Transformação Criativa: a chave da geração de valor e renda!

Transformação Criativa: imagem de um ônibus estacionado na estrada com as pessoas do projeto transcriativa do lado de fora, na frente do ônibus.

Talvez você ache que Transformação Criativa é só mais uma buzzword do momento. Mas, pra gente, aqui na mLabs, essa provavelmente é a maior – e mais genuína – revolução de todos os tempos.

Pensa com a gente. Durante toda a história da humanidade, a criatividade revolucionou a vida das pessoas. 

Basta lembrar do surgimento da roda, uma simples invenção que foi capaz de transformar não só o modelo de transporte, mas contribuir muito para o progresso humano.

Com o passar do tempo, a busca por pensamentos “fora da caixa” deixou de ser uma condição e passou a ser uma ferramenta para a evolução não só da vida das pessoas, mas também de muitos negócios.

Ideias criativas são as grandes aliadas das empresas que estão mudando o mundo, como a Uber,  Netflix e Nubank, por exemplo. Mas também são fundamentais para pequenos empreendedores, que com os poucos recursos que têm, precisam buscar saídas criativas para seus problemas.  

E, não é só isso.  Além de solucionar problemas do dia a dia, a criatividade gera oportunidades e pode transformar a economia. Novos modelos de negócio surgem, novos conceitos de produtividade e, claro, novas formas de consumo. 

O que é criatividade?

A palavra criatividade vem do latim “creatus”, que significa criar. Ou seja, ela pode ser definida como a capacidade do indivíduo de inventar coisas.

Se engana quem pensa que a criatividade é uma habilidade exclusiva dos autores de obras de arte ou escritores de best-sellers. Ela vai muito além do meio artístico e se expressa no detalhe.

A simples ideia de bater duas pedrinhas, uma na outra, para acender o fogo na pré-história é exemplo de criatividade. Ideias como essa foram responsáveis tanto por transformar vidas quanto para tornar empresas milionárias.

Há ainda quem confunda criatividade com inovação. Apesar de estarem intimamente ligadas, elas possuem significados diferentes: criatividade é a capacidade de criar algo novo e inovação é a implementação bem-sucedida dessas ideias.

E, se tem alguém que pode falar com propriedade sobre o uso da criatividade e o poder da inovação é Steve Jobs.

O fundador da Apple foi nomeado pela CNBC (canal de assinatura de notícias de negócios) como o líder mais inovador e transformador de negócios dos últimos 25 anos.

Para ele, a criatividade está diretamente ligada com a capacidade de enxergar coisas novas. Em uma de suas entrevistas, em 1996, ele disse:

“Criatividade é apenas conectar coisas. Quando você pergunta às pessoas criativas como elas fizeram alguma coisa, elas se sentem um pouco culpadas porque realmente não fizeram isso, apenas viram algo.”

Mesmo com a sua empresa à beira da falência em 1997, o empresário lançava uma inovação atrás da outra, revolucionando computadores, entretenimento, música e o mercado mobile.

Jobs acreditava que a solução para a empresa não estava na redução de custos e sim na inovação. Foi desta maneira que a Apple superou a crise e se tornou a primeira empresa americana a atingir um valor de mercado de mais de 1 trilhão de dólares.

O poder da transformação criativa!

Sabemos que o exemplo de superação da Apple ocorreu em um período histórico no qual a transformação digital estava em plena ascensão.

A chegada de novas tecnologias como a nuvem, o mobile ou o big data moldou o nosso comportamento e, consequentemente, a forma como nos relacionamos com as marcas.

Essa revolução tecnológica desencadeou uma série de desafios e oportunidades para as organizações, desde processos simples como a digitalização de arquivos até os mais complexos como o uso de hacks de crescimento.

Porém, não podemos atribuir o mérito do sucesso desses negócios apenas à tecnologia. Os processos criativos por trás da tecnologia foram cruciais para impulsionar e permitir que tudo acontecesse.

É isso que chamamos de transformação criativa: a capacidade que todos temos de transformar, através da criatividade, a nós mesmos e ao mundo em que vivemos para criar algo melhor. 

Essa mudança de um sistema já existente reflete diretamente na maneira como as empresas se organizam, como os colaboradores trabalham e como os clientes se envolvem com elas. Assim, agregando valor para o negócio e gerando retorno financeiro!

A mLabs apoia a transformação criativa dos negócios

A mLabs nasceu com um propósito claro: viabilizar a inclusão digital dos pequenos empreendedores através das redes sociais. Por isso, construímos uma ferramenta intuitiva e de baixo custo. 

Hoje, somos a maior ferramenta de gestão de redes sociais do Brasil com mais de 130 mil clientes e isso possibilita acompanhar de perto os desafios que o nosso público enfrenta.

Mas, entendemos que o sucesso do pequeno negócio vai além dessa democratização do marketing digital

A criatividade pode ser um de seus principais ativos na medida em que lhes permite explorar o potencial de tudo aquilo que é inédito: seja um produto, serviço, conteúdo ou forma de relacionamento com clientes.

Pensando nisso, e acreditando no poder da transformação criativa e das redes sociais para o crescimento dos negócios, a mLabs abraçou a causa com o projeto Transcriativa, que resultou na primeira Instasérie de criatividade do Brasil, a Transcriativa mLabs.

