5 práticas para ter uma loja virtual de sucesso

loja virtual de sucesso

Vender pela internet é um processo que engloba muito mais do que expor seus produtos em diferentes canais (loja virtual, redes sociais, marketplaces, etc) e escolher os meios de pagamento e entrega.

Ter um e-commerce é apresentar o universo da sua marca e soluções para o seu público-alvo.

Mas como fazer isso de maneira humanizada e também lucrativa? Como abrir uma loja virtual de sucesso?

A seguir, confira cinco estratégias para conquistar seus futuros clientes e converter mais – esteja você já vendendo através de uma plataforma de e-commerce ou ainda dando os primeiros passos através das redes sociais.

1. Defina a sua marca

Você sabe caracterizar o seu público-alvo em detalhes? E definir a proposta do seu negócio em poucas palavras? Essas duas perguntas parecem simples, contudo, quando as respostas delas não são bem estabelecidas, podem gerar uma série de consequências negativas para a marca.

Se você não conhece as principais características das personas que deseja atingir (gênero, idade média, nível socioeconômico, localizações, interesses etc), todos os seus esforços irão por água abaixo, afinal, os produtos ofertados provavelmente não serão interessantes a elas.

Não determinar sua proposta de negócio, considerando a visão (o que deseja alcançar), a missão (quais meios você utilizará para alcançar a visão) e os valores (o que é essencial para trilhar tal caminho), fará com que não exista um norte para as tomadas de decisão.

Por isso, reflita sobre os seus objetivos. Por consequência, você conseguirá identificar com maior facilidade o diferencial da sua marca diante da concorrência e transmiti-lo ao seu público. Duas ações bastante eficazes para tal passo é mostrar, através das redes sociais, os bastidores da sua loja e as novidades que estão por vir.

Extra: para se inspirar, confira a proposta de negócio da Starbucks (“Nutrir o espírito humano”), consolidada desde a abertura de sua primeira loja em 1971.

2. Cuide das descrições

Divulgar os produtos em todos os meios que você tem ao seu dispor (redes sociais, WhatsApp, loja virtual, etc), como já dito, não é suficiente. Eles precisam ser não só expostos, mas também apresentados com cuidado. Isso significa que as descrições – ou legendas – devem conter informações extras, aquelas que nem as fotos de alta definição conseguem captar.

O primeiro passo para uma apresentação mais completa é listar características físicas como tamanho, modelo, cor, material e peso. Se forem muitas as particularidades, aproveite os marcadores (como travessões) para simplificar a leitura. Tenha sempre em mente que o cliente está fisicamente distante do produto, assim, quanto mais detalhes, melhor.

O segundo passo é explicar por que o consumidor deve comprar tal mercadoria. Apresente seus benefícios e como utilizá-la. Se você vende cosméticos veganos, por exemplo, destaque os prós relacionados ao meio ambiente e à pele – isso, inclusive, pode ser um dos grandes diferenciais da identidade da sua marca (referente a missão e aos valores).

Enfim, não se esqueça de destacar as palavras-chave das legendas dos produtos com hashtags (#) nas redes sociais. Elas funcionam como etiquetas e possibilitam que novos seguidores te encontrem com mais facilidade. Contudo, não exagere na marcação: 5 a 6 hashtags por descrição é o suficiente.

3. Invista em conteúdos engajadores

Além de divulgar seus produtos, lembre-se de publicar conteúdos informativos e interativos. Lotar as redes sociais apenas com propagandas fará com que seus seguidores se cansem e parem de te seguir – e não é isso que queremos, certo? Por isso, siga a Lei de Pareto.

Tal princípio tem como foco o compartilhamento de 80% de posts de entretenimento/valor e 20% de publicidade. Se você tem um negócio de roupas femininas, por exemplo, publique dicas de como combinar peças, tutoriais de customização (conhecido também como DIY), notícias do mundo da moda e próximas tendências.

Com isso, você construirá uma imagem mais sólida diante do seu público-alvo. Sua marca será vista não só como uma fornecedora de serviços e produtos, mas também como um perfil engajado, fonte de referências no seu nicho.

4. Ative o Instagram Shopping

Em 2018, segundo o relatório NuvemCommerce, as redes sociais foram responsáveis por 21% das vendas online, e o Instagram se destacou por alcançar 59% desse share. Tal conquista muito se deu devido ao lançamento do seu recurso de compras (também no ano passado).

O Instagram Shopping chegou para revolucionar a maneira de divulgar seus produtos e converter seus seguidores em fiéis consumidores. De acordo com depoimentos na própria plataforma, muitas marcas conseguiram aumentar a receita em até 8%, e as visitas em 44%. Incrível, não?

Com o objetivo mobile first, essa ferramenta permite que as contas comerciais do Instagram adicionem etiquetas com preços e links dos produtos. Se clicadas, redirecionam os usuários para a loja virtual, já na página da mercadoria escolhida – o que otimiza (e muito!) o checkout.

A partir de nove publicações com essas tags, o perfil do Instagram ganha uma aba intitulada Loja, onde reúne todos os posts voltados para compras. Além disso, é possível marcar até 5 produtos por imagem, ou 20 em carrossel (álbum).

5. Não se esqueça do pós-venda

Por fim, mas não menos importante, cuide da fidelização do seu público. Não são raras as vezes que, após uma venda fechada, o cliente é esquecido. Muito se faz para convertê-lo, mas pouco para que ele retorne. Portanto, atenção!

Utilize de todos os canais para se comunicar com o seu consumidor, especialmente o WhatsApp e as redes sociais. Antes eles eram considerados não-convencionais, contudo, se tornaram os principais meios de atendimento. Por serem mais informais, são ideais para enviar novidades e fazer o acompanhamento pós-envio dos pedidos.

Encaminhe também cupons de desconto para incentivar novas aquisições. Faça pesquisas de satisfação para compreender os campos que ainda podem ser melhorados, seja na apresentação dos produtos, meios de pagamento ou envio. Aproxime-se do seu público, afinal, é ele quem move o seu negócio e agradá-lo deve ser a sua prioridade.

E aí, preparado para ter uma loja virtual de sucesso? Aposte nas estratégias acima e coloque-as em prática. Temos certeza de que, por meio delas, você alcançará mais tráfego e, por conseguinte, vendas.

Este post foi escrito por Raquel Lisboa, editora de conteúdo na Nuvem Shop.

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 30 mil marcas brasileiras!