LinkedIn ads: conheça a ferramenta de anúncios do LinkedIn

linkedin ads

Hoje em dia, muitas empresas anunciam no Facebook, Instagram e Twitter. Porém, muitas delas acabam se esquecendo da plataforma criada com o principal objetivo de fazer negócios: o LinkedIn Ads.

Pois é, a rede profissional do LinkedIn também tem seu próprio sistema de anúncios. E, sem dúvida alguma, ela tem muito a trazer para o mercado corporativo.

Para se ter uma ideia, são mais de 65 milhões de usuários somente na América Latina. O Brasil representa uma parcela considerável, com 28 milhões.

E, talvez um dos dados mais impressionantes, 92% dos profissionais do segmento B2B consideram a plataforma como a mais importante, acima até das demais redes sociais.

Se você quer saber como anunciar na maior rede social de profissionais do mundo, continue conosco! Neste artigo, você aprenderá tudo que precisa saber sobre o LinkedIn Ads!

Quais são os benefícios de anunciar no LinkedIn Ads?

A verdade é que, apesar de serem menos utilizados, os anúncios do LinkedIn têm uma série de vantagens.

A primeira delas é a concorrência. Como não há tantas marcas investindo em LinkedIn Ads, principalmente no Brasil e no idioma português, existe um maior alcance com menor investimento.

A segunda razão é a segmentação. O LinkedIn é uma das únicas redes sociais que solicitam o cargo e outros dados profissionais para os cadastrados. Sendo assim, é possível atingir os tomadores de decisão ou um público profissional específico para o seu negócio.

Além disso, há também o foco da plataforma. Enquanto Facebook, Instagram, Twitter e outras redes sociais são utilizadas prioritariamente para interesses pessoais, no LinkedIn as pessoas se cadastram justamente para tratar sobre negócios e receber novas oportunidades.

Parece perfeito, não é mesmo? Basicamente, o LinkedIn é um recanto de leads qualificados. Ou seja, há um filtro comportamental de interesse antes mesmo de começar a campanha.

Como criar um anúncio no LinkedIn Ads?

Para dar início às suas campanhas no LinkedIn, é preciso seguir alguns passos. A seguir, saiba quais são e confira algumas dicas para cada um dos formatos de anúncios.

Crie uma LinkedIn Company Page

Primeiramente, você precisará criar uma página corporativa no LinkedIn. Sem ela, não é possível criar uma campanha de anúncios.

Para fazer isso, basta ter um perfil pessoal no LinkedIn. Depois, siga os seguintes passos:

  • clique em “Soluções” no canto superior direito da sua página;
  • selecione “Crie uma Company Page”;
  • coloque o nome, escolha uma URL e aceite os termos de representação oficial da marca.

Depois disso, você terá que fornecer alguns dados, criar uma descrição e inserir a logo da sua empresa.

O processo é bem simples, mas não se esqueça de caprichar, pois é com ele que as pessoas alcançadas pelos anúncios terão contato.

Acesse a página de anúncios

Para criar anúncios no LinkedIn, primeiramente você deve acessar a página de soluções em marketing do LinkedIn. Lá estará o gerenciador de campanhas da rede.

Selecione o tipo de anúncio

A partir de agora, você terá que selecionar o tipo de anúncio que quer publicar. São eles:

  • Sponsored Content;
  • Dynamic Ads;
  • Text Ads;
  • Sponsored InMail;

LinkedIn Ads tipos de anúncios

Não existe exatamente uma opção pior ou melhor; tudo depende da estratégia e dos objetivos planejados.

Sponsored Content (conteúdo patrocinado) permite anunciar no local de maior visibilidade no LinkedIn: o feed de notícias do usuário. Ou seja, no mesmo lugar onde aparecem as atualizações e postagens regulares.

Esse formato é indicado para aumentar o alcance do conteúdo. Além disso, é muito utilizado para gerar tráfego, atrair leads qualificados e trabalhar ações de branding.

Já os Dynamic Ads (anúncios dinâmicos) são assim chamados pois podem ser personalizados de acordo com o perfil do usuário. Ou seja, diferentes usuários podem receber diferentes anúncios dependendo de suas atribuições.

