Cross Selling: o que é e como aplicar nas redes sociais!

Cross Selling: imagem de uma rua com várias lojas abertas e muitas pessoas andando em frente as lojas.

Quem nunca foi comprar só um produto e saiu da loja cheio de sacolas? Muito mais que um impulso ou compra compulsiva, o Cross Selling é uma técnica de marketing que estimula os clientes a consumirem produtos por meio da venda cruzada.

Essa técnica, muito valiosa, pode sair das lojas físicas e ser aplicada nas redes sociais. Afinal, é por esses canais que as marcas se relacionam com sua audiência, não é mesmo?

Ficou curioso? Continue lendo, neste post, vamos te mostrar como usar o Cross Selling nas redes sociais com dicas que funcionam. Vem com a gente!

O que é Cross Selling?

Para alguns Cross Selling para outros venda cruzada, independente do termo o importante é entender o conceito por trás dessa técnica de vendas. Basicamente, esse método busca oferecer mais produtos aos compradores com base na sua compra original.

Sabe quando você compra um livro em uma loja virtual e logo em seguida o site já sugere outros títulos da mesma categoria? Pois é, isso é Cross Selling! Ao oferecer produtos complementares para o cliente, a plataforma estimula que ele adicione mais itens a sua sacola.

Um exemplo de venda cruzada é o e-commerce da livraria Saraiva, que oferece várias sugestões de livros para os clientes que compraram ou adicionaram um produto no carrinho de compras. Dá só uma olhada!

Cross Selling: imagem da loja online da Saraiva

Em grande parte das lojas virtuais, o próprio sistema cria essas combinações de produtos e realiza a oferta automaticamente, visando melhorar a experiência do usuário na plataforma.

Isso é feito com base em dois grandes princípios: comportamento dos usuários e histórico de compra.

Nesses casos, o sistema analisa quais produtos e serviços foram comprados em conjunto por outros clientes e usa essa informação para propor a mesma combinação aos demais usuários. Fantástico, não é mesmo?!

Como o Social Selling entra nessa história?

O Cross Selling é muito efetivo no ambiente online, como no o e-commerce, por exemplo. E, para tornar ainda mais rentável essa técnica, diferentes marcas já estão investindo fortemente no Social Selling.

Que nada mais é do que um conjunto de estratégias com objetivo de estabelecer um relacionamento de confiança entre marca e o público e, consequentemente, gerar vendas pela rede social.

É por esses canais que as marcas conseguem se comunicar de forma pessoal com o seu público e a partir daí gerar leads para uma futura conversão.

Um ótimo exemplo de Social Selling é esse post da Cacau Show! A marca usa seu perfil do Instagram para divulgar receitas com seus produtos.

Isso serve como um estímulo para o usuário tentar reproduzir o doce e comprar o chocolate da Cacau Show. Além disso, esse post abre caminho para interações e compartilhamentos, o que divulga a marca na rede social.

Quais as vantagens do Cross Selling?

Agora, que você já entendeu o que é o Cross Selling e como ele funciona. Veja, alguns dos benefícios de usar essa técnica. Bora?

Vender mais

A principal vantagem dessa técnica é sem dúvidas aumentar  o volume de venda. Quando uma plataforma oferece mais opções de produtos aos clientes, as chances dele comprar mais itens aumentam consideravelmente.

Além disso, é importante lembrar que essas vendas são coerentes, ou seja, são combinações de compra que fazem sentido para os usuários, o que torna o processo de decisão ainda mais fácil e efetivo.

Olha só que ótimo exemplo no e-commerce da papelaria Vipapier! A plataforma oferece itens complementares aos usuários, alguns mais econômicos e outros mais caros. Porém todos combinam entre si.

Cross Selling: imagem de vários produtos (agenda, caneca e almofada) sendo ofertados para o usuário, no site da marca Vipapier

Atender melhor o consumidor

Outra grande vantagem da venda casada é atender ainda melhor o usuário que está navegando e procurando produtos no site da marca. Com essa prática, a marca deixa de oferecer apenas um produto e passa a ofertar kits completos e que podem satisfazer o cliente por inteiro.

Ah, também vale sempre relembrar que um cliente satisfeito tende a voltar mais vezes aquela loja ou plataforma!

Aumentar o ticket médio

Uma das consequências do  Cross Selling é o aumento do ticket médio da venda, ou seja, o valor médio de compra dos usuários fica mais alto e traz mais lucros a plataforma.

E, se você não tem ideia da importância de elevar o valor do ticket médio, saiba que esse é um dos pilares mais fundamentais para o crescimento e evolução da marca no seu mercado. Portanto, tenha essa métrica no seu radar!

Como usar as redes sociais para fazer Cross Selling?

As redes sociais são ferramentas fundamentais para as marcas se comunicarem com sua audiência no meio digital. E, claro que elas não podem ficar de fora das estratégias de vendas.

O próprio Facebook já lançou formatos que atendem essa venda cruzada, um exemplo deles é o Coleção, ou Ads Collection.  Um formato de anúncio que permite que as pessoas passem da descoberta à compra de forma quase que despercebida.

Algumas marcas anunciam seus produtos no Facebook com a ajuda de tipo de criativo. Além de proporcionar uma nova experiência aos usuários, o Coleção também oferece 4 produtos combinados aos clientes.

Cross Selling: imagem de três modelos de anúncios diferentes na ferramenta Coleção do Facebook.

Viu só, como estratégias de Cross Selling bem elaboradas nas redes sociais podem ajudar as marcas a venderem mais!?

Além de auxiliar na venda propriamente dita, as redes sociais também ajudam as marcas em três aspectos superimportantes e que tem total relação com o social selling. São eles:

Reconhecimento

As redes sociais são ótimos canais para encontrar clientes potenciais. É por meio delas que a marca, até então desconhecida, consegue estruturar sua presença e fomentar sua descoberta. Etapa inicial do processo de vendas e, consequentemente, do Cross Selling.

Geração de lead

As redes sociais também são excelentes canais para gerar leads. Com posts criativos e atraentes muitas marcas conseguem estimular os usuários a realizarem seus cadastros. Além disso, a geração de leads ajuda a aumentar o tráfego do site ou blog da marca.

Fechamento

Esses canais também são usados como ferramentas de remarketing, assim estimulando o usuário a fechar uma compra ou finalizar um cadastro. Uma prática – que dá certo – para fomentar o fechamento é utilizar dark posts direcionados para o público que já viu um anúncio ou já acessou o site mas não finalizou a compra.

Viu só, oportunidades de estabelecer contato e fidelizar o usuário nas redes sociais não faltam!

Entendeu como o Cross Selling funciona e como as redes sociais podem contribuir para colocar em prática essa técnica valiosa? Que tal conhecer os 7 passos para criar uma campanha de marketing e melhorar sua performance nas redes sociais?

Facebook Comments
Gestão de redes sociais Entenda por que a mLabs é a ferramenta de gerenciamento de redes sociais escolhida por mais de 30 mil marcas brasileiras!

Posts relacionados