O que é CRO e como utilizar?

o que é CRO

Você sabe o que é CRO? A sigla quer dizer “otimização de taxa conversão” e se refere a uma série de estratégias que visam melhorar a conversão em sites e Landing Pages.

Aqui na mLabs nós sempre dissemos que, para alcançar o sucesso, você precisa analisar todas as métricas de seu negócio. Como diz o ditado, aquilo que não pode ser medido, não pode ser gerenciado. E, muito menos, otimizado.

Justamente por isso, um dos pilares do CRO é a análise de métricas e indicadores chave de performance. A partir deles, é possível entender os problemas de um site e aplicar técnicas para melhorar a experiência de conversão.

Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe esse post! Vamos te explicar o que é CRO, porque ele é tão importante e como aplicar em um site.

Afinal, o que é CRO?

CRO é uma sigla para o termo em inglês Conversion Rate Optimization. Em português, otimização da taxa de conversão.

Ele consiste em trabalhar em cima da experiência do usuário do seu site com o objetivo de transformá-lo em:

  • Cliente – para um e-commerce, por exemplo, uma conversão significa uma compra efetiva.
  • Lead – em uma estratégia de Inbound Marketing, um dos objetivos principais é a conversão de visitantes em leads.
  • Tester / Assinante – negócios do modelo SaaS (Software as a Service), como a mLabs, por exemplo, precisam converter testers e assinantes.

Ao contrário do que muitos profissionais imaginam, é essencial aplicar o conceito em todas as páginas de um site, e não apenas em landing pages ou na home. Inclusive, seu objetivo de conversão pode ser diferente dependendo da página do site.

Landing Pages de ebooks tem como objetivo atrair downloads para converter leads. Já a página de Planos e Serviços desse mesmo site, terá como objetivo converter clientes. Entende a diferença? Cada página de um site deve ser otimizada para um momento específico do funil.

Antes de saber como aplicar CRO, primeiro, é preciso entender que um projeto de CRO pode ser dividido em quatro fases:

    1. análise dos dados do site e da empresa em questão;
    2. desenvolvimento de hipóteses a partir dos dados coletados;
    3. realização de testes;
    4. mensuração de resultados.

Por que a Otimização da Conversão é importante?

Agora que você já entende o que é CRO, chegou a hora de saber mais sobre sua importância e aplicação.

Todos nós sabemos que, nos dias de hoje, o consumidor que compra on-line não busca só preço baixo. Ele também quer um site que ofereça uma boa experiência de navegação.

De acordo com a Consumer Commitment Index, pesquisa realizada pela Officina Sophia Retail, 86% dos consumidores pagariam mais por uma experiência de compra on-line melhor.

E são vários os pilares que compõem uma boa experiência on-line. Isso envolve layout, arquitetura da informação, velocidade de carregamento das páginas, CTA’s e, é claro, a qualidade do conteúdo.

Se você trabalha com marketing digital, precisa prestar atenção nesses itens. Afinal, de nada adianta atrair novos visitantes com campanhas pagas, por exemplo, se seu tráfego não gerar vendas.

Vale investir em estratégias que proporcionem uma boa experiência do usuário caso seu tráfego esteja bom, mas suas taxas de conversão não.

Quando falamos em investir em CRO, falamos de uma estratégia que pode trazer mais eficiência para o seu funil de vendas, te ajudando a alcançar suas metas mais facilmente.

Como utilizar o CRO em meu site?

De nada adianta entender o que é CRO se você não sabe como aplicar o conceito em seu site, não é? Veja algumas dicas práticas que separamos:

1. Insira mais pontos de contato

Incentive seu potencial cliente a entrar em contato com a sua empresa, seja para solicitar um orçamento ou mesmo para fazer uma pergunta.

Como fazer isso? Simples! Insira um call to action ao longo das páginas e não se restrinja apenas ao tradicional “Fale conosco”. O texto âncora da CTA pode variar e ele pode estar disposto em diferentes locais do site.

Aqui na mLabs, temos CTAs de Teste grátis estrategicamente posicionadas em todas as páginas do site, bem como esse botão flutuante verdinho que você pode ver na lateral direita da tela no blog.

2. Invista em conteúdo de qualidade

Com conteúdo de qualidade você conquista a atenção do visitante, pode educá-lo e, mais do que tudo, estabelece uma relação de confiança.

Na hora da decisão de compra, esse pode ser o seu principal diferencial.

