6 dicas de como anunciar no Google Ads para ter boa performance!

Como anunciar no Google Ads: em uma mesa, estão dispostos um caderno com canetas e um computador. A tela do computador está ligada na página de busca do Google, dando para ver a logo colorida em vermelho, amarelo, verde e azul da empresa.

Você pode até não entender muito de marketing digital, mas certamente já ouviu falar da importância que é aparecer nas primeiras posições do Google.

Os anúncios pagos encurtam esse caminho, mas para isso é fundamental entender como anunciar no Google Ads corretamente.

Se você já criou uma campanha no Google e teve resultados frustrantes — como baixa conversão — pode ser que os seus anúncios não estavam tão atraentes.

Para melhorar os resultados e alcançar os seus objetivos, existem algumas boas práticas que ajudam a encantar o seu público-alvo e melhorar a performance dos seus anúncios.

Continue a leitura e saiba mais sobre o Google Ads e como usá-lo de maneira estratégica para ter sucesso nas suas campanhas!

O que é o Google Ads

Google Ads, ex Google Adwords, é uma plataforma de publicidade do Google que permite criar e gerenciar anúncios não só para o buscador, mas também para uma grande rede de parceiros.

Na plataforma é possível escolher a palavra-chave, a região onde deseja exibir os anúncios, o orçamento e o público-alvo com base nos interesses dos usuários.

Os anúncios no Google Ads, quando bem elaborados, aumentam o alcance da marca com bastante precisão e torna os investimentos mais eficientes.

Sem contar que você tem o controle total da publicidade, podendo escolher o valor que deseja investir e tendo autonomia para iniciar, pausar, ajustar e retomar as campanhas sempre que achar necessário!

Tipos de anúncios no Google AdWords

Confira os 5 tipos de anúncios existentes na plataforma, cada um cumpre diferentes objetivos de marketing em diferentes formatos e canais!

  • Rede de pesquisa
  • Rede de display
  • Vídeo
  • Lojas de aplicativos
  • Google Shopping

Rede de Pesquisa

Os anúncios na rede de pesquisa aparecem Google e em sites parceiros que utilizam o mesmo sistema de busca. Eles ficam disponíveis em formato de texto e são chamados de links patrocinados.

Sabe aqueles links que aparecem acima dos resultados orgânicos, com a identificação de que se trata de um anúncio? Então, são eles mesmo!

Rede de display

Os anúncios na rede de display aparecem em sites e aplicativos parceiros do Google e redes de serviços, que exibem anúncios gráficos, dinâmicos e de vídeo em suas páginas (Gmail, Google Maps e YouTube).

Ao escolher esse formato, o seu anúncio alcança os usuários enquanto eles navegam pela Internet, e a segmentação pode ser feita por assuntos e interesses do seu público-alvo, assim o Google seleciona sites parceiros que tenham esse perfil de visitante.

Vídeo

Os anúncios em formatos de vídeo são veiculados pelo YouTube Ads – que também é grande canal de veiculação de anúncios do Google.

Você pode criar anúncios de diversas formas, puláveis ou não, que aparecem antes, durante ou depois do conteúdo principal, sobrepostos ao vídeo ou ainda como banners nas páginas e muito mais.

Lojas de aplicativos

O Google Ads também permite que você crie links patrocinados para os seus aplicativos na Google Play Store.

Dessa maneira, eles aparecem em destaque nas buscas dos usuários, de acordo com as palavras-chave que eles buscam na loja.

Google Shopping

Os anúncios no Google Shopping são exibidos nos resultados de busca na aba shopping possibilitando o acesso direto a loja virtual para efetuar a compra do produto.

Quando um usuário pesquisa por um determinado produto, o Google apresenta anúncios de lojas virtuais que estejam cadastrados no Google Shopping para aquela palavra-chave.

Banner Kit Planejamento de Campanha para Redes Sociais por Nicho de Mercado: imagem com chamada para baixar gratuitamente o material produzido pela mLabs sobre Kit de Planejamento de Conteúdo para as redes sociais

6 dicas de como anunciar no Google Ads para ter sucesso na conversão

Confira as boas práticas que selecionamos a dedo para melhorar a performance dos seus anúncios no Google Adwords.

1. Conheça as métricas a serem monitoradas

Saber como anunciar é muito importante, mas para fazer com que os seus objetivos sejam atingidos, é fundamental conhecer as principais métricas a serem analisadas.

