Como usar elementos visuais para criar newsletters eficazes

capa post de blog: como usar elementos visuaus para criar newsletters eficazes

Os dias de newsletters criadas apenas para enviar mensagens textuais ficaram no passado.  

Os seus contatos certamente recebem muitos e-mails informativos e promocionais e não querem perder tempo lendo grandes blocos de conteúdo escrito.  

Se você quer aumentar as conversões e fazer com que a sua mensagem seja compreendida, é preciso dar atenção especial e tornar o design acessível e atraente, além de oferecer valor para o seu leitor.  

Dicas de elementos visuais dedesign para newsletters 

A seguir, vamos apresentar sete dicas sobre como criar uma newsletter usando o design para encorajar os clientes a abrir os seus e-mails, ler o seu conteúdo e, quando for o caso, clicar no seu CTA (Call to action ou, em tradução livre, chamada para a ação).  

Estas sete dicas são relacionadas à: 

  • branding; 
  • paletas de cores; 
  • fontes; 
  • layouts assimétricos; 
  • uso de GIFs; 
  • minimalismo. 

1.Elementos visuais da marca 

Newsletters precisam de fortes elementos visuais de identidade de marca, pois é isso que vai comunicar a sua marca para seu público. 

Mas simplesmente incluir a sua logomarcade forma aleatória não vai tornar a sua marca memorável. É preciso pensar além deste elemento básico.  

Branding pode incluir uma série de outros elementos, como fontes, cores, personalidade e tom de voz, que precisam ser incorporados no design da sua newsletter. 

Idealmente, tudo isso deve ser definido no manual de marca, ou guia de estilo, e ser utilizado com consistência no site, redes sociais, loja virtual, na criação do logo e, consequentemente, também na criação de newsletters.  

Observe os anúncios, posts nas redes sociais, blogs e analise se eles estão criando uma imagem unificada da marca.  

As newsletters devem ser coerentes no uso dos elementos visuais de design e incorporar as cores da marca para que o conteúdo seja imediatamente identificado.  

Use também as fontes definidas no manual de marca ou que façam parte da mesma família para estabelecer uma identidade coerente. Caso não seja possível, tente ser o mais neutro possivel. 

Em resumo, não conte apenas com a sua logomarca para criar reconhecimento de marca, pois ela pode passar despercebida na visualização de um e-mail ou mesmo não ser carregada no corpo da mensagem.  

As cores e outros elementos visuais, por outro lado, tendem a fazer este papel e serem associadas ao seu logo. Essa familiaridade contribui para que os seus contatos assimilem o seu remetente à sua marca, abrindo os e-mails com maior frequência.  

2. Paleta de cores 

Além de comunicar a identidade da marca, as cores também têm um forte impacto emocional.  

Vermelho pode ser atrativo, romântico e causar sensação de urgência ou perigo., Já o azul inspira calma, segurança e estabilidade. Por isso, escolha as cores consciente da mensagem que você quer passar e da impressão que quer deixar.  

Ouso de cores contrastantes pode tornar as newsletters mais atraentes e memoráveis.  

Elas também podem ser usadas para deixar as newsletters mais sazonais, caso isso gere impacto para a marca. Por exemplo: laranja e amarelo podem ser usados no verão, enquanto o azul escuro no inverno.  

Cores de destaque 

Nem todo mundo fica confortável ao usar cores em abundância. E, na verdade, não é preciso usar muitas para chamar a atenção.  

Uma opção é usar uma cor em destaque para chamar a atenção para a mensagem principal. Isso pode ser feito apenas no CTA ou para destacar um dado em um gráfico.  

Uma cor de destaque pode fazer a sua mensagem saltar aos olhos e ajudar o leitor a encontrar rapidamente as partes mais importantes da sua newsletter. 

Cores complementares 

Cores complementares, opostas no círculo cromático, podem dar a sua newsletter um toque mais atrativo, especialmente quando usadas como plano de fundo.  

Usar uma cor complementar em um gradiente estimula o olhar a percorrer a tela e torna o visual coeso e atraente. Quando combinado com uma cor contrastante, o resultado é harmônico e, ao mesmo tempo, energético, o bastante para aumentar a taxa de cliques.    

Cores contrastantes 

O uso de cores contrastantes não era uma prática muito popular, mas rtem se tornado uma tendência no meio digital.  

Usar contraste de cores é ótimo para dividir a sua mensagem em seções, além de tornar o seu material mais acessível para pessoas com cegueira cromática e daltonismo, desde que as escolhas sejam direcionadas a essas especificidades – o que já é uma ótima razão para usá-las  

Para uma leitura mais aprofundada sobre o tema, veja este artigo sobre como escolher cores para se comunicar com eficácia. 

3. Fontes consistentes 

Quando se trata de design, é preciso ir além da paleta de cores e olhar para como os leitores interagem com o seu conteúdo. Para fazer isso, é preciso examinar as fontes que você vai usar na sua newsletter.  

Para começar, o ideal é manter mínima a variedade de fontes – duas ou três, no máximo. Mas, de preferência, mantenha a unicidade 

A fonte do título pode ser extragrande, para causar impacto e ajudar na legibilidade.As demais, como subtítulos e corpo do texto, devem ser menores para que não dispute com o título.  

4. Layout assimétrico 

Nas newsletters, ele tende a ter um fluxo padrão, geralmente de cima para baixo ou da esquerda para a direita. Mas isso não significa que você precise usar esse formato sempre. 

O layout assimétrico é tendência no mundo do marketing digital, e você não só pode, como deve, explorar isso. 

Tente sair do convencional usando formas assimétricas ou mesmo um layout em ziguezague. Mas lembre-se de ser incomum e criativo na medida certa, realizando testes de leitura em diversos dispositivos, garantindo o design responsivo, pois a sua newsletter deve ser pensada para diferentes tamanhos de telas. 

5. GIFs 

Os GIFs se tornaram bastante populares nos últimos anos, e tê-los nas newsletters parece ser um caminho natural para manter a comunicação leve e divertida. 

Contudo, antes de utilizá-lo por simples tendência, vale uma reflexão sobre a comunicação e o posicionamento da sua marca, para entender se eles serão usados para enriquecer a mensagem. 

Além disso, eles servem para apresentar informações de forma atrativa, quando incorporados um storytelling, osubstituindo imagens ou elementos estáticos , dando mais vida à mensagem.  

Você pode, por exemplo, usar um GIF para mostrar a mudança de alguns dados em um gráfico ou até mesmo para comunicar reações diante da mensagem passada.  

6. Design minimalista 

Há uma forma de combinar o que foi dito sobre cores, fontes e layout para criar uma newsletter atraente e eficaz: sendo minimalista. 

As marcas frequentemente têm medo de design minimalista quando se trata de newsletter, pois têm a falsa impressão que –pode haver desperdício deixando espaços “em branco” e pouco texto 

A verdade é que um design minimalista pode ser mais claro, ordenado e tornar o seu conteúdo muito mais legível do que os layouts que incorporam muitos elementos.  

Use um design minimalista, ouse no esquema de cores, inclua ícones e o resultado vai ser impactante, com ótima legibilidade e grandes chances de levar a mais conversões.  

O design está constantemente em evolução, e as possibilidades de uso de elementos visuais para criar newsletters devem acompanhar tendências, testes, a experiência do usuário e, é claro, a criatividade. Isso, certamente, garantirá mais chances de conexão com o público e, consequentemente, de conversão. 

Este texto foi desenvolvido por Venngage.

Facebook Comments
Quer mais conteúdo como esse? Inscreva-se na nossa Newsletter!

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.

Posts relacionados