Transcriativa: borogodó é a moeda do futuro

A #TRANSCRIATIVAmlabs nasceu da ideia de mostrar como a criatividade pode ser o principal ativo para geração de valor e renda, especialmente para pequenos empreendedores. Segundo dados do Empresômetro de 2019, 70% dos mais de 20 milhões de empreendimentos brasileiros são de pequeno porte. 

Muitos fatores contribuem para a nossa formação cultural, como a miscigenação de etnias, a vasta extensão territorial, a ausência de monitoramento de regras e muitos outros. Tudo isso ajudou a desenvolver o famoso “jeitinho brasileiro”.

É isso que o projeto vai mostrar: histórias reais de brasileiros, gente como a gente, que com jeitinho criativo (que chamamos de borogodó) encontram soluções para seus negócios.

A Instasérie é fruto da parceria com Alex Lima e Natália Montibellier, empresários e criativos, que durante dois meses percorreram o Brasil, viajando em um motorhome, à procura de histórias incríveis.

Ao todo foram 60 dias de gravação, 12 estados percorridos, centenas de criativos e incontáveis horas de vídeo!

O resultado dessa aventura se resume em 36 episódios que você pode conferir no IGTV da Transcriativa.

7 dicas para explorar o seu potencial criativo

“Não sou uma pessoa criativa”, uma frase usada por muitas pessoas e que é totalmente compreensível.

Afinal, a criatividade nem sempre está aflorada. Então, para te ajudar a adentrar seu potencial criativo (sim, você tem!), separamos sete dicas básicas:

1 – Dê valor a sua primeira ideia

Dar valor na primeira coisa que vem na cabeça parece coisa de maluco, não é mesmo?

Afinal, muitas vezes, a primeira ideia é aquela que aparece do nada, sem pé nem cabeça.

Mas, olhe com carinho para nela! Ela pode precisar de alguns ajustes aqui e ali, mas, provavelmente, será a sua ideia mais criativa e original.

2 – Aumente o seu repertório cultural

Parece óbvio, mas aumentar o repertório cultural faz todo sentido e muitas pessoas ainda não se ligam nisso.

E cultura não é só aquilo que você paga pra ver. Cultura se adquire à medida em que abrimos os olhos para o outro e para o mundo.

Consuma conteúdos de novas fontes, veja filmes, leia, converse com gente que pensa diferente! Quanto mais conteúdo você consumir, mais repertório terá quando precisar tirar um coelho da cartola para criar algo.

3 – Cultive um tempo para o ócio criativo

Ter momentos de ócio é fundamental. Não estamos falando para você ficar parado o tempo todo, esperando a sorte chegar, rs. Mas, ter tempo para lazer e reflexão ajuda no desenvolvimento de ideias.

Acredite, suas melhores ideias virão à tona quando você não estiver fazendo nada.

4 – Faça as mesmas coisas de jeitos diferentes

A repetição é, certamente, uma ação que bloqueia o lado criativo do cérebro. Quando você faz as mesmas coisas do mesmo jeito o seu cérebro se acostuma com a rotina e fica estagnado.

Sempre que você estiver sem criatividade, tente realizar as mesmas atividades de maneiras diferentes.

Você pode fazer um trajeto novo de carro a cada dia, por exemplo. Pode usar uma nova ferramenta de trabalho, ir a um novo restaurante almoçar. São grandes as chances de você se deparar com situações diferentes, isso também pode ser aplicado na sua rotina profissional.

5 – Busque referências inovadoras

Claro que é importante trilhar o seu caminho, mas isso não impede de usar outras marcas, produtos e serviços como referência de inspiração.

Ao observar e seguir referências inovadoras você conseguirá ter um olhar diferente para as coisas comuns do dia a dia e esse novo olhar poderá complementar o seu processo criativo.

Quem são as referências do seu nicho de atuação? Você já se fez essa pergunta? Ainda dá tempo de fazer uma listinha de marcas e pessoas para acompanhar nas redes sociais.

6 – Viaje para lugares que você não conhece

Ideias criativas podem surgir de onde você menos imagina. Viajar para lugares novos e vivenciar cenas que o mundo tem para oferecer ajuda a explorar o seu potencial criativo.

Foi o que aconteceu com George Orwell, por exemplo, que ao ver um burro puxando uma carroça com um garoto dentro se questionou sobre a possibilidade dos animais ganharem consciência sobre a força que têm. Ideia original de um dos seus best-sellers “A Revolução dos Bichos”.

7 – Anote e revise suas anotações diariamente

A maioria das pessoas têm ideias ótimas, muitas vezes na vida. Mas, infelizmente, a maioria delas esquece disso.

Criar o hábito de anotar ideias é muito importante. Mas, ainda mais importante é ter o hábito de revisitar essas anotações. Ao fazer isso, além de relembrar a ideia, você a verá com novos olhos, tendo inclusive a capacidade de lapidá-las. 

Explore a criatividade que existe dentro de você, ela é uma ferramenta valiosa e, se usada de maneira estratégica, pode mudar a sua vida completamente. E aproveite os recursos das redes sociais para potencializar suas ideias, elas têm te ajudarão a alcançar pessoas, promover interações e ganhar tração no que precisa ser feito.

Gostou de conhecer esse projeto que foi feito com muito carinho para inspirar a todos vocês? 🧡

Então, clique aqui e se inscreva para ser avisado, em primeira mão, sobre os episódios semanais. Siga o perfil da TransCriativa no Instagram e acompanhe histórias surpreendentes de empreendedorismo!

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 120 mil marcas!

Posts relacionados