Há algumas formas de fazer anúncio no Google: rede de display, rede de pesquisa, shopping, vídeo, app, local smart e discovery. Elas se diferem em formatos, padrões e locais que vão exibir os anúncios.

Entretanto, o que esses dois modelos de anúncios do Google Adwords têm em comum são algumas métricas importantes a serem acompanhadas:

CTR (Taxa de cliques)

O CTR ajuda você a descobrir o número de cliques que o seu anúncio, ou grupo de anúncios ou campanha, recebeu durante o período que você está analisando.

Para conseguir calculá-lo você deve fazer a simples conta:

número de cliques / quantidade de impressões

Acompanhar essa métrica é importante, pois mostra se o seu anúncio é atraente ou relevante para o seu público-alvo, sua persona ou para a palavra-chave selecionada.

CPC (custo por clique) Médio

O custo por clique é um valor que o anunciante paga para cada clique que é feito no anúncio. Esse preço varia de acordo com o grau de concorrência da palavra-chave escolhida — quanto maior, mais cara fica — e com o índice de qualidade.

Monitorar o CPC médio ajuda a compreender quantos cliques o seu orçamento diário está apto a receber — sem que ele extrapole o valor.

Quando você está em um mercado mais competitivo ou usando uma palavra-chave mais cara, o CPC médio ajuda a entender se a relação custo/benefício é positiva ou vale a pena fazer uma mudança na estratégia.

Custo/Conversão (CPA)

Como o nome sugere, essa é a métrica que vai indicar o quanto você está pagando para cada conversão que é feita no anúncio.

Ah, mas vale ressaltar uma coisa. Conversão é o que você definiu dentro da estratégia de marketing para o grupo de anúncio, ou seja, pode ser um lead, uma venda, uma ligação etc.

Taxa de conversão

Essa métrica mostra a frequência em que uma ação realizada no seu anúncio vira, de fato, uma conversão.

Para calculá-la, você precisa fazer a conta:  número de conversões / número de cliques!

2. Trabalhe a palavra-chave no título do anúncio

A palavra-chave é fundamental em toda estratégia de marketing de conteúdo.  Ela também é essencial para que o seu anúncio tenha um bom desempenho.

É por meio da palavra-chave que o seu site é encontrado nas páginas do Google, e o mesmo raciocínio é válido para os seus anúncios. Seja ele por display, por rede de pesquisa ou shopping.

Se você quer ter as suas campanhas divulgadas e aparecendo na página do Google, você precisa relacioná-las com um grupo de palavras-chaves. Essa é a base para conseguir direcionar os seus anúncios.

No caso da rede de pesquisa, o modelo oferece um anúncio exclusivamente feito por texto. São aqueles links que aparecem nas primeiras posições na página de busca do Google.

Colocar a palavra-chave no título é uma maneira de mostrar, de imediato, para o seu público a informação que está sendo procurada. Isso é mais atraente, podendo potencializar a taxa de cliques.

Ah! Uma dica importante, o próprio Google tem uma ferramenta que ajuda você a analisar as palavras-chaves mais estratégias para os seus anúncios: o Keyword Planner.

3. Invista no copy dos seus anúncios no Google Adwords

A descrição dos anúncios da rede de pesquisa do Google Ads é um local que precisa da sua atenção. A estratégia de copywriting é feita por conteúdos que considerem o cliente, convidando para uma tomada de ação.

Nos anúncios normais, os espaços para texto são formados pelo Título 1, 2 e 3 — sendo até 30 caracteres por título — e pela descrição 1 e 2 — até 90 caracteres. Já nos anúncios responsivos, são 15 caracteres por título e 4 para descrições.

É nesse espaço de conteúdo que você precisa convencer o público sobre o poder da sua marca e ofertar seu produto ou serviço.

O texto precisa ser curto e objetivo, mostrando para a pessoa o porquê de clicar no seu anúncio e como a sua marca é capaz de trazer uma solução para a dor dessa pessoa.

A melhor maneira para fazer essa estratégia de copywriting é considerar que a pessoa tem uma jornada de compra. Ela precisa descobrir a necessidade para depois considerar a sua empresa como opção.

Pense em conteúdo para cada etapa da jornada de compras

O copy ajuda a pensar em todas as etapas da jornada de compras. Se você está começando agora a fazer anúncios no Google, não deixe de considerar que nem todas as pessoas estão prontas para ouvir sobre as suas soluções.

