O que é CRO e como utilizar nas suas estratégias de marketing?

o que é CRO

Todo profissional de marketing precisa saber o que é CRO e como pode ser aplicado em suas estratégias de marketing. Isso irá ajudar a aumentar a taxa de conversão dos usuários, atingindo o que todo mundo quer: mais vendas!

A sigla significa Conversion Rate Optimization em português, Otimização de Conversão. Mas o que isso quer dizer? É o que vamos mostrar neste artigo. *que rufem os tambores*

Além de entender o significado de CRO no marketing, você também verá para o que serve e como funciona na prática. Confira!

O que é CRO?

Quando falamos sobre CRO, significa que vamos realizar várias coisinhas para otimizar seu site, e-book, landing page e outros materiais com o objetivo de melhorar a sua performance e aumentar a conversão dos usuários. 

Essas técnicas e estratégias devem fazer com que as pessoas realizem alguma ação que você tá propondo. Tipo desde preencher um cadastro no site até comprar um produto do e-commerce. 

O foco aqui não é aumentar o número de visitantes do site ou leitores do blog, por exemplo, mas, sim, o número de clientes de fato – a famosa taxa de conversão!

Sendo assim, essas estratégias de otimização de conversão devem pensar na experiência do usuário e podem ir desde um ajuste no texto de um botão até um aspecto do layout da página em si que você tá otimizando. 

Outras coisas que podem entrar nesse barco e serem otimizadas são:

  • arquitetura da página;
  • velocidade de carregamento; 
  • call to action; 
  • conteúdo; 
  • cores;
  • fontes;
  • tipo de informação; 
  • fluxo de páginas;
  • formulários;
  • títulos;
  • URL;
  • imagens; 
  • entre outras. 

Para que serve a otimização de conversão?

Bom, como te falamos lá em cima, a CRO serve para fazer exatamente o que o seu nome propõe: aumentar as conversões! 

Ele tem como objetivo proporcionar o máximo de tráfego possível e entender o que faz com que isso aconteça. Ao identificar possibilidades de mudanças e otimizá-las, você consegue perceber o que funciona melhor pro seu público. 

Consequentemente, você gasta menos grana com campanhas, layouts e outros materiais que não convertem. 

E tudo isso você consegue como? Testando, prestando atenção nos erros e melhorando! Por isso que um dos aspectos mais conhecidos na CRO é o teste A/B.

Veja mais sobre a importância do teste A/B na gestão de redes sociais, como fazer o seu primeiro teste do zero e quais as variáveis que podem ser testadas.

Como a CRO funciona nas estratégias de marketing?

Você aprendeu o que é CRO e para que serve, certo? 

Beleza, agora vamos conferir como você coloca tudo isso em prática.

Colete informações

O primeiro passo é coletar informações para depois começar a realizar os testes.

Para isso, é possível usar ferramentas de análise de métricas, enviar pesquisas para os usuários que estão navegando na página que você vai otimizar, fazer testes de usabilidade ou, ainda, entrevistar diretamente os seus clientes. 

Isso vai fazer com que você compreenda como está sendo a experiência do usuário.

Em seguida, analise os dados que coletou com foco sempre na sua buyer persona e nas características dela. Mapeie os problemas que ela encontra durante a navegação e pense em alternativas para melhorar.

Ah, outra coisa bem legal é usar ferramentas de mapa de calor, como o Hotjar e o Crazy Egg. Elas identificam em que área da página os usuários ficaram por mais tempo e onde eles mais clicam. 

Outros fatores para você olhar com carinho na hora da coleta de informações são os seguintes indicadores: 

  • taxa de rejeição: uma taxa alta pode significar que as pessoas não estão curtindo o que estão encontrando na sua página, que você não está oferecendo o que propôs ou que o conteúdo está desalinhado com a persona;
  • tempo de permanência: cuidado nessa parte. Pensando em um blog, o usuário passar um tempo lendo é um bom sinal, pois significa que você prendeu o leitor com o conteúdo. Já para páginas de conversão, captação, compra ou algo do tipo, um tempo muito alto pode significa dúvidas com relação às informações ali escritas ou ainda falta de poder de convencimento; 
  • páginas de saída: quais são as páginas com maior taxa de saída? Elas provavelmente precisarão ser enriquecidas com conteúdo e links;
  • melhores páginas por conversão: essas páginas te darão um norte a seguir. Veja o que elas têm (como botões, tipo de CTA, linguagem, etc) e tire como exemplo, pois elas são aquelas que deram certo o pote de ouro!

Entenda e teste

Você não pode apenas pegar dados isolados e tomar aquilo como uma verdade. É preciso estudá-los, compará-los e fazer um estudo profundo. 

Depois disso, você vai entender o que talvez precise mudar, e aí poderá começar os testes A/B.

Mas, veja bem, cuidado!!! Não vai mudando a página inteira de uma vez só, tá? Se não, você não vai saber de fato qual mudança que deu certo. 

Então, por exemplo, se você mudou o CTA de um botão, não mude junto a imagem da página. Primeiro testa o CTA e, depois, as fotos. 

Monitore os os resultados

Achou que essa etapa ia ficar de fora, é? Tudo no marketing precisa ser monitorado! Afinal, é assim que você mede os resultados!

Sem falar que a taxa de conversão é uma métrica fundamental em uma estratégia de CRO, obviamente.