Além disso, desenvolver conteúdo de qualidade ainda pode trazer vários outros benefícios para o seu negócio além do aumento da taxa de conversão, como a melhora de seu posicionamento nos mecanismos de busca.

Mas, é importante entender o que é um conteúdo de qualidade quando o tema é conversão. Além de ser um conteúdo que aborda usuários no momento certo, é um conteúdo que aproveita conceitos de neuromarketing, como:

  • Escassez (“oferta com tempo limitado”)
  • Exclusividade (“oportunidade para os X primeiros”)
  • Economia de tempo (“agende seus posts e ganhe tempo”)
  • Provas Sociais, etc.

3. Confira a velocidade do seu site

Ninguém gosta de esperar uma página carregar, não é mesmo?

De acordo com uma análise realizada pela Aberdeen Group, usuários esperam, em média, dois segundos para sua página carregar. A partir de três segundos, cerca de 40% deles abandonam o seu site.

Garantir uma velocidade de carregamento rápida é ainda mais importante quando o acesso a um site é feito via tablet ou smartphone. Por isso, utilize ferramentas como o Page Speed Insights e analise o tempo de carregamento de cada uma de suas páginas.

Além de te mostrar um score da página, o Page Speed detalha melhorias que você precisará fazer para reduzir esse tempo.

Dica: tenha com você um programador já que muitas dessas melhorias envolverão atualizações no código.

4. Entenda a experiência do usuário dentro do seu site e faça testes

Esteja preparado para criar os seus próprios testes.

Primeiro, estude bem o comportamento da sua persona e levante os possíveis problemas que ela encontra durante a jornada de compra.

Depois, utilize ferramentas de mapa de calor como o Hotjar e o Crazy Egg para entender como é o comportamento dos usuários dentro do seu site. Com elas, você descobrirá o caminho do usuário, entenderá onde ele clica e como ele consome o conteúdo. Essa análise cuidadosa te ajudará a descobrir falhas do site, dificuldades de navegação e pontos críticos.

A análise do comportamento do usuário através do Google Analytics também é fundamental. Analise dados como:

  • Taxa de Rejeição: se ela estiver muito alta, você provavelmente precisará revisar links internos, CTAs e conteúdo. Lembrando que, nem sempre, um Bounce Rate alto é um problema. Para blogs, por exemplo, é muito comum ter essa métrica acima de 70%. Para sites e páginas de vendas, ela certamente precisa ser menor;
  • Páginas de Saída: quais são as páginas com maior taxa de saída? Elas provavelmente precisarão ser enriquecidas com conteúdo e links;
  • Melhores Páginas por Conversão: abrace essas páginas e tente entender, de fato, o que faz delas tão boas para conversão. Pode ser conteúdo, copy, imagens, botões, entre outros;
  • Tempo de permanência nas páginas: o usuário ficar muito tempo em uma página pode ser bom ou ruim, e isso depende do conteúdo da página. Se é uma página do blog, com um conteúdo rico e detalhado, significa que ele está, de fato, consumindo o conteúdo, o que é ótimo. Mas, se é uma página de compra ou conversão de leads, por exemplo, pode ser que o usuário esteja com dúvidas ou dificuldades de encontrar alguma informação importante. Para entender a fundo isso, analise o comportamento específico desse tipo de página com as ferramentas de mapa de calor.

Lembre-se de que não existe uma fórmula mágica para otimizar a conversão da sua página. Então, qual é a nossa principal dica? Teste, teste e teste.

O importante aqui é testar uma variável por vez. Se você mudar a cor de um botão e uma imagem ao mesmo tempo nunca saberá qual mudança impactou na melhoria de resultados.

Então, teste primeiro duas cores de botão e adote o vencedor. Depois, teste a imagem, e assim por diante.

5. Acompanhe sua taxa de conversão e monitore tudo

Nós já dissemos isso, mas é sempre bom repetir: é preciso acompanhar todas as métricas do seu negócio para encontrar aquelas que são mais relevantes para o seu sucesso.

E a taxa de conversão é uma métrica fundamental em uma estratégia de CRO.

Se você alterou a posição de um botão, monitore para entender se houve alguma melhoria nas conversões!

Com base nesses dados, você conseguirá implementar as mudanças necessárias para aumentar a taxa de conversão do seu site.

Agora que você já sabe o que é CRO, conheça também outras importantes estratégias de marketing digital para toda as etapas do funil!

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 30 mil marcas brasileiras!

Posts relacionados