alcance, Envolvimento e Público.

1. Visualizações

É o número de pessoas que assistem aos seus vídeos. Para que um view seja contado, é preciso que um usuário assista ao seu vídeo por um certo tempo, mas o YouTube não informa exatamente que tempo é esse.

As visualizações ficam na aba “Visão Geral”, e o YouTube Analytics compara automaticamente o número de views do período selecionado com outros períodos anteriores. Desta forma, você consegue analisar a performance do canal com análise comparativa.

Uma dica para quem tem poucas visualizações é criar títulos e miniaturas que despertem a atenção dos usuários. Essa e outras boas práticas estão disponíveis no nosso post sobre como ganhar visualizações no YouTube. 😉

2. Tempo de exibição

É a soma de todo o tempo assistido pelo público ao longo de um determinado período. Além disso, ele é um dos fatores mais importantes para ranqueamento na busca do YouTube.

Se você é produtor de conteúdo, o seu objetivo deve ser sempre aumentar essa métrica, já que mais tempo assistido pode significar mais pessoas vendo aos seus vídeos ou o mesmo número de pessoas, porém com interesse crescente.

Também é uma ótima métrica para você comparar a aderência de um vídeo a outro. Para encontrar esses dados acesse a guia “Envolvimento” da ferramenta.

3. Duração média da visualização

É a média de tempo que as pessoas levam para assistir aos seus vídeos. É aqui que você descobre se os usuários estão assistindo seus vídeos até o último minuto ou se estão abandonando o conteúdo antes do fim.

Mas como esses dados podem ajudar na prática? Ao descobrir a duração média da visualização você terá Insights sobre a duração ideal para os seus próximos vídeos.

Essa métrica também é usada pelo algoritmo da plataforma para recomendar o seu conteúdo para outros usuários e fazer com que ele seja encontrado mais facilmente em uma busca.

Existem, inclusive, outras boas práticas para conseguir isso, conhecidas como SEO para YouTube.

4. Retenção

O quanto você se esforça para manter a audiência engajada nos seus vídeos? Será que as pessoas estão fechando o navegador pouco tempo depois de dar o play nos seus vídeos?

O relatório de retenção vai responder essa pergunta para você! Essa métrica mostra a capacidade que cada vídeo tem de manter as pessoas assistindo. 

Ao analisar esses dados você saberá detalhes importantes, como quais partes de cada vídeo são mais populares.

Portante, dê mais atenção aos 15 primeiros segundos dos seus vídeos, segundo o próprio YouTube esse é o tempo que os espectadores estão mais propensos a desistir do conteúdo.

5. Dispositivos

Na guia “Público”, você consegue saber por meio de quais dispositivos os usuários acessam os seus vídeos (tablets, computadores, celulares, consoles de jogos e TVs) e os sistemas operacionais mais usados.

Descobrir o comportamento do seu público é importante para entregar conteúdos relevantes. Não é segredo para ninguém que quando se trata de assistir vídeos online os smartphones ganham de lavada.

Sabendo dessa informação, você pode produzir tutoriais, por exemplo, mais curtos e diretos para facilitar a visualização e o entendimento em menos tempo.

6. Envolvimento

Quer saber como as pessoas estão reagindo ao seu vídeo? Ainda na tela principal, você consegue ver esses dados na aba “Envolvimento”. Eles são divididos em cinco categorias:

  • gostei;
  • não gostei;
  • inscrições;
  • comentários;
  • compartilhamentos.

Encare esses dados como o termômetro do YouTube para saber se o seu conteúdo é relevante e indicá-lo para novos usuários.

Agora, saiba mais sobre cada uma dessas métricas!

6.1. Gostei e não gostei

Vídeos com “não gostei” todo canal tem! O que não pode acontecer é essas interações aumentarem mais que a média. Se isso acontecer, questione alguns tópicos do seu conteúdo, já que ele desagradou seu espectador de alguma forma.

Para acessar essa informação, selecione um vídeo na guia “Visão geral”, depois clique em “Vídeo”, “Mais métricas” e “Marcados como gostei/não gostei”.

6.2. Inscrições

Estimular as pessoas a interagirem é fundamental. Agora, se você tiver que escolher apenas uma interação para incentivar, escolha as inscrições. Elas representam o nível máximo de engajamento!

Aliás, esse incentivo aumenta o envolvimento e mais pessoas inscritas significam mais visitantes recorrentes no seu canal. Para acessar essa opção, o caminho é “Visão geral”, “Vídeo”e “Inscritos”.

6.3. Comentários

Também é uma métrica que demonstra forte engajamento, o que explica porque você deve gerenciar os comentários no YouTube!

Se eles apresentaram queda, adote técnicas para incentivá-los: faça vídeos com conteúdo “menos fechado”, ou seja, que convidam o espectador a participar, coloquem questões e façam perguntas.

Para acessar essa opção, o caminho é selecionar um vídeo e clicar em “Comentários”, no menu à esquerda.

6.4. Compartilhamento

Reza a cartilha do marketing digital que quando alguém compartilha algo, é porque essa pessoa está não apenas envolvida, mas apaixonada pelo conteúdo.

E, acredite, para que as pessoas compartilhem seus vídeos você não precisa ter idéias mirabolantes, o feijão com arroz é sempre a melhor opção: conteúdo de qualidade e frequência de postagem!

Para acessar essa métrica, escolha um vídeo e depois o menu suspenso da esquerda e clique em “Compartilhamentos”.

Como acessar o YouTube Analytics pela primeira vez?

Agora, é hora de colocar a mão na massa!  Se você estava vasculhando o seu YouTube enquanto lia este artigo, pode ser que ainda não tenha encontrado todas as informações.

Então, vamos ajudá-lo a acessar da maneira correta!

Primeiro, abra a página inicial do YouTube no seu navegador.

YouTube Analytics: Imagem de página principal do YouTube.

Depois, selecione o menu com as principais opções, clicando em cima do avatar (aquela imagem principal do canal) no alto, à direita. Um menu vai se abrir, quando isso acontecer, selecione “YouTube Studio”.

YouTube Analytics: Imagem de página principal do YouTube, mostrando onde se localiza o YouTube Studio

Por último, encontre a opção “Estatísticas”, que fica no menu do lado esquerdo. Talvez seja necessário rolar para baixo para encontrar a opção.

YouTube Analytics: Imagem de página principal do YouTube, mostrando onde se localizam as Estatísticas

Pronto, agora você já tem acesso a todos os relatórios que precisa para conhecer melhor a performance do seu canal e o comportamento do público.

YouTube Analytics: Imagem de página principal do YouTube Analytics.

Ao dar os primeiros passos na ferramenta, pode ser que surjam algumas dúvidas. Caso isso aconteça, recomendamos que você acesse a Escola de Criadores de Conteúdo do YouTube, com cursos para quem está começando no Analytics.

Todo o conteúdo que você encontrar por lá é gratuito, e uma boa parte está disponível com legendas em português.

Banner do E-book Video Marketing_Banner com botão de baixe grátis

Com tempo e prática o seu conteúdo ficará, cada vez mais, profissional e os seus espectadores ficarão com aquela sensação “nossa, parece que esse canal foi feito pra mim!”. Tem coisa melhor?

Tem! Aqui mesmo, no blog da mLabs, além de saber como usar o YouTube Analytics a favor da marca, você confere outras dicas topezêras das redes sociais.

Quer saber mais? Veja como aumentar o número de inscritos no seu canal!

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 120 mil marcas!