Isca digital: como fazer a distribuição pelas redes sociais?

Isca digital: um homem está diante do computador sorrindo, enquanto mexe no teclado.

Imagina que você está em um mar de consumidores e os concorrentes estão tentando pescá-los, o que você faz? Usa a isca digital para tentar atrair os clientes

Uma isca digital é um conteúdo gratuito capaz de despertar o interesse do público, a ponto de fazê-lo dar algo em “troca” ao acesso do material. Quanto mais iscas você jogar, mais oportunidades de negócio você pode gerar! 

Nessa estratégia, as redes sociais são aliadas para ampliar o alcance do conteúdo e atrair mais pessoas até a sua marca. Mas para usá-las de maneira eficiente é preciso estratégia

Por que criar iscas digitais de alta conversão?  

O resultado da isca digital deve ser um lead na sua mão. Se o consumidor se interessa pelo seu conteúdo e oferece dados de contato, você já sabe que ele tem interesse naquele assunto e pode estreitar o relacionamento para fazê-lo avançar pelo funil de vendas

É um desafio, pois não está fácil conseguir a atenção dos consumidores… Eles já recebem estímulos de várias marcas e estão cada vez mais sem tempo e paciência para ouvir o que empresas têm a dizer… 

Por isso, se você quiser uma alta taxa de conversão nesse processo de gerar leads, as iscas digitais devem ser um material original e relevante para a persona. 

Existem diversos modelos e formatos de iscas digitais, sendo os principais: 

  • e-books; 
  • webinars; 
  • ferramentas; 
  • templates; 
  • estudos e pesquisas. 

O material deve agregar valor à vida da persona, com um conteúdo certo, na hora certa. Ou seja, essa recompensa digital precisa estar alinhada à etapa da jornada de compra. 

O primeiro passo é pensar nas iscas dentro da estratégia de marketing digital. A partir daí, torna-se possível fazer a divulgação e promoção desse conteúdo nos canais da marca, como as redes sociais, newsletters, pop-ups no site e CTAs no blog. 

imagem de um banner publicitário com chamada para testar o recurso impulsionar da mLabs

Como divulgar iscas digitais nas redes sociais? 

Para fazer que as iscas digitais sejam realmente eficazes, é preciso saber como construí-las e divulgá-las. Veja agora as principais dicas para isso: 

Deixe um gostinho de “eu quero” 

A primeira dica para conseguir divulgar corretamente a sua isca digital pelas redes sociais é apostar no lado emocional.

Conforme falamos, durante a produção do conteúdo de cada material rico, você precisa considerar a jornada de compras. Um e-book, por exemplo, pode ser de topo de funil ou até mesmo decisivo para o momento de compra.

Só que… nas redes sociais é difícil conseguir fazer essa segmentação no seu feed. Por isso, a grande dica é conseguir ser atraente para o máximo de pessoas possíveis.

A melhor maneira de fazer essa atração é colocar um “gostinho” do que é o conteúdo no seu feed. Mostrar um pouco do que será abordado na produção e chamar o seu público por meio de um CTA para fazer o download.

Aqui na mLabs já fizemos muito disso!

Isca digital 1: o print mostra uma publicação do Instagram da mLabs, a página é dividida em duas: a arte e a área da legenda. Em ambas há gatilhos e chamadas para que as pessoas façam o download do conteúdo.

No Instagram, por exemplo, divulgamos o material sobre “Estratégias de Marketing digital no Instagram” com um carrossel. 

No copy, apresentamos algumas informações cruciais que poderiam ser conferidas no e-book. 

Essa ação atraiu a atenção dos seguidores do Instagram que fizeram o download do material rico para entender melhor sobre o que estávamos falando.

Utilize publicações patrocinadas  

Como saber em que etapa da jornada os consumidores estão? As mídias pagas das redes sociais ajudam você nessa tarefa. Ao segmentar as campanhas, você pode definir características e comportamentos do público-alvo conforme a sua etapa na jornada. 

Veja um exemplo: se você criou um e-book de fundo de funil e deseja atingir apenas quem está no fim da jornada, pode criar uma campanha de remarketing e direcionar a quem já acessou a página do produto no seu site. 

Além de qualificarem a segmentação do público, as mídias pagas têm outras vantagens. Elas garantem maior alcance que o orgânico e, no Instagram, permitem incluir links clicáveis para levar a páginas externas. 

Os posts patrocinados podem levar os visitantes até a landing page em que a isca digital é oferecida. Mas há também formatos de anúncios específicos de geração de leads, como o Facebook Lead Ads e o LinkedIn Lead Ads. Eles incluem um formulário nativo na rede social para o usuário informar seus dados ali mesmo, sem precisar acessar um link externo. 

Use o real time para gerar engajamento 

Lembra que falamos em chegar até os consumidores com o conteúdo certo e na hora certa? Muitas vezes, a hora certa é agora! 

Real time é isto: saber o assunto do momento, o que os usuários estão falando e se apropriar disso para criar um conteúdo (a própria isca digital ou o seu post de divulgação) alinhado àquele momento. 

Assim, em vez de competir por atenção com os memes e trending topics, você também entra na conversa

A Resultados Digitais tem um case legal sobre isso. Para divulgar um ebook com dicas de SEO, a empresa aproveitou o meme que estava bombando na época:       Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Resultados Digitais (@resdigitais)

Para conseguir tráfego e conversão, os links das iscas digitais devem estar acessíveis. No Facebook, LinkedIn ou Twitter, eles podem ser inseridos nas publicações tranquilamente.  

Nesse caso, vale a pena encurtar o link para tornar a URL mais amigável (na mLabs é possível fazer isso de forma simples, com um clique). 

Já no Instagram, os links nos posts não são clicáveis — somente nos anúncios pagos ou nos stories para contas com mais de 10 mil seguidores. Então, geralmente os perfis usam o “link na bio” para fazer os usuários acessarem seus links externos.  

Nesse caso, você pode usar um agregador de links (como o Linktree), que permite incluir várias URLs. 

Planeje o calendário das publicações nas redes sociais 

Por fim, lembre-se de encaixar a divulgação das iscas digitais na programação dos outros diversos posts das redes sociais. Não use social media apenas para a geração de leads — é preciso equilibrar com outros objetivos, como awareness e engajamento. 

Para isso, planeje o calendário de publicações com a previsão das datas e horários dos posts. Pense também em diferentes canais e formatos para divulgar uma mesma isca digital — abordar os usuários mais de uma vez, com diferentes abordagens, tende a atrair mais interessados. 

Se você tem dificuldade para fazer esse planejamento, a mLabs tem algumas ferramentas para te ajudar: o calendário editorial, que permite visualizar todas as publicações planejadas na semana ou no mês, e o agendamento de posts, para não esquecer de publicar os posts. Depois, os relatórios da plataforma vão dizer o que gerou mais cliques e atraiu mais interessados. 

Percebeu a importância da isca digital na sua estratégia de marketing? E como as redes sociais podem potencializar o seu alcance? Quanto mais iscas distribuir por aí, mais chances você tem de captar interessados! 

Agora, aproveite para ler as nossas dicas de produção de conteúdo para redes sociais que vão deixar os seus posts irresistíveis!

Facebook Comments
Quer mais conteúdo como esse? Inscreva-se na nossa Newsletter!

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.

Posts relacionados