Facebook Watch: conheça essa nova funcionalidade

Facebook-Watch

Os vídeos já estão dominando a internet: até 2021, eles serão responsáveis por 82% de todo o tráfego online. Mas não precisa de nenhuma estatística para confirmar: é só rolar o feed do Facebook ou olhar os grupos do WhatsApp para ver que só dá eles! Para confirmar essa onda, a maior rede social do mundo lançou a sua própria plataforma de vídeos: o Facebook Watch.

Se você gostava de assistir, curtir e comentar os vídeos que passavam pela sua timeline no Facebook, pode ficar feliz! Mark Zuckerberg pensou nos usuários e empresas que gostam de explorar esse tipo de conteúdo e criou um espaço especialmente para eles. A intenção é proporcionar uma experiência mais valiosa com os vídeos na rede social.

Agora, então, você vai saber tudo sobre o Facebook Watch e que impacto essa plataforma de vídeos pode trazer para a sua empresa.

O que é o Facebook Watch?

Liberado globalmente em 29 de agosto de 2018, o Facebook Watch é a plataforma da rede social exclusivamente dedicada ao audiovisual. Atualmente, pode ser acessado em dispositivos iOS e Android (dentro do aplicativo do Facebook) e TVs (como Apple TV e Samsung Smart TV).

Considerado um misto de YouTube e Netflix, ele permitirá que os usuários assistam a programas completos, produzidos por criadores profissionais ou usuários comuns, enquanto interagem com a comunidade.

Nas palavras do próprio Mark Zuckerberg, “assistir a um show não precisa ser passivo ― pode ser uma chance de compartilhar uma experiência e juntar as pessoas que se interessam pelas mesmas coisas”. Abaixo, você pode conferir a publicação do Facebook sobre a plataforma:

O Facebook Watch, então, foi criado para proporcionar uma nova forma de descobrir vídeos e interagir com amigos, criadores de conteúdo e outros usuários.

No comunicado oficial, Daniel Danker, diretor de produto, diz que a empresa percebeu que as pessoas gostam de encontrar vídeos no seu feed, mas também querem ter um espaço dedicado que possam acessar para ver novos conteúdos audiovisuais.

É isso, então, que o Facebook Watch oferece. Na plataforma, é possível:

  • Personalizar o feed de vídeos para ver os conteúdos mais recentes das suas páginas e criadores favoritos (“Watchlist”);
  • Descobrir novos vídeos com base no que os seus amigos estão assistindo ou no que está fazendo sucesso com a comunidade;
  • Assistir aos vídeos que você salvou na timeline e ainda não teve tempo de ver.

O Facebook também promete desenvolver experiências inovadoras com os vídeos. Com o tempo, o usuário também poderá participar deles mais ativamente e se conectar com comunidade que está assistindo a um mesmo programa.

Watch Party

Uma das funcionalidades para proporcionar uma nova experiência com os vídeos na rede social são as Watch Parties. Atualmente, elas são disponibilizadas em grupos, para que os usuários integrantes possam se conectar enquanto assistem a um mesmo conteúdo, que pode ser transmitido ao vivo ou gravado.

A intenção da rede é disponibilizar a funcionalidade, em breve, também para usuários fora de grupos e para páginas de negócios.

Como a sua empresa pode aproveitar o Facebook Watch?

Embora o Facebook tenha planos ousados para o Facebook Watch, a plataforma ainda está dando seus passos iniciais. No Brasil, as funcionalidades ainda estão limitadas à Watchlist, a vídeos recomendados e à caixa de pesquisa ― ou seja, o que você já podia acessar nas páginas ou no feed.

Mas isso não quer dizer que você deva ignorar essa novidade, ok? Com a intenção de competir com YouTube e Netflix, o gigante das redes sociais ainda deve investir pesado na evolução dessa plataforma (U$ 2 bilhões, segundo a Engadget). Por isso, fique de olho no que vem por aí!

Quais vídeos fazem mais sucesso no Facebook Watch?

Para o Facebook Watch evoluir, a rede social precisa conquistar o engajamento de criadores que publiquem conteúdos de valor na plataforma. Por isso, o Facebook está empenhado em instruir as páginas sobre como usar melhor a plataforma.

Segundo o diretor de produto Daniel Danker, os vídeos que tendem a alcançar sucesso na plataforma são os seguintes:

  • Programas onde os fãs e a comunidade participam dos vídeos;
  • Programas ao vivo que interagem diretamente com os usuários;
  • Programas que seguem um arco narrativo ou têm uma temática consistente;
  • Eventos ao vivo que engajam a comunidade.

Como inspiração, ele cita o exemplo de um programa de episódios que é centrado na participação dos fãs: Returning the Favor. O apresentador Mike Rowe busca pessoas que fazem a diferença na sua comunidade e apresenta isso ao mundo; em troca, ele faz algo incrível por elas. O mais interessante é que os candidatos que aparecem no programa são indicados pelos seus fãs.

returning-the-favor

Programas como esse estão sendo testados nos Estados Unidos e ainda não estão liberados em outros países. Mas já dá para demonstrar seu interesse em ter uma Show Page, em que você poderá publicar os episódios e interagir com a comunidade.

Portanto, são esses os tipos de conteúdo em que você deve focar para se destacar no Facebook Watch. Essa é uma chance para os negócios construírem uma audiência engajada ― e ainda ganharem dinheiro com o seu conteúdo.

Monetização da plataforma Facebook Watch

Embora ainda não tenha chegado ao Brasil, o Facebook está liberando aos poucos o programa de monetização do Facebook Watch. Portanto, futuramente você também poderá ganhar dinheiro com as suas publicações em vídeo.

A intenção é inserir intervalos comerciais nos programas da plataforma. A receita obtida com a publicidade será dividida entre a rede social e o criador do conteúdo.

Já o anunciante deve configurar seus anúncios pelo Facebook Ads. Ele poderá escolher o formato e o posicionamento do anúncio, ou usar o recurso de autoinserção (em que o Facebook seleciona automaticamente o melhor posicionamento). Os formatos liberados até o momento são mid-roll (durante o vídeo), pre-roll (antes do vídeo) ou imagem diretamente abaixo do vídeo.

Portanto, se a sua empresa limita o marketing no Facebook à publicação de imagens, é bom repensar sua estratégia. O lançamento do Facebook Watch mostra que os vídeos ganham cada vez mais força na rede social ― aliás, em toda a web! ― e podem impulsionar o seu alcance e engajamento.

Vídeos, porém, exigem um pouco mais de tempo e dedicação do que a criação de um card. Por isso, inclua esse tipo de conteúdo no planejamento para que a sua marca consiga produzir com qualidade e cumprir uma frequência de publicação. Assim, você consegue engajar o público, que sempre estará ansioso pelo seu próximo vídeo!

Agora, enquanto a plataforma não deslancha por aqui, leia o nosso Manual sobre Mídia no Facebook e Instagram e aprenda a explorar a publicidade nessas redes!

 

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 30 mil marcas brasileiras!