Como fazer remarketing no Facebook? Passo a passo para criar suas campanhas + dicas para resultados

como-fazer-remarketing-no-facebook

Para nós que entendemos as artimanhas do marketing digital (#seacha), ser perseguido por produtos e serviços que olhamos muitas vezes apenas por curiosidade pode ser bem chato – e facilmente resolvível. Já para os leigos, este recurso é um baita gatilho de compra por impulso. E é justamente por isso que aprender como fazer remarketing no Facebook é indispensável pra uma marca.

Apesar de ser um recurso também disponível em outras plataformas, como na Rede de Display do Google, o retargeting, remarketing ou muito conhecido também por Custom Audience no Facebook pelos profissionais de mídia, tem suas vantagens.

Neste post, vamos te ensinar tudo o que você precisa saber para fazer campanhas de remarketing no Facebook. Se liga!

Antes de mais nada, entenda o que é o Custom Audience no Facebook    

Remarketing, independentemente da plataforma, funciona com a premissa de mostrar produtos ou serviços visualizados no seu site ou do seu cliente em outras páginas na Internet.

De forma resumida, é como uma perseguição. Basta visualizar uma página tageada para o recurso e pronto: você não dará paz ao seu cliente em potencial até que ele realize uma conversão, atenda ao requisito definido para a campanha ou aprenda a limpar os cookies no navegador, rs – o que não é um conhecimento muito difundido para quem não é do meio digital.

O grande diferencial em aprender como fazer remarketing no Facebook está em poder perseguir esta audiência nas páginas da rede social. Considerando que, segundo a própria plataforma, cerca de 62 milhões de pessoas acessam suas contas diariamente, não dá para desmerecer o potencial desse recurso, né?

Porém, existem outras vantagens em fazer retargeting na maior rede social do mundo. Todas elas ligadas à capacidade de segmentação:

  • Poder utilizar sua base de e-mails, ID do Facebook ou número de telefone de seus potenciais clientes;
  • Criar uma lista com base em pessoas que acessam o seu site ou uma página específica;
  • Selecionar para a lista pessoas que tomaram uma determinada ação num aplicativo do cliente.

Além de ter um custo consideravelmente mais baixo que outros canais ou campanhas de mídia, o remarketing no Facebook ainda gera um engajamento médio três vezes maior que os demais anúncios da plataforma, segundo a Wordstream.

amazing-gif-13

E sabe porque campanhas de Custom Audience funcionam tão bem? Imagine uma situação cotidiana: você e o crush. Se o primeiro encontro foi legal, você não vai muito mais motivado para o segundo?  

Pois é! Deixando o date de lado, a linha de raciocínio é a mesma. Você já está familiarizado, até gostou do que viu, mas por diversos motivos não comprou o que pesquisou ainda. Quando aquele item começa a te “perseguir”, é o universo falando pra você comprar muito mais fácil você ser convencido que ele precisa ser seu.

Mas e aí, como fazer remarketing no Facebook?

A essa altura você já entendeu que esse tipo de campanha não pode ficar de fora da sua estratégia, né? Mas e aí, você sabe como fazer remarketing no Facebook? Se não, agora é a hora de aprender! 

Criando um público personalizado para a sua campanha  

São poucos e fáceis os passos para criar a sua campanha de remarketing no Facebook. O primeiro deles é a criação do público personalizado, ou seja, as listas conforme a segmentação almejada para o anúncio.

Você pode escolher a segmentação por diversos critérios, assim como em outras campanhas de Facebook Ads. Algumas ideias são:

  • Acesso a uma página específica de produto;
  • Visualização de uma página do seu blog;
  • Compradores de um determinado produto, que podem ter interesse em outro;
  • Desistentes de compra no check-out de um e-commerce;
  • Dados demográficos;
  • Inscritos em sua newsletter; etc.

