Como escolher uma boa ferramenta de gestão de mídias sociais

como-escolher-uma-boa-ferramenta-de-gestao-de-midias-sociais.jpeg

Entre as diversas estratégias de marketing digital que podem e devem ser otimizadas por meio de ferramentas, a gestão de mídias sociais é uma das mais essenciais.

As empresas e, principalmente, as agências de publicidade costumam gerenciar vários perfis em diferentes redes sociais ao mesmo tempo — algo que resulta em muito trabalho.

Por isso, o apoio das ferramentas é importante para reduzir e automatizar grande parte do trabalho manual, centralizar essa gestão em um único ambiente e oferecer mais inteligência ao seu gerenciamento de redes sociais.

Ainda assim, uma dúvida fica no ar: como saber qual a plataforma ideal para administrar e monitorar as mídias sociais da minha empresa e/ou clientes?

No artigo de hoje, você conhecerá 8 critérios para avaliar antes de contratar uma ferramenta de gestão de redes sociais. Confira!

Busque a opinião de outros clientes

Assim como os consumidores costumam avaliar produtos e serviços diversos, você também deve consultar a opinião de outros clientes quando se trata de uma plataforma de gestão de mídias sociais.

Essas referências costumam ser mais espontâneas e reais do que as peças publicitárias das empresas. Afinal, elas podem trazer pontos de vista que nem sempre são explorados na promoção desses sistemas.

É importante considerar o que tiver de mais relevante nas críticas, reclamações, elogios e depoimentos. A propósito, você pode até fazer um quadro e dividir os prós e contras de acordo com as avaliações dos clientes.

Mas onde é que você pode buscar essas opiniões? Procure nas redes sociais e sites dessas empresas, em notícias na imprensa, em artigos de reviews e até no site Reclame Aqui. Se preferir, entre em contato diretamente com esses clientes para extrair mais informações.

Se você encontrar mais prós do que contras e se os pontos negativos não forem tão preocupantes assim, siga para o próximo passo.

Veja os cases de sucesso

Além das opiniões alheias, confira como essas ferramentas contribuíram, na prática, para o sucesso dos seus clientes.

Geralmente, os sites dessas plataformas (pelo menos as mais experientes no mercado) expõem breves estudos com os problemas, as abordagens e os resultados dos trabalhos feitos.

É importante procurar por referências e parcerias com clientes do mesmo ramo de atuação. Por exemplo: se você trabalha em uma agência de comunicação, o peso de um case de sucesso de uma agência da mesma área será bem maior, você não acha?

Compare o custo/benefício

Este é um critério indispensável na avaliação de qualquer contrato. Aqui, é importante avaliar não só os preços praticados pelas ferramentas, como também a qualidade e a quantidade de funcionalidades de acordo com cada valor.

Se você fizer uma boa pesquisa, vai encontrar plataformas gratuitas e que cobram desde R$ 10,00 reais mensais até aquelas que cobram quase R$ 1.000,00 por mês!

No entanto, isso não quer dizer que as de preço baixo são piores e as mais caras são melhores. As mais baratas, por exemplo, podem até ter menos funcionalidades, mas, em compensação, elas atendem melhor as necessidades específicas.

Por essa razão, você precisa avaliar os recursos que cada ferramenta oferece. Se você só precisa de uma para agendar posts, talvez não precise pagar mais caro para fazer o monitoramento das menções à sua marca, por exemplo.

Portanto, procure o melhor preço de acordo com o que você e seus clientes precisam, ok?

Confira as integrações API com outras plataformas

Entre as funcionalidades, uma das mais relevantes de serem avaliadas são as integrações via API da ferramenta.

Integrações desse tipo permitem que as ferramentas de gestão de mídias sociais possam se comunicar diretamente com outros tipos de plataforma.

Por exemplo: se você integra a ferramenta de gestão com um CRM, os dois sistemas podem trocar dados e informações para tornar sua experiência mais completa.

