Conheça as diferenças entre as principais redes sociais

conheca-as-diferencas-entre-as-principais-redes-sociais.jpeg

A cada nova rede social que surge, você fica perdido: Será que minha empresa deve entrar? Vou saber mexer? Meu público vai estar lá?

Antes de se atirar em tudo que surge, é importante fazer essas perguntas e descobrir quais redes realmente podem fortalecer sua presença digital. E você só vai saber disso se conhecer as principais redes sociais, o tipo de marketing que ela favorece, o público que ela atrai e outro tanto de coisas.

Para ajudar, vamos mostrar as principais redes sociais do momento e suas características. Acompanhe!

As principais diferenças das redes sociais e suas características

Facebook: a mais popular

É difícil pensar em um negócio que não encontre seu público no Facebook: só no Brasil, são mais de 93,2 milhões de usuários cadastrados. Se sua empresa ainda não está lá, com certeza seu público está! Você pode aproveitar essa plataforma para:

  • divulgar seu negócio;
  • construir a imagem da sua marca;
  • gerar relacionamento com consumidores;
  • publicar lançamentos, ofertas e promoções.

Depois de criar uma página empresarial — e não um perfil! —, comece preenchendo o cadastro da empresa, com todos os detalhes. Depois, você pode:

  • publicar fotos, vídeos e textos;
  • compartilhar conteúdos;
  • promover concursos culturais;
  • interagir com pessoas e outras empresas etc.

Em suma, pode envolver os fãs da sua marca.

Se estiver disposto a investir financeiramente, existem os anúncios e as ofertas, para oferecer benefícios aos seus fãs e atrair novos clientes. Há diversas possibilidades de segmentação! Assim, é possível apresentar a mensagem ideal para a pessoa certa no momento exato, e, assim, atingir suas metas.

Google Plus: na carona das buscas

O Google+ oferece quase tantas ferramentas quanto o Facebook. É possível compartilhar links, imagens, vídeos, textos e interagir com consumidores. Mas, por ainda ter menos usuários, essa rede possui menos força na construção de marca e no relacionamento com o público.

Um grande diferencial é a união com outros serviços do Google. Devido à integração com o mecanismo de pesquisa, publicar no Google+ garante melhor posicionamento nos resultados das buscas orgânicas.

Também, por estar integrado ao YouTube, o Google+ permite a realização de Hangouts — vídeos ao vivo (privados ou abertos) que podem ser usados para reuniões ou para apresentar algum conteúdo exclusivo para o público, por exemplo.

Twitter: tudo em tempo real

Os 140 caracteres são a marca do Twitter e a tornam uma rede extremamente dinâmica! Para se destacar dentro dela, é preciso publicar com frequência e estar antenado nos últimos acontecimentos do mundo e do seu mercado.

Acredite: tudo no Twitter é muito rápido! Até mesmo um assunto do dia pode se tornar ultrapassado, dependendo da maneira como você lida com ele. Trata-se de uma verdadeira revolução na maneira de lidar com conteúdo, se comparado às ferramentas do passado, como jornais e revistas.

Além disso, a rede funciona muito bem como um canal direto entre empresas e consumidores — servindo muitas vezes como um SAC. Utilize o Twitter para:

  • publicar conteúdo atualizado e original;
  • mostrar que você está ligado nos assuntos do momento;
  • interagir com seus seguidores.

YouTube: gigante dos vídeos

Atrás apenas do Facebook, o YouTube é a segunda rede em número de usuários ativos. Existem vídeos para todos os gostos, e há espaço também para a sua empresa! Você pode:

  • publicar entrevistas, palestras ou depoimentos;
  • criar uma série sobre determinado assunto para engajar o público;
  • fazer vídeos mais espontâneos e engraçados.

Pode ser mais trabalhoso criar conteúdo audiovisual, mas, se ele for bom, o potencial de viralização é grande.

Grandes empresas têm investido pesado na criação de canais que falam sobre o universo de sua marca. Com conteúdo rico e bem-feito, elas conseguem envolver sua audiência e alavancar vendas.

LinkedIn: rede corporativa

A proposta é totalmente voltada para o mundo profissional. Por isso, esse é o lugar ideal para:

  • falar sobre o seu negócio;
  • publicar conteúdo educativo;
  • mostrar que você entende tudo da sua área.

Sua empresa pode usar o LinkedIn para interagir, em grupos, com usuários interessados no seu mercado e se tornar uma referência.

