Qual é a importância de monitorar concorrentes nas redes sociais? Entenda porque você precisa fazer isso!

monitorar concorrentes nas redes sociais - foto celular

Você já deve ter reparado que nos filmes de super-heróis, os vigilantes têm a missão de combater o crime. Batman, Demolidor e os integrantes dos Watchmen são apenas alguns exemplos de justiceiros que vão às ruas para acabar com os baderneiros e vilões.

E nas redes sociais também é preciso ser vigilante. A diferença é que, nela, o monitoramento de concorrentes tem um objetivo distinto: obter vantagens estratégicas para se destacar no mercado.

Graças a esse monitoramento, é possível descobrir os pontos fortes  — para avaliar o que realmente funciona — e os fracos — para explorar novos métodos e otimizar sua atuação.

Prova disso é o que fazemos, aqui na mLabs. Estamos sempre de olho no que nossos concorrentes estão fazendo nas redes sociais (e fora delas também) e, a partir disso, conseguimos avaliar nossa própria estratégia e melhorá-la, cada vez mais. 

É uma batalha sangrenta, alá Vingadores versus Liga da Justiça, mas, acredite: dá certo.

AVENGERS-D23

Imagem: d23.com

E é justamente por acreditarmos nisso que, neste post, vamos falar sobre a importância de se monitorar concorrentes  nas redes sociais e tudo que você tem a ganhar se fizer isso.

O que é o monitoramento de redes sociais?

Para começarmos a desenvolver o tema, você precisará entender que existem dois alvos no monitoramento nas redes sociais: a própria empresa ou outras organizações – a temida “concorrência”. E ambos são muito importantes.

Nos dois casos, aplica-se a mesma metodologia, apesar de terem objetivos distintos. No primeiro, o recolhimento de dados é favorável, já que as redes sociais administradas fornecem dados valiosos acerca do comportamento do usuário.

Já no caso do monitoramento de concorrentes, as coisas são um pouco mais complicadas. Isso porque as informações recolhidas não são divulgadas na web. Ainda assim, é possível observá-las de perto por meio de ferramentas que varrem o ambiente digital.

Em termos diretos, a grande diferença entre o automonitoramento e a vigilância de outras empresas é o acesso aos dados.

Apenas para que você entenda melhor, você tem acesso ao Facebook Insights ou ao Twitter Analytics das páginas que gerencia, mas não têm esses dados dos seus adversários, certo?

E, se você quer ter acesso à esses dados de concorrentes, não tem jeito. Terá que contar com uma plataforma de gerenciamento de redes sociais capaz de extrair essas informações em forma de gráficos interpretáveis! E mais: precisará olhar para isso all the time.

Isso mesmo, precisará monitorar todo santo dia! Já parou pra pensar que em poucas horas um post pode viralizar? Da mesma forma, um crise pode começar, uma promoção ou novidade pode te impactar imediatamente. E, acredite, será mais fácil lidar se você souber o quanto antes.

Além disso, o monitoramento contínuo da concorrência permite que a sua empresa observe o comportamento do público e, tcharam! – melhore suas próprias estratégias!

E, claro, esse monitoramento acontece especialmente nas redes sociais.

Por que devemos monitorar concorrentes nas redes sociais?

Caso você ainda não esteja convencido que dar uma Sherlock Holmes é uma boa ideia para a sua estratégia digital, confira a seguir algumas razões elementares — meu caro Watson — para começar a enxergar os seus concorrentes através da lupa.

Reinventar ideias

Nada se cria, tudo se copia, já dizia algum sábio honesto. Mas, apesar de sabermos que tem muita gente fazendo isso, a coisa não é bem assim.

A gente não gosta de roubar ideias, e ficamos bem putos #chateados quando nossos concorrentes o fazem. O lado bom é que se tem gente copiando, é porque estamos no caminho certo. E, de fato, é normal se inspirar nas ações de quem é referência pra gente.

Mas aqui, falamos uma palavrinha diferente: “se inspirar”! 

Sim, isso é justo, honesto e vale a pena! 

As táticas utilizadas pelos concorrentes podem trazer uma vasta gama de insights para a criação de novos conteúdos, campanhas e estratégias.

Dito isso, não tenha medo. Reaproveite as ideias, inspire-se e siga o fluxo. Caso algo tenha funcionado na empresa rival, tente fazer algo ainda mais incrível. Caso contrário, quando algo não corre bem… Bom, aí está uma coisa para ser evitada.

Utilizar o marketing de oportunidade

Observar concorrentes pode trazer benefícios incríveis. No mundo da web tudo ocorre de maneira imediata. Por isso, é preciso estar atento ao que acontece no mercado.

Uma das empresas que mais tiram proveito do marketing de oportunidade é a Netflix. Em um único post no Twitter, por exemplo, a empresa conseguiu alcançar boa parte de sua base de usuários.

Aconteceu o seguinte: em meio à conturbada situação política brasileira com os casos de corrupção envolvendo a Confederação Brasileira de Futebol, o serviço de streaming lançou a série Better Call Saul. Nela, o advogado picareta resolve casos supostamente insolucionáveis.

Em seu post, havia uma foto do protagonista, que sugeria que o presidente da CBF ligasse para ele para resolver seus problemas. Simples, mas genial.

Falar sobre assuntos quentes

Imagine que o presidente do Facebook seja acusado de vender dados sigilosos dos usuários para beneficiar uma campanha presidencial. Bom, para você que vive no mundo da lua, saiba que isso realmente aconteceu.

Agora vamos à situação hipotética: todos os seus concorrentes criaram conteúdos para posicionar-se diante dessa situação.

Você não pode ficar fora dessa, não é mesmo? Os tópicos mais quentes do momento precisam ser tratados, pois o timing é um grande diferencial em estratégias de social media.

Principalmente, é claro, em temáticas que estão relacionadas ao core business em que a está inserido. Não vacile como Mark Zuckerberg. Agarre a chance de engajar e informar o seu público.

Compreender o comportamento do usuário

Para empresas iniciantes, é muito difícil coletar dados acerca do comportamento do usuário. Sério, montar personas sem ter uma base de clientes, seguidores e fãs é um TRAMPO!

Mas, monitorar concorrentes pode deixar isso mais suave.

Quando utilizamos dados referentes aos concorrentes para decolar o próprio negócio, chamamos de benchmark.

Essa técnica evitará que você precise começar tudo do zero. Afinal, se a audiência é a mesma, provavelmente o seus adversários já erraram muito antes de chegar a uma linha editorial em suas postagens nas redes sociais.

Sendo assim, analisar os adversários para planejar suas próprias ações pode ser o diferencial entre o sucesso e o fracasso da sua estratégia nas redes sociais.

Observar o feedback

Pare e pense um pouco: as ações de sucesso dos seus concorrentes podem ser muito úteis na hora de elaborar suas próprias táticas, certo? Então não poderia ser diferente com os pontos negativos apontados.

Ao observar as críticas e reclamações feitas por meio dos comentários nas redes sociais, você saberá exatamente o que fazer para satisfazer os usuários.

E isso não está relacionado somente às suas ações no meio digital, mas também com relação a produtos/serviços, logística, suporte e outros setores do negócio.

Se você leu até aqui, não há dúvidas que monitorar concorrentes nas redes sociais é uma tarefa essencial para melhorar o posicionamento de uma marca e fazê-la ficar em evidência no mercado. Quer um help nisso? Teste grátis a mLabs e conheça nossos gráficos de concorrentes!

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 30 mil marcas brasileiras!

Posts relacionados