Há palavras-chaves que se relacionam com as pessoas que ainda não sabem que precisam de algo que você oferece. Elas estão no topo do funil, ou seja, no início de uma jornada de compra.

Se você vai fazer anúncios para essa palavra-chave e esse público, é necessário pensar em abordagens que sejam diferentes da feita para pessoas que já estão procurando pelo produto que você vende.

4. Saiba para onde direcionar o seu público

Você pensou no seu conteúdo, colocou a palavra-chave no título, mas direcionou o seu anúncio para a página errada…

…imagina a decepção das pessoas que clicaram no seu anúncio procurando por uma lista de produtos e entraram em uma Landing Page com a oferta de um e-book, por exemplo?

Essa sensação pode trazer muitos prejuízos, afetando todas as suas métricas e os objetivos de marketing com os anúncios.

Por isso, tenha cuidado especial na hora de fazer o seu anúncio e linkar para a página de destino. Você precisa escolher a melhor opção para direcionar o seu público. Se você está oferecendo uma promoção, encaminhe para uma landing page que fale sobre o assunto.

5. Use o Customer Match na sua estratégia

Essa funcionalidade do Google Ads permite criar anúncios mais efetivos e com potencial de alta conversão. Com o Customer Match você faz o upload de uma lista de e-mails de clientes ou leads e eles se tornam o público-alvo dos anúncios e campanhas.

Ao importar esses e-mails, as chances de interação com os seus anúncios aumentam, visto que essas pessoas são uma audiência qualificada, por já terem interagido com a   marca em algum momento.

O Customer Match pode ser usado em quase todos os modelos de campanhas disponíveis: redes de pesquisa, shopping, YouTube e Gmail.

6. Monitore o ROI da campanha

Além das métricas que apresentamos, outra maneira de garantir que os seus anúncios rendam bons resultados é analisando o Retorno sobre o investimento — o ROI (retorno sobre investimento).

Uma das vantagens de anunciar no Google Ads é conseguir acompanhar os dados com facilidade. Para identificar o ROI, você precisa analisar o número de conversões e o custo por cliques (CPC).

O valor de cada conversão precisa ser maior do que o valor gasto para conquistá-la. Ou seja, se você gastou R$ 10,00 em cliques para fazer uma venda de R$ 15,00, significa que houve um ROI de R$ 5,00.

Dica bônus de como anunciar no Google Ads: a prática adotada pela mLabs!

Agora que falamos de algumas dicas sobre como anunciar no Google Ads, vamos falar como a gente faz na prática aqui na mLabs!

O nosso primeiro passo foi ter uma estratégia muito bem desenhada e alinhada com os objetivos de marketing.

É preciso entender quais serão os indicadores chave de sucesso para a campanha e quais são os KPIs — indicadores de performance — que vão dizer se a campanha está indo bem ou não, dentro do prazo estabelecido.

Depois de definidos esses pontos estratégicos, entendemos o nosso público e as palavras-chaves que correspondam a intenção de busca dele.

Os indicadores de CTR nos ajuda a entender se o anúncio consegue chamar a atenção e se relacionar corretamente com o que as pessoas procuram na internet.

Além disso, o CTR também nos ajuda a entender se o anúncio evidencia os diferenciais e benefícios do produto para o público que desejamos atrair.

A escolha da página de destino de cada campanha também é muito bem pensada por aqui. O objetivo é oferecer ao usuário a resposta que ele procura por meio de uma boa experiência com o site e conteúdo. Acompanhamos esse desempenho pelo índice de qualidade.

Ah, aqui vale uma dica ouro: separe as palavras-chaves por conjuntos pequenos de acordo com a semelhança entre elas e use os tipos de correspondências disponíveis — sempre opte por ampla modificada em vez de ampla. 😉

Depois, é só acompanhar os resultados e fazer a otimização frequente das campanhas para garantir que os objetivos sejam alcançados.

Viu só como uma estratégia de marketing precisa levar em consideração o uso de mídia paga para ser eficiente e gerar resultados? Todas as dicas que apresentamos de como anunciar no Google Ads te ajudarão a alcançar os objetivos.

Mas, se você quer ir além do Google Ads e aprender sobre anúncios nas redes sociais, confira o nosso Guia de anúncios de Facebook Ads e descubra como alcançar mais pessoas e tornar a marca mais conhecida onde o seu público presente!

Facebook Comments
Quer mais conteúdo como esse? Inscreva-se na nossa Newsletter!

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.

Posts relacionados