Logo, se você alterou a posição de um botão, monitore para entender se houve alguma melhoria nas conversões. Com base nesses dados, você conseguirá implementar as mudanças necessárias para aumentar a taxa do site e ser feliz! 🥳

Com os resultados em mãos, você pode dar fim aos testes e entender qual página é a vencedora e o que de tão bom tem nela! 

Porém, não pense que acabou. A estratégia de CRO deve ser constante, pois tudo muda muito rápido, principalmente no meio digital.

Então aquele botão que você usa hoje e dá supercerto, pode não funcionar mais daqui uns meses. Por isso, as otimizações devem ser periódicas! 

Dicas de otimização para suas páginas

Separamos algumas dicas que podem fazer a diferença e fazem parte da Conversion Rate Optimization. 

Veja o que você pode fazer:

1 – Insira mais pontos de contato

Incentive o potencial cliente a entrar em contato com a empresa, seja para solicitar um orçamento ou mesmo para fazer uma pergunta.

Como fazer isso? Simples! Insira um call to action ao longo das páginas e não se restrinja apenas ao tradicional “Fale conosco”. O texto âncora da CTA pode variar e ele pode estar disposto em diferentes locais do site.

Além disso, você pode colocar um botão flutuante do WhatsApp, por exemplo.

Aqui na mLabs, temos CTAs de Teste Grátis estrategicamente posicionadas em todas as páginas do site, bem como esse botão flutuante verdinho que você pode ver na lateral direita da tela no blog. 🧡

(inclusive você pode clicar nele, se quiser, tá? 😛 hehehehe)

2 – Invista em conteúdo de qualidade

Com conteúdo de qualidade você conquista a atenção do visitante, pode educá-lo e, mais do que tudo, estabelece uma relação de confiança.

Na hora da decisão de compra, esse pode ser o seu principal diferencial.

Além disso, desenvolver conteúdo de qualidade ainda pode trazer vários outros benefícios para a marca, como a melhora de seu posicionamento nos mecanismos de busca.

Mas é importante entender o que é um conteúdo de qualidade quando o tema é conversão. 

Além das informações verdadeiras, um texto bem escrito de acordo com a linguagem do público e temas que toquem na dor dos clientes, você pode deve usar conceitos de neuromarketing para ativar alguns gatilhos mentais, como:

  • escassez exemplo: “oferta com tempo limitado”;
  • exclusividade exemplo: “oportunidade para os X primeiros”;
  • economia de tempo exemplo: “agende seus posts e ganhe tempo”;
  • provas sociais depoimentos de outros clientes.

3 – Confira a velocidade do seu site

Ninguém gosta de esperar uma eternidaaaaaade até a página carregar, não é mesmo?

Uma página pesada, lenta, acaba fazendo com que os usuários saiam dela e não voltem mais principalmente se esse acesso for feito no mobile. 

Por isso, utilize ferramentas como o Page Speed Insights e analise o tempo de carregamento de cada uma de suas páginas. Além de te mostrar um score da página, o Page Speed detalha melhorias que você precisará fazer para reduzir esse tempo. 

Dica amiga: tenha com você um programador já que muitas dessas melhorias envolverão atualizações no código. 😉

4 – Use o paradoxo da escolha

O psicólogo americano Barry Shcwartz criou essa teoria que diz que muitas opções de escolha podem confundir as pessoas e fazer com que tomem decisões menos efetivas, ou seja, que não estejam alinhadas com suas reais necessidades. 

Isso pode ser aplicado na otimização de páginas para conversão. Quanto menos opções você der ao usuário, mais fácil será dele fazer uma escolha certeira! 

Assim, você evita que ele tenha dúvidas e pode até mesmo desistir e abandonar a página (bad 😕).

Em casos que você precise dar mais de duas possibilidades, como em valores de algum plano ou parcelamento, por exemplo, destaque a opção que você mais quer vender!

5 – Menos é mais!

Seguindo um pouco a linha do que falamos do paradoxo da escolha, menos é mais, ou seja, você não precisa encher o usuário de informações. Além disso, modelos de texto em forma de lista são mais eficazes.

Por exemplo, para destacar os diferenciais daquele produto, os liste e não faça um parágrafo com várias linhas. A visualização e o entendimento ficam mais fáceis!

Uma dica massa é que, segundo a teoria de efeito de posição, o que vem primeiro e por último da lista são os pontos que mais são lembrados.  

Sabendo disso, na hora de montar o conteúdo, lembre-se de colocar as informações mais importantes nessas duas posições. 

6 –  Invista em chatbots

Os chatbots estão fazendo sucesso já tem um tempinho e, se você ainda não os utiliza, desculpe informar, mas tá ficando pra trás. 

É bem mais confortável quando temos uma possibilidade de atendimento em qualquer página que estamos navegando. E melhor ainda se ela é rápida e passa a sensação de aproximação. 

É exatamente isso que os chatbots fazem! Por estarem disponíveis em todos os momentos, o usuário não ficará perdido ou esperando uma resposta da marca por e-mail, por exemplo.

Caso surja uma dúvida, ele pode tirá-la rapidinho. E isso faz muita diferença na hora de converter!

Bom, agora que você já sabe o que é CRO e anotou todas as nossas dicas, conheça o Unbound Marketing um modelo vencedor que levou a mLabs a chegar a 155 mil clientes e tornar-se a maior ferramenta de gerenciamento de redes sociais do Brasil! ⭐

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 120 mil marcas!

Posts relacionados