Branded Content: o que é e como fazer?

Marketing Digital

9 min. de leitura

Autor

Por Autor Convidado

Publicado em 2 de março de 2020 | Atualizado em 27 de maio de 2021

Sabemos que para fazer Branded Content é preciso encantar os consumidores, mas não está nada fácil conquistar a atenção deles atualmente.

Eles estão cada vez mais difíceis e não aceitam qualquer coisa!

Basta pensar em nós mesmos como consumidores, quando queremos comprar um bem valioso como um celular, por exemplo, o que fazemos?

  • comparamos preços;
  • consultamos os concorrentes;
  • pesquisamos em blogs;
  • assistimos previews no YouTube.

Afinal, não queremos um celular meia boca, não é mesmo?

Um dos grandes desafios de quem faz marketing nas redes sociais é seguir o ritmo do consumidor em constante evolução, com formas inovadoras e respostas rápidas para encantá-los.

Foi então que surgiu o Branded Content, uma estratégia relativamente nova que estourou nos últimos anos e tem trazido muitos benefícios para as marcas.

E vai por mim, você não quer ficar de fora dessa!

Neste post, vamos mostrar o que é Branded Content, quais são os seus benefícios e algumas formas de aplicar essa estratégia na prática. Dá uma olhada!

O que é Branded Content?

Ao traduzirmos o termo, chegamos a “conteúdo de marca”, mas o que isso significa?

Conteúdo de marca consiste em ações, estratégias e conteúdos que focalizam totalmente na imagem da marca, sem necessariamente citar seus produtos ou serviços.

Ou seja, nada mais é que uma estratégia que trabalha a imagem da marca frente ao mercado e consumidores.

Grandes marcas como Heineken e Starbucks fazem isso muito bem, realizando ações de marketing que tem como objetivo não as vendas em si, mas sim melhorar a imagem da marca.

As ações em questão podem ser desde eventos com atividades para entreter o público, até conteúdos de blog, vídeos e anúncios em redes sociais.

Mas o Branded Content não poderia ser chamado de propaganda então? 🤔

Não! Ele envolve a propaganda, porém o grande objetivo dessa estratégia não é a venda de produtos ou serviços. Portanto, os “conteúdos de marca” divergem muito de ações meramente promocionais.

Benefícios do Branded Content

Os benefícios de fazer Branded Content são infinitos!

Se bem feito, esse trabalho pode colaborar significativamente com o crescimento da marca, gerando reconhecimento, relevância e autoridade no mercado.

Isso porque, ao associar a imagem da marca com experiências encantadoras para o público, a marca ganha muito mais relevância e passa a ser bem vista pelos consumidores.

Essa estratégia permite o desenvolvimento de uma relação de confiança mútua, que traz grandes vantagens competitivas para a marca.

Além disso, a marca fica na memória dos consumidores!

Isso porque, devido à experiência e informação relevantes que receberam em ações de Branded Content, eles têm mais chances de lembrar da marca sempre que virem algo associado a ela.

Pense no pode de influência que isso tem! 💥

Ao relembrar da marca, o consumidor tem um senso de familiaridade com ela, isso está ligado à experiência anterior que ele teve com a marca. Um fator de fortíssima influência em decisões de compra, por exemplo.

Diferença entre Branded Content e Marketing de Conteúdo

É comum que as pessoas se confundam entre as duas estratégias. Afinal, as duas não utilizam conteúdos?

Apesar de ambas estratégias trabalharem com conteúdo e colaborarem com o reconhecimento da marca, o Marketing de Conteúdo tem outros focos, que o distancia de Branded Content.

Por exemplo, um dos principais objetivos do Marketing de Conteúdo é guiar o usuário corretamente através do funil de vendas, para então levá-lo à conversão.

Ou seja, um dois maiores focos do Marketing de Conteúdo é incentivar as vendas a longo prazo, atraindo consumidores qualificados e preparados para converter.

Não só isso, o Marketing de Conteúdo também tem outros objetivos bem diferentes dos de Branded Content como estudar o público-alvo, fidelizar clientes, gerar leads, atrair parcerias e vários outros.

Banner Marketing de Conteúdo: Imagem anunciando uma aula grátis sobre marketing de conteúdo para as redes sociais com fotos dos especialistas Rafael Rez e Rafael Kiso

Como produzir o conteúdo de marca?

Agora, que você já conheceu os benefícios do Branded Content e a diferença entre ele e o Marketing de Conteúdo. Veja como faço para produzir conteúdos de marca que trazem resultados!

