Como fazer remarketing no Instagram? 5 dicas de sucesso

Remarketing no Instagram: imagem de uma mão colocando um dardo no alvo.

Você provavelmente já viu um anúncio no feed do Instagram com um produto que você estava pesquisando, só por curiosidade, não é mesmo? Para leigos isso parece mágica, mas, na verdade, é só uma técnica de remarketing. E existem diferentes canais em que uma marca pode reimpactar pessoas que tenham acessado seu site, ou clicado em um anúncio anterior… E o Instagram é um desses locais.

Como o remarketing no Instagram você consegue criar posts patrocinados para abordar as pessoas que demonstraram interesse ou interagiram, de alguma forma, com uma de suas campanhas anteriores. O mesmo vale para aquelas que desistiram de comprar um produto.

O remarketing ou retargeting, como também é conhecido, não se restringe apenas a produtos. Com ele, é possível alcançar diferentes objetivos – gerar mais leads e conversões, aumentar o ticket médio, fidelizar clientes, entre outros.

Se você quer saber como fazer remarketing no Instagram do jeito certo, veja esse post!

Como criar uma campanha de remarketing no Instagram?

Para atingir o usuário que demonstrou interesse pelos produtos da marca, enquanto ele navega no Instagram, é preciso elaborar um plano de ação com critérios definidos e usar o Gerenciador de Anúncios do Facebook para criar a campanha.

Lembre-se sempre da estratégia por trás da ação. Uma pessoa que acabou de incluir um produto no carrinho e não comprou, por exemplo, deu um sinal claro de que tem interesse no produto. O mesmo não pode ser dito por quem apenas acessou a home do seu e-commerce, certo? Pensar nesses detalhes é fundamental para ter resultados relevantes.

O Gerenciador de Anúncios do Facebook oferece inúmeras vantagens com relação à capacidade de segmentação. Para remarketing é possível seguir por caminhos como:

  • Subir sua própria lista de e-mails para reimpactar este público;
  • Usar informações registradas pelo Pixel do Facebook (dados como quem acessou uma página específica de um site, ou quem fez uma ação no site, quem viu algum conteúdo específico e até mesmo aqueles que interagiram com um post no Instagram ou Facebook);
  • Selecionar para a lista pessoas que tomaram uma determinada ação num aplicativo do cliente.

Sempre que um usuário se encaixar no critério escolhido, um cookie do Facebook vai registrar a ação e adicionar a pessoa ao público que você criou. Quando esse usuário utilizar o Instagram novamente, ele verá um post patrocinado (no feed ou nos stories) da sua marca.

Passo a passo para criar sua campanha

Como a administração da campanha de retargeting no Instagram é feita pelo próprio Facebook Ads é preciso vincular a página do Instagram a uma Fanpage para começar a investir.

Feito isso, você precisará logar no Facebook e acessar o Gerenciador de Anúncios — depois, basta clicar na engrenagem no canto superior direito e selecionar a opção “Criar anúncios”.

Remarketing no Instagram: imagem do gerenciador de anúncios do Facebook.

Na etapa do Conjunto de Anúncios, crie um Público Personalizado com os critérios que você deseja para a sua campanha.

Remarketing no Instagram: imagem do gerenciador de anúncios do Facebook.

O próximo passo é escolher como será a segmentação. É aqui que você indicará a escolha da lista conforme o pixel do Facebook. Neste exemplo, vamos selecionar a opção TRÁFEGO DO SITE:

Remarketing no Instagram: imagem do gerenciador de anúncios do Facebook.

Se você nunca criou uma campanha na vida e ainda não tem um pixel do Facebook instalado no seu site, você deverá seguir os passos sugeridos nesta fase para criar e implementar o seu.

Na página a seguir, é a hora de configurar quem deverá ver a sua campanha de remarketing no Instagram.

Por exemplo, você pode marcar “todos os visitantes do seu site”, “pessoas que visitaram páginas específicas” (pode ser a página de um produto ou conteúdo, por exemplo), “visitantes por tempo gasto” ou que cumpriram algum evento específico, como cliques em botões, conversões, etc. Você também pode optar por usar “qualquer um dos critérios” ou “todos os critérios” juntos. Recomendamos que escolha a primeira opção e direcione bem para qual tipo de critério seu anúncio aparecerá.

Você também poderá definir mais de um critério, caso queira segmentar ainda mais sua campanha. Depois que configurar isso, dê um nome para esse público e clique em CRIAR PÚBLICO.

Remarketing no Instagram: imagem do gerenciador de anúncios do Facebook.