O grande diferencial do LinkedIn é facilitar o relacionamento entre os profissionais em ambiente digital. Com ele, é possível:

  • encontrar emprego;
  • localizar outros profissionais e empresas;
  • criar parcerias de negócios;
  • fazer networking.

Instagram: dia a dia em fotos

Fotógrafos amadores viram profissionais! Ok, não é para tanto, mas parece que é assim que se sente qualquer usuário do Instagram, ao publicar uma foto com um dos filtros disponíveis.

A temática das imagens é o cotidiano: uma comida, uma rua, um animal de estimação. Por isso, se a sua empresa estiver nesta rede, procure publicar fotos do dia a dia, que mostrem como é o seu trabalho por trás das cortinas — isso aproximará os clientes e a marca.

Como essa ferramenta permite estreitar a relação das empresas com clientes — atuais e potenciais —, o ideal é usá-la para humanizar a imagem da companhia.

Pinterest: painéis de imagens

A regra aqui é investir em boas imagens! Assim como o Instagram, o Pinterest tem apelo visual. Os usuários criam painéis com imagens sobre determinados temas. Assim, sua empresa pode criar painéis com seus produtos ou usar imagens que representem o estilo de vida do seu público, gerando afinidade com a marca.

No Pinterest você não precisa adicionar amigos ou seguir pessoas: basta adicionar quadros de seu interesse para filtrar os assuntos. Porém, a rede é indicada para negócios com o público feminino, pois cerca de 80% dos usuários são mulheres.

A importância de entender as diferenças entre as redes sociais

É importante também compreender as diferenças entre cada rede social, para que as campanhas realizadas sejam mais eficientes.

A função Stories, por exemplo, permite a atualização de status — com fotos, vídeos, gifs, entre outros — que ficam disponíveis por algum tempo, antes de desaparecerem. Ela surgiu como o grande diferencial do Snapchat, mas acabou sendo adotada por outras redes sociais.

Com ela, as empresas podem divulgar seus produtos e serviços de maneira diferente. Como no Stories o anúncio ocupa toda a tela, isso faz com que as mensagens oferecidas pelas empresas sejam melhor absorvidas pelos clientes.

Sabendo disso e considerando as peculiaridades de cada rede social, é possível direcionar mensagens de maneira cada vez mais focada no perfil do público-alvo e, assim, obter melhores resultados.

Alguns exemplos de uso do Stories

No Instagram Stories, o usuário pode adicionar desenhos, stickers e emojis para decorar seus vídeos; o que faz com que o material de uma empresa ganhe em recursos visuais numa rede em que isso é fundamental.

Já no Facebook, esse recurso aparece de maneira acessível em aplicativos móveis da rede social com filtros, molduras e outros efeitos, com destaque especial para os filtros com temáticas criativas de filmes como “Meu Malvado Favorito” e “Smurfs”.

No WhatsApp, o recurso surgiu como uma maneira de dar opções para os formatos de compartilhamento de status. Isso abre espaço para o trabalho de anunciantes no app, que agora podem contar com o feed para levar seu conteúdo aos clientes.

A evolução das principais redes sociais

É importante destacar também que a, cada momento, as redes sociais apresentam novidades que podem ser úteis para as empresas.

É o caso do Twitter que, mesmo preservando sua essência no limite de 140 caracteres, já oferece alternativas para um melhor aproveitamento de sua plataforma. Assim, é possível publicar:

  • imagens dos mais diversos formatos;
  • textos que excedem o limite sem recorrer a ferramentas externas;
  • transmissões de streaming de vídeo.

Muitas dessas mudanças têm a ver com a aquisição de outras ferramentas — como o Vine e o Periscope —, algo que fez com que a rede social deixasse de ser uma plataforma de apresentação de texto para se tornar um site com conteúdos ricos, oferecidos em tempo real.

A importância de qualificar sua presença digital

Você não precisa ficar preocupado se não está em todas as redes sociais! Mas é importante estar informado, para não perder nenhuma oportunidade. Depois de avaliar e selecionar as mais relevantes para o seu negócio, mantenha-se ativo e utilize a linguagem certa para cada rede social: em cada uma, você liderá com um público diferente.

Lembre-se também de monitorar o seu público, para saber o que estão falando sobre a empresa e acompanhar as suas publicações para saber o que foi bem-sucedido e o que não foi e, assim, melhorar a sua presença digital.

Para saber mais sobre as principais redes sociais, não deixe de acompanhar a nossa página no Facebook.