Vamos supor que um potencial cliente faça uma citação ou um comentário positivo em relação à sua marca no Facebook. A ferramenta de gestão de redes sociais pode separar essa menção e enviar ao banco de dados do CRM para que aquele perfil entre no radar de contato do seu time de marketing ou vendas.

Teste a ferramenta

Agora vamos para a etapa mais prática dessa escolha. Uma parte significativa das ferramentas pagas oferece um período de testes gratuitos para que consumidores interessados possam conhecer melhor suas funcionalidades.

Portanto, aproveite essa oportunidade para testar a usabilidade dessas plataformas. Verifique se seus painéis são intuitivos, se as informações são fáceis de localizar, se é simples de executar suas funções básicas, se elas entregam o que prometem, entre outros detalhes.

Assim como na avaliação de outros clientes, anote os pontos positivos e negativos da sua experiência de uso para comparar e selecionar as melhores ferramentas.

Avalie o suporte

Um dos pontos que precisam ser avaliados durante esse teste e que gostaríamos de ressaltar é o suporte.

Muitas vezes essa área é o principal motivo de reclamações ou de saídas de clientes. Por essa razão, exigir um pouco do suporte no período de testes é importante para saber se você terá dores de cabeça, ou não, com isso.

Mesmo que, a princípio, você não tenha muitos problemas com o uso do sistema, acione o suporte para resolver pequenas dúvidas. Avalie a rapidez, a cordialidade, a autonomia e a eficiência do atendimento.

Aliás, um atendimento em português pode ser um diferencial interessante. Afinal, muitas ferramentas de gestão de mídias sociais que atuam no país são estrangeiras e contam com um suporte em outras línguas.

Analise o nível de inteligência do sistema

Outro ponto a ser levado em conta é que muitas ferramentas monitoram apenas dados e outras processam dados e informações.

Dados são apenas números ou conteúdos soltos que, isoladamente, fazem pouco sentido. Quando eles são processados conjuntamente, são transformados em informação e são passíveis de gerar conclusões.

Por exemplo, há ferramentas que apenas disponibilizam relatórios gerenciais com gráficos e tabelas. A princípio, são números que somente farão sentido se houver um profissional para analisá-los.

Em contrapartida, há ferramentas que disponibilizam os gráficos e já oferecem sugestões de melhorias; que conseguem identificar um comentário como positivo, negativo ou neutro; que identificam influenciadores da sua marca, entre outros recursos mais inteligentes.

Verifique a compatibilidade dos recursos com seu negócio

Um aspecto que nem todos os clientes costumam avaliar nas ferramentas de gestão de mídias sociais é a personalização.

Uma boa parte das plataformas permite que o usuário possa personalizar o sistema de acordo com seu negócio, fazendo a inclusão de concorrentes, influenciadores e palavras-chave específicas para monitorar.

Entre tantas ferramentas disponíveis, há ofertas que são parcial ou totalmente focadas em um determinado ramo de atuação.

Por exemplo, no caso da plataforma da mLabs, temos o Workflow, que é uma funcionalidade voltada para agências de marketing. Nesse recurso, é possível fazer um monitoramento completo da criação de posts, registrando os briefings dos trabalhos, o andamento das publicações, os profissionais envolvidos, as aprovações e refações dos clientes etc.

A escolha de uma boa ferramenta de gestão de mídias sociais passa por questões que envolvem referências de sucesso ou fracasso com outros clientes, custo-benefício, integrações, suporte e outros critérios.

Cabe a você dar um peso maior para um critério em relação ao outro para, então, comparar as opções que atendam melhor às demandas da sua empresa.

Agora que você sabe como escolher uma plataforma de gestão de mídias sociais, veja como a mLabs pode contribuir com sua agência.

Confira o nosso post: 10 razões para escolher a mLabs como seu gerenciador de redes sociais.