LinkedIn Stories: conheça o novo recurso que vem por aí!

linkedin-stories

LinkedIn Stories é a próxima fronteira para as publicações de histórias que duram apenas 24 horas. Depois de Snapchat, Instagram, Facebook e WhatsApp, agora é a maior rede social profissional do mundo que adere ao formato.

Quando o Snapchat surgiu, o aplicativo se tornou uma febre. Adolescentes foram os mais atraídos pelas publicações que ficavam no ar por apenas um dia e permitiam adicionar stickers para descontrair o post.

Ninguém imaginava, porém, que as Stories seriam um fenômeno a ser replicado  nos maiores gigantes da social media: Instagram, Facebook e WhatsApp.

Muito menos se imaginava que um formato tão descontraído de comunicação chegaria a uma rede social mais séria e focada no profissional. Mas o LinkedIn já está em fase de testes para inserir esse recurso na sua plataforma.

Quer saber como vai funcionar essa ideia? Entenda agora quais são os planos da rede em relação às LinkedIn Stories.

LinkedIn Stories: que história é essa?

Embora você provavelmente não tenha visto, as LinkedIn Stories já existem. Porém, elas estão disponíveis apenas para estudantes universitários dos Estados Unidos, ainda em fase de testes.

Quem trouxe essa informação foi o site TechCrunch, que ouviu os planos de Isha Patel, gerente de produto do LinkedIn. Matt Navarra, consultor de social media, também informou sobre os testes em seu Twitter:

linkedin stories

Ao que parece, na plataforma, as Stories vão se chamar “Student Voices”. A ferramenta permite que os estudantes publiquem pequenos vídeos (fotos não são permitidas) sobre suas experiências acadêmicas, como estágios, bolsas de pesquisa e participação em feiras e seminários.

Esses vídeos aparecem no topo do seu perfil e compõem a sua Campus Playlist. Então, os usuários podem navegar nas playlists de cada universidade e da sua rede de contatos.

Um diferencial em relação às outras redes sociais é que as publicações não duram apenas um dia. Elas desaparecem da playlist somente depois de uma semana, e ainda ficam disponíveis permanentemente no perfil de cada usuário.

Será que o LinkedIn ganha pontos por adicionar um pouco de originalidade ao recurso das Stories, em vez de simplesmente replicá-lo? :)

Por que o LinkedIn planeja adotar as Stories?

O mercado de redes sociais é concorrido. Embora cada uma tenha seu público e suas características, todas elas batalham pela atenção dos usuários e pelas verbas dos anunciantes.

Mark Zuckerberg ― dono do Facebook e do Instagram ― investe pesado para manter sua liderança. Não é por acaso que, ao perceber o sucesso do Snapchat, logo replicou sua principal funcionalidade nas suas redes sociais. A intenção era atrair o público jovem que já estava aficionado pelo aplicativo. E o movimento surtiu efeito.

Por isso, há quem diga que os planos do LinkedIn podem ser uma tentativa de se aproximar dos jovens e, assim, acirrar a concorrência entre as redes sociais.

E por que, para o LinkedIn, é tão interessante se aproximar dos jovens?

Uma coisa é certa:  eles são os futuros candidatos e empregadores em que a plataforma mira.

Ao usar o LinkedIn desde a faculdade, os estudantes já chegam ao mercado de trabalho com uma rede de contatos mais robusta, com um perfil profissional mais completo e já habituados a utilizar a rede no seu dia a dia.

Este é outro desafio que a plataforma enfrenta: fazer com que o uso do LinkedIn seja mais frequente. Hoje, o que se percebe é que as pessoas apenas acessam a rede quando buscam emprego ou quando querem encontrar algum contato. É bem diferente do que acontece no Facebook e no Instagram, que são acessados diariamente.

As LinkedIn Stories, portanto, seriam uma forma de fazer os usuários utilizarem a rede com mais frequência e por mais tempo.

Porém, o TechCrunch levanta uma questão interessante. Inicialmente, as Stories foram criadas no Snapchat para fazer publicações descontraídas, sem compromisso com imagem ou reputação. Afinal, elas só duram 24h mesmo!

Mas a intenção do LinkedIn é que os estudantes adotem o recurso para construir uma imagem profissional frente à sua rede de contatos e a potenciais recrutadores.

Portanto, o recurso pode confundir alguns usuários. Eles podem usar as Stories como em outras redes (e publicar vídeos constrangedores…) ou maquiar as suas publicações apenas para se autopromover, sem qualquer autenticidade. É uma questão a se pensar, não é?

Como aproveitar as LinkedIn Stories na sua carreira de social media?

Gostou de saber da novidade? Então fique de olho, pois as LinkedIn Stories ainda não têm data de lançamento, mas podem ser liberadas a qualquer momento.

Essa pode ser a sua oportunidade de construir uma imagem profissional de maneira diferenciada e, principalmente, mais autêntica. Mostre quem você realmente é, sem forçar a barra para conquistar as empresas. Assim, os recrutadores tendem a oferecer oportunidades mais alinhadas ao seu perfil.

Se posicionar como influenciador no LinkedIn pode ser algo extremamente vantajoso, especialmente se você tiver um perfil agregador e souber entregar conteúdo valioso.

As LinkedIn Stories ainda não têm previsão de serem disponibilizadas para Company Pages. Porém, esse recurso também pode estar nos planos da plataforma.

Se acontecer, certamente abrirá portas para empresas nessa rede social!

Não seria interessante divulgar um programa de estágio pelas LinkedIn Stories? Ou mostrar os bastidores da empresa de maneira descontraída para atrair talentos jovens? A imagem da marca se tornaria mais leve diante desse público.

E você, o que pensa sobre a ideia das LinkedIn Stories? Será que a plataforma está dando um passo positivo? Como você espera aproveitar esse recurso? Comente abaixo!

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 30 mil marcas brasileiras!

Posts relacionados