Você receberá uma mensagem de confirmação que o seu público personalizado foi criado com sucesso! Clique em concluir e continue a criação da sua campanha, na etapa do Anúncio.

Remarketing no Instagram: imagem do gerenciador de anúncios do Facebook.

Nos Posicionamentos do Conjunto de Anúncios, selecione feed e/ou stories do Instagram para que a campanha de retargeting apareça por lá. Depois, continue a configuração da campanha com o orçamento, a programação e os criativos dos anúncios.

Remarketing no Instagram: imagem do gerenciador de anúncios do Facebook.

Observação importante: perceba que, para criar campanhas de remarketing em stories é preciso escolher um tipo de objetivo que aceite esse formato. O objetivo de Envolvimento, por exemplo, só pode ser usado para remarketing no feed do Instagram, não nos stories.

5 dicas para ter sucesso com o remarketing no Instagram

Remarketing é uma ferramenta poderosa do marketing nas redes sociais. Mas ela precisa ser planejada com cuidado para não incomodar o consumidor, em vez de atraí-lo. Então, veja agora as nossas dicas para acertar nas suas campanhas de remarketing no Instagram.

1. Defina o período, o orçamento e o lance estrategicamente

Na hora de criar o Público Personalizado, você pode definir o período que as pessoas que interagiram com a marca, que pode ser nas últimas 24h, na última semana, no último mês, até o máximo de 180 dias.

Pense no período mais adequado, a campanha pode fazer mais sentido para quem interagiu com a página ontem, e não 3 meses atrás (para quem talvez nem lembre mais da marca).

Você também terá que definir o orçamento e o valor do seu lance. Lembrando que, assim como outras redes sociais e plataformas de Social Ads, o Instagram utiliza o sistema de leilão então, quanto maior for o seu lance, mais são as suas chances de sucesso. Para garantir que você não “erre” nessa parte, sugerimos que deixe o lance automático.

Assim, a própria rede social ajusta o valor do lance de forma que você tenha o melhor aproveitamento possível. Como seu teto de orçamento já estará definido, você não correrá riscos de gastar mais do que podia, ok?

2. Combine o público com outras segmentações

Aproveite o poder de segmentação que o Gerenciador de Anúncios oferece. Além do Público Personalizado, você pode usar filtros de localização, gênero, idade e interesses. Se é feriado em determinado estado, por exemplo, você pode oferecer descontos apenas para quem é daquela região.

Outra opção é excluir pessoas do público. Quem já comprou o produto ou visualizou outros itens não relacionados, por exemplo, pode sair da sua mira.

3. Faça uma nova abordagem para quem não concluiu a compra

Esse é o objetivo clássico do remarketing, recapturar quem desistiu de uma compra. Para ter mais sucesso ainda, é interessante fazer uma nova abordagem, que não precisa ser necessariamente um desconto, mas talvez um novo argumento de venda.

A Dobra, por exemplo, é um case de remarketing no Instagram com esse objetivo. A empresa conseguiu melhorar a recuperação do carrinho a um custo 32% menor em relação a outras plataformas.

Remarketing no Instagram: imagem de um post da marca Dobra

4. Explore o upsell e o cross-sell

Quer fazer os seus clientes gastarem mais? Então, o remarketing no Instagram também pode ser usado para isso. Você pode mostrar produtos alternativos de maior valor (upsell) ou produtos complementares (cross-sell) para quem abandonou o carrinho ou, nesse último caso, para quem já fez a compra.

Se o cliente adquiriu um tênis, os anúncios podem oferecer meias, por exemplo. Se o tênis ainda está no carrinho, você pode oferecer um desconto se ele adquirir as meias também.

5. Converta os seguidores das redes sociais

Um desafio para as empresas é converter os seguidores das redes sociais em oportunidades de negócio. Como o remarketing tem a opção de atingir quem já interagiu com a marca nas redes, é possível converter essas pessoas em leads e clientes!

Aproveite para oferecer um conteúdo gratuito ou uma oferta que tenha a ver com a pessoa. Se ela confirmou presença em um evento da sua marca no Facebook, provavelmente tenha interesse em saber mais sobre o assunto do evento, que você pode ter abordado em um e-book.

No geral, o remarketing no Instagram pode servir para diferentes objetivos. As possibilidades são inúmeras, mas tudo vai depender dos seus objetivos de marketing, que é importante definir lá no início da campanha de anúncios.

Gostou das nossas dicas? Aproveite para saber mais sobre Instagram Ads e aprenda como planejar outras campanhas na rede social!

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 30 mil marcas brasileiras!