Conheça as 5 maiores tendências de mídias sociais para 2019!

Tendências de mídias sociais: imagem de um homem fazendo poadcast

Quem trabalha com marketing digital precisa acompanhar e entender todas as tendências de mídias sociais. Além de serem canais fundamentais em uma estratégia de marketing, as mídias sociais são ambientes moldados a partir do comportamento dos usuários. E isso explica porque novas funcionalidades surgem o tempo todo.

Entender esse movimento é o que permite que marcas de todos os tamanhos aproveitem oportunidades na hora certa, e tenham grandes resultados. Mas, com tantas pesquisas no mercado falando sobre tendências de mídias sociais, é complicado saber qual delas realmente traz o melhor conteúdo, certo?

O fato é que nenhuma pesquisa é inútil. Todas elas abordam um percentual do mercado real e, por isso, trazem insights que você pode, ou não, aproveitar. Quando você lança um olhar mais amplo sobre todas essas pesquisas, consegue encontrar padrões e fazer uma análise crítica, filtrando o que serve ou não para sua estratégia.

E nós queremos contribuir com isso! Neste post, trouxemos as 5 maiores tendências para as mídias sociais em 2019 com base em uma pesquisa feita com participantes e palestrantes da Social Media Week 2018.

Veja, a seguir, os resultados do estudo!

1. Podcasts

podcast

O rádio se caracteriza por ser uma mídia rápida, espontânea e por muitos anos foi o principal veículo para quem desejava se informar rápido sobre o que acontecia no Brasil e no mundo.

Embora muitas emissoras de rádio ainda existam e tenham uma audiência significativa, quem produz conteúdos em áudio precisou se reinventar com a ascensão da internet. Surgiram, assim, os podcasts: programas radiofônicos que podem ser ouvidos sob demanda, na internet.

Cada vez mais as pessoas escutam podcasts e eles tratam de uma infinidade de assuntos como moda, tecnologia, esportes, cultura, música, entre outros.

E, claro, as empresas podem produzir os seus próprios podcasts com assuntos que sejam relevantes para sua persona. Como tudo que acontece nas mídias digitais, esse material deve ser compartilhado e divulgado em diversos canais de forma estratégica, para que tenha um alcance ainda maior.

2. Growth hacking

Chamamos de growth hacking as estratégias que encontram brechas para que os negócios possam se desenvolver. Na prática, são ações que visam o crescimento rápido das organizações.

No que se refere ao gerenciamento de redes sociais, o growth hacking funciona como uma espécie de combo em que é preciso mesclar os experimentos com análise de dados e criatividade.

Assim, devem ser sempre acompanhadas métricas, como os horários em que os posts geram mais interações, por exemplo. Testes de segmentação em anúncios, formatos de criativo, CTAs e outras variáveis também são parte dessa metodologia.

3. Design thinking

design thinking

O design thinking é uma metodologia utilizada em diversas áreas de trabalho, incluindo as que envolvem  comunicação, como é o caso das mídias sociais.

A ideia é que se possa desenvolver um pensamento de designer, levando em consideração os aspectos visuais, a prototipagem e a usabilidade do que for desenvolvido.

Na área de social media, o design thinking pode ser aplicado no momento da criação de estratégias de marketing digital. É preciso levar em consideração como os seguidores reagirão ao verem determinado tipo de post nas redes sociais, como está a usabilidade das páginas de destino desses posts, como utilizar melhor CTAs, etc.

4. Inteligência artificial

A inteligência artificial é uma das principais tendências de mídias sociais, e fica cada vez mais evidente através dos  chatbots. A ideia é que os robôs inteligentes substituam os atendentes humanos para responder mensagens enviadas por meio de canais como o WhatsApp ou o Facebook Messenger.

Por meio dos chatbots, é possível programar respostas automáticas para quando os usuários fizerem perguntas nas redes sociais, por exemplo. Assim, as solicitações podem ser respondidas 24 horas por dia, até mesmo em horários em que a empresa não presta atendimento presencial para o público.

É claro que nem sempre a inteligência artificial pode ser utilizada e que existem questões muito específicas que os robôs não sabem responder, não é mesmo? Nesses casos é possível fazer uma intervenção humana, a qual chamamos de atendimento híbrido de chat.

Porém, os chatbots não são a única aplicação da inteligência artificial quando falamos em tendências de mídias sociais. O Big Data também faz parte desse grupo e pode contribuir para uma melhor segmentação dos anúncios no Facebook e no Instagram, por exemplo.

Inteligência Artificial também está presente em ferramentas de gerenciamento de redes sociais, que auxiliam na geração de relatórios automatizados, trazem insights que otimizam o desempenho, entre outros.

Em resumo, podemos dizer que a inteligência artificial pode ser usada para criar uma publicidade mais eficaz nas redes sociais, alcançando o público-alvo correto e, ao mesmo tempo, gerando um atendimento mais eficiente para os seguidores que entram em contato com a marca.

5. Lives, webinars e streaming

Os vídeos dominaram as redes sociais e quem trabalha nessa área já sabe que precisa produzir esse tipo de conteúdo. Porém, existem determinadas modalidades de vídeo que se sobressaem na pesquisa sobre as tendências de mídias sociais em 2019.

As transmissões ao vivo, ou simplesmente lives, estão em alta e geram um engajamento instantâneo, e são ótimos recursos de comunicação e humanização da marca.

Elas podem ser feitas para anunciar novidades, mostrar eventos da empresa, dar aulas, apresentar bastidores, tirar dúvidas e muitos outros.

Quem não acompanhar as transmissões ao vivo não precisa se preocupar! Isso porque o streaming também é apontado como uma tendência. Assim, o conteúdo que foi transmitido ao vivo pode, em seguida, ser postado na íntegra para que os seguidores assistam na hora em que puderem. Legal, não é mesmo?

Outro tipo de conteúdo em vídeo que é uma tendência para 2019 é o webinar. Trata-se de um curso ou palestra transmitida ao vivo que aborda assuntos de interesse do público da empresa.

Os webinars precisam ter canais interativos, como chats, para que as pessoas enviem dúvidas e conversem em tempo real com o professor. O YouTube é um ótimo canal para esse tipo de transmissão.

Essas são as principais tendências de mídias sociais para 2019, de acordo com os palestrantes e participantes da  Social Media Week 2018. Se você quiser se aprofundar mais no assunto e conhecer outras tendências, baixe o estudo gratuitamente!

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 30 mil marcas brasileiras!

Posts relacionados