O que é Neuromarketing?

Neoromarketing

Entender o Neuromarketing é fundamental para qualquer marca. Com ele, você consegue conhecer muito melhor o seu público e saber qual a real necessidade e o verdadeiro interesse do seu consumidor.

Pensando nisso, fizemos um texto explicativo sobre o assunto e abordamos diversas dicas de como aplicar a teoria do Neuromarketing. Veja:

Conceito

Basicamente, o neuromarketing é um o estudo da neurociência comportamental para fins voltados ao marketing, ou seja, você investiga o cérebro do seu consumidor e usa as informações em prol da sua empresa/marca. Todo esse conhecimento é obtido a partir de exames de neuroimagem.

Essa técnica do marketing está sendo cada vez mais usada. Afinal, os estudiosos já revelaram que 95% das decisões são feitas diretamente em nosso inconsciente. Por isso, é extremamente necessário entender como conquistar o consumidor e fazer com que ele decida pelo seu produto de forma direta e indireta.

Como trazer essa teoria para a prática?

Antes de qualquer coisa é necessário entender como seu público compra. Por exemplo, as mulheres são compradoras fieis e valorizam o coletivo. Elas também têm uma necessidade grande de trocar experiência com outras pessoas.

Depois de entender essas características, chega o momento de desenvolver as técnicas para atender as expectativas dessas consumidoras. Mensagens que envolvam emoção, ações que despertem o coletivo e campanhas onde há compartilhamento de ideias é uma ótima saída!

Já os homens são indivíduos mais práticos, objetivos e valorizam experiências que envolvam seu lado motor. Portanto, campanhas que vão direto ao ponto, que respondam de forma breve porque o produto é útil para eles, são excelentes ideias!

Além disso tudo, existe uma técnica muito usual no neuromarketing: os gatilhos mentais, que são técnicas de persuasão que unem o lado social ao emocional, ou seja, ajudam o consumidor a tomar uma decisão de forma mais direta e rápida.

Algumas frases são muito comuns quando tratamos sobre os gatilhos mentais. Quando o assunto é escassez, por exemplo, as marcas costumam usar: “Vagas limitadas” ou “Poucas vagas”, tudo isso para despertar emoção no público e fazer com que ele tome a decisão da compra.

Principais vantagens

O neuromarketing pode trazer inúmeras vantagens para a sua marca. Listamos as principais:

– Aprimoramento das técnicas de marketing;

– Maior entendimento da mente do seu consumidor;

– Oferecer o que seu público realmente tem interesse;

– Vantagem competitiva em relação as outras marcas que não fazem uso do neuromaketing.

Gostou das nossas dicas? Acompanhe nossa página no Facebook e não deixe de testar gratuitamente a nossa ferramenta: https://www.mlabs.com.br/