Com esse formato, pode-se criar downloads para geração de leads direto na plataforma do LinkedIn, por exemplo. Também é possível aumentar o número de seguidores na rede social e gerar conversões para landing pages, aplicativos ou sites.

Os Text Ads (anúncios em texto) aparecem nas barras laterais do LinkedIn ou em outros locais voltados à publicidade, mais ou menos como o Facebook Ads.

São anúncios simples, muito parecidos com aqueles criados para o Google AdWords, conhecidos como links patrocinados. Basicamente, levam os usuários a uma página de destino e podem ser criados de forma muito rápida. O pagamento para esse formato de anúncios pode ser feito por cliques ou a cada mil impressões.

Agora, vamos falar sobre o Sponsored InMail. Nesse formato, os anúncios vão direto para a caixa de mensagens do usuário, ganhando um tom mais pessoal.

Esse é um formato bastante engajador, já que os usuários geralmente leem as mensagens enviadas pelo InMail. Ou seja, conseguem alcançar até 100% de visualizações.

Ele também pode ser utilizado para diversos objetivos, como entrega de conteúdo, propostas e recolhimento de leads.

Segmente a sua campanha

Ao contrário de outras redes sociais que muitas vezes permitem somente a segmentação por perfil comportamental, demográfico ou geográfico, o LinkedIn Ads vai mais a fundo.

linkedin ads segmentar

A partir das campanhas, é possível alcançar o público desejado por meio do direcionamento profissional. Veja, a seguir, quais são as segmentações disponíveis:

  • localização: somente pessoas em uma determinada região. Ex.: Minas Gerais, Salvador;
  • nome da empresa: apenas funcionários de uma determinada empresa. Ex.: Coca-Cola, Ambev;
  • setor da empresa: apenas funcionários de um determinado setor. Ex.: marketing, vendas;
  • tamanho da empresa: apenas pessoas de empresas com um número determinado de funcionários. Ex.: até 200 funcionários;
  • cargo: somente profissionais do cargo selecionado. Ex.: gerente, CEO;
  • nível de experiência: somente profissionais com o nível de experiência desejado. Ex.: júnior, sênior;
  • competências: somente profissionais com as competências selecionadas. Ex.: webwriting, marketing digital;
  • instituições de ensino: somente profissionais que frequentaram determinada instituição de ensino. Ex.: Fundação Getúlio Vargas, UFSC;
  • formações: apenas profissionais com a formação desejada. Ex.: engenheiro elétrico, publicitário;
  • grupos: apenas profissionais que participam de determinados grupos no LinkedIn;
  • gênero: apenas profissionais do gênero selecionado. Ex.: masculino ou feminino;
  • idade: apenas profissionais no intervalo de idade selecionado. Ex.: entre 25 e 32 anos;
  • anos de experiência: apenas profissionais com a experiência desejada.

Defina orçamento e agenda da campanha

Depois de segmentar sua campanha, é hora de definir seu orçamento e quando ela será veiculada. Para pagamento, o LinkedIn Ads tem duas opções de lance:

  • CPC (custo por clique) – você especificará um valor máximo para pagar por cada clique dado no anúncio. Lembre-se de que CPC é um leilão, ou seja, o alcance do seu anúncio será maior se o seu lance for maior.
  • CPM (custo por impressão) – você pagará o lance a cada 1000 vezes que seu anúncio for exibido, independente do número de cliques recebidos.

Você também terá que preencher o seu orçamento máximo (o LinkedIn te informará qual é o mínimo para essa campanha e te dará dicas de valores para CPC e CPM). A dica aqui é: comece testado um valor equivalente – ou um pouco maior – que o lance sugerido.

Feito isso, escolha a data de início e término da sua campanha e o orçamento total – que é o máximo que você pretende gastar na campanha. Você também poderá deixar a campanha rolando por tempo indeterminado. Ela irá encerrar quando seu orçamento total for alcançado.

Prontinho! Agora você já está preparado para iniciar suas campanhas no LinkedIn Ads! E se você quer ver mais conteúdos como esse, siga nossa Fan Page no Facebook!

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 30 mil marcas brasileiras!

Posts relacionados