Faça conteúdos inspiradores

Conteúdos inspiradores costumam ser muito cativantes. Através deles, é possível atrair muitas pessoas, e trabalhar para que elas se identifiquem com a mensagem que foi passada.

Essa é uma das melhores formas de motivar os consumidores e deixá-los mais confiantes em relação à marca.

Um exemplo de ação de Branded Content muito positiva é a campanha Dove Real Beauty Sketches, da marca Dove.

Em abril de 2013, a Dove desenvolveu um vídeo de Branded muito interessante, em que trouxe um artista forense para entrevistar individualmente um grupo de mulheres.

No vídeo, ele pede para que as mulheres se descrevam, enquanto ele as desenhava como foi descrito. Na sequência, é pedido que outra pessoa descreva a mulher, e o artista também faz o desenho conforme a descrição.

O resultado é surpreendente, pois ambos retratos destoam muito. Enquanto o descrito pela própria mulher ressalta características negativas, o segundo apresenta uma versão mais bela e condizente com a realidade.

Esse tipo de ação comove o público e é muito positivo para a marca, que é citada apenas ao final do vídeo.

Não fale sobre você

Apesar de o foco estratégico do Branded Content ser a marca, é importante evitar enfatizá-la durante a campanha.

Quanto mais natural for a aparição de seus produtos e serviços como soluções viáveis para problemas usuais, melhor! Tudo isso sem forçar muito a barra.

Falar só da marca e como ela é boa pode não ser tão relevante para grande parte do público.

Veja o exemplo de como a Nike usou estratégias de Branded Content em suas famosas campanhas “Just do it”.

O foco da campanha não é marca em si, mas a mensagem que ela queria passar, apresentando personalidades motivadoras como esportistas para cativar o público. Dá uma olhada em um dos seus vídeos!

Crie personagens com quem o público se identifique

Desenvolver um personagem que se aproxime do público é essencial para criar uma conexão com os consumidores, fazendo com que eles se identifiquem com a marca.

O documentário da marca de equipamentos para aventureiros e exploradores, Patagonia, é um bom exemplo disso.

Ele conta a história de 7 aventureiros e mostra um senso de harmonia que eles possuem com os equipamentos da marca no dia a dia.

Os personagens mostram as suas rotinas, suas dificuldades e, o principal, a paixão que ambos sentem pelo que fazem. Desta forma, o documentário se aproxima da realidade do público alvo.

Destaque os benefícios do produto ou serviço

É possível destacar benefícios do produto ou serviço da marca de forma discreta e, ao mesmo tempo, eficaz.

Para isso há uma técnica milenar que você provavelmente já ouviu falar: Storytelling, ou simplesmente contar histórias.

Ao contar uma história envolta do produto ou serviço, é possível fixar a atenção dos espectadores, além de despertar emoções e sentimentos positivos, que são então atrelados à marca.

Tá, mas cadê o exemplo?

A Universidade de Phoenix fez uma campanha chamada “A Career Outside Football” (uma carreira fora do futebol americano).

Na campanha um famoso jogador da NFL conta a história de quando estudava na universidade e teve que lidar com dificuldades familiares, viajando o mundo inteiro.

Mesmo assim, ele conta que conseguiu concluir seus estudos graças ao sistema online que a universidade proporciona a seus alunos, ele conseguiu se graduar e vencer muitos desafios.

Através dessa história, a marca põe em destaque o serviço de graduação online de forma discreta, através de uma história comovente e inspiradora.

Personifique os valores da marca

Não adianta desenvolver valores maravilhosos e registrá-los como marca da empresa, mas não fazer nada para seguí-los.

Ao personificar os seus valores, a marca se aproxima do público alvo e deixa uma imagem mais “humana”. Além de, na maioria dos casos, receber feedbacks positivos.

Um belo exemplo disso é o evento Urban Jungle que a Heineken criou para comunicar os seus valores relacionados à preservação ambiental e, de fato, colaborar com a causa.

Além de conscientizar o público sobre o desmatamento, a marca os convida para doar uma arvore para um projeto da Fundação SOS Mata Atlântica.🌱

Branded Content: imagem do site da campanha Urban Jungle da Heineken

Dessa forma, a Heineken se aproxima mais das pessoas que se identificam com os mesmos problemas. Pois ela demonstra que está no mesmo barco que os consumidores, assim, ganhando sua confiança.

E aí, gostou de conhecer mais sobre o Branded Content e já quer colocar em prática? Antes, veja quais são as tendências e apostas para o mercado digital e crie uma estratégia certeira!

Testar a mLabs

Quer mais conteúdo como esse?

Inscreva-se na nossa Newsletter!

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.