Para isso, você precisa acessar o Gerenciador de Anúncios do Facebook e seguir os seguintes passos:

  •       No canto esquerdo superior da tela, clique no MENU;
  •       No campo ATIVOS, selecione PÚBLICO;

remarketing-no-facebook

  •       Selecione no canto esquerdo CRIAR PÚBLICO;
  •       Clique em PÚBLICO PERSONALIZADO;

emarketing-no-facebook-publicios-personalizados

  • O próximo passo é escolher no pop-up, como ilustrado a seguir, como será a segmentação. É aqui que você indicará a escolha da lista conforme o pixel do Facebook. Basta selecionar a opção TRÁFEGO DO SITE:

remarketing-no-facebook-público-personalizado

  • Se você nunca criou uma campanha na vida e ainda não tem um pixel do Facebook, você deverá seguir os passos sugeridos nesta fase para criar e implementar o seu.
  • Na página a seguir, é a hora de parametrizar quem deverá ver a sua campanha de remarketing no Facebook.  Você pode escolher pessoas que atendam a todos os critérios que você escolher, ou que atendam a qualquer um deles. Captou a diferença? Esses critérios podem ser “todos os visitantes do seu site”, !pessoas que visitaram páginas específicas” (pode ser a página de um produto ou conteúdo, por exemplo) ou “visitantes por tempo gasto”. Você também poderá definir mais de um critério, caso queira segmentar ainda mais sua campanha. Depois que configurar isso, dê um nome para esse público e clique em CRIAR PÚBLICO.

remarketing-no-facebook-4

Agora, se você travou na parte do pixel do Facebook (meus poderes paranormais previram que isso poderia acontecer), segue comigo.

Você já manja do pixel do Facebook?

Como diz aquele santo livro “o pixel do Facebook é o nosso pastor e todos os dados que precisamos para criar a campanha ele nos dará”.

Em outras palavras: o pixel do Facebook é um código gerado pelo Facebook que, uma vez inserido no seu site, passará a coletar dados sobre o comportamento do público a partir das suas campanhas na rede social. E para que você consiga criar campanhas de remarketing, você precisará desses dados.

Essa linha de código precisará ser inserida no header do site. Se eu estiver falando grego pra você, seja humilde e chame os universitários desenvolvedores. Amor por essas pessoas que fazem magicamente sites, apps e todos os paranauês da tecnologia. Eles saberão o que fazer.

Agora, se o seu site é em wordpress, veja neste post como implementá-lo!

O importante aqui é você entender que ao inserir no pixel o seu site poderá monitorar as visitas que recebe e criar as listas necessárias para as campanhas de remarketing, selecionando o público personalizado conforme a estratégia.

Contudo, também é possível criar uma campanha por meio das interações do usuário com suas estratégias no próprio Facebook – e Instagram, por motivos óbvios, né?

Apesar de ser menos utilizado, você consegue impactar novamente pessoas que interagiram com algum conteúdo da sua Fan Page, visualizaram vídeos, mandaram sinal de fumaça mensagem… Mas, o mais comum ainda é instalar o pixel nas páginas do seu website. 

Criando a sua campanha de remarketing

A criação da campanha para remarketing segue os mesmos passos de outros formatos de anúncio do Facebook. O segredo está em selecionar o público personalizado criado especificamente para a campanha:

  • Selecione CRIAR ANÚNCIO no canto superior direito da tela (em verde);
  • Selcione o público criado para a campanha de remarketing;
  • Determine o POSICIONAMENTO ou objetivo da campanha;
  • Inclua diferentes formatos/modelos para testar qual tem a melhor performance;
  • Defina o orçamento e a duração da campanha, e voilà!

Se você quiser entender esse processo de criação de campanhas com mais detalhes, veja nosso post sobre Facebook Ads. Ele é bem completo!

Agora que você já sabe como criar uma campanha de remarketing no Facebook, algumas dicas!

Só saber como fazer remarketing no Facebook não será suficiente para o seu sucesso. Se liga nas dicas abaixo pra lacrar de vez #camaradage:

  1. A estratégia é válida para novas compras e funciona muito bem, mas também gera muito resultado para upselling ou compras relacionadas;
  2. Descontos e promoções para quem não comprou de primeira no seu site tendem ao sucesso;
  3. Use o remarketing também para relacionamento com seus clientes mais fiéis. As campanhas são mais baratas e esta é uma excelente forma de impactá-los “em primeira mão”;
  4. Copy de exclusividade, prioridade e escassez, gerando urgência, também funcionam bem.

Gostou das nossas dicas? Aproveite para saber mais sobre dark posts no Facebook e aprenda como aplicar mais um recurso de sucesso em sua estratégia!

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 30 mil marcas brasileiras